Darktina/Dragonair – O retorno dos que não foram

postado em: Análise de Decks, PRC-ON | 0

Fala pessoal, venho aqui fazer a minha primeira matéria de análise de decks, e vou falar de um deck que vi em uma stream, resolvi adaptar um pouco ao meu jeito e consegui fazer Top 8 no último League Cup de BH, que aconteceu no último fim de semana. Este deck é o clássico Darkrai-EX/Giratina-EX utilizando o poder de aceleração de energia do Dragonair de Sun and Moon.

Antes de explicar a lista passo-a-passo quero dizer o que muda desse deck para a proposta antiga do Darkrai EX. No caso antigo, a aceleração de energias era feita utilizando basicamente a carta Max Elixir, e o dano era crescente, ou seja, você chegava a danos cada vez maiores a medida que os turnos passavam. Esta proposta já não funciona tão bem no formato atual, uma vez que a vida dos Pokemon aumentou de forma muito expressiva, colocar energias em campo o suficiente para dar 200 de dano é tarefa complicada, e o deck perde um pouco a sua força de explosão. E foi dessa forma que o Darkrai encontrou um novo parceiro que o fez ressurgir das cinzas: o Dragonair de Sun and Moon. O ataque Dragon’s Wish permite que você, em seu próximo turno, conecte quantas energias quiser em seus Pokemon, o que somado à consistência da lista (utiliza 4 de quase tudo) e a grande quantidade de energias, faz com que em um turno você consiga alcançar com o Darkrai um dano de 220, 240 ou 260 muito facilmente.

Portanto, vamos à lista:

 

Pokémon (13)

3x Darkrai EXBKP 74 / 118
2x Giratina EXAOR 57 / 93
1x Shaymin EX ROS 77 / 116
2x Tapu Lele GXGRI 60 / 137 / 155
3x DratiniSM 94
2x Dragonair SM 95

Você pode conseguir a base virtual deste deck por aqui, com os melhores preços: http://www.pokeparadise.com.br/


Card by Card


Darkrai EX – O Darkrai é o atacante principal do deck como sempre foi nas listas anteriores, e dessa vez, novamente utilizamos o seu ataque Dark Pulse (que bate 20+20 para cada energia Dark em seu campo) em um combo com a energia Double Dragon (que ao ser ligada em um pokemon dragão fornece qualquer tipo de energia), no qual a energia Double Dragon consiste em 40 de dano aumentado para o Darkrai. Com 12 energias em campo, o Darkrai já está matando quase tudo do formato, e não é tarefa complicada colocá-las, já que com duas Double Dragon você já tem 1/3 dessa quantidade.

Giratina EX – Possível atacante do deck, no momento funciona melhor como carregadora de energias Dragão, uma vez que no formato se tornou MUITO fácil fechar 170 de dano. (Os 180 do Darkrai também já são uma quantia baixa, mas 170 é ainda pior). O seu ataque dá 100 de dano e impede o oponente de utilizar tool, stadium e energia especial no próximo turno. Em decks dependentes de energia especial é um ótimo atacante, porém, contra energias básicas, é melhor permanecer no banco enquanto o Darkrai faz o trabalho.

1x Shaymin EX, 2 Tapu Lele GX – Pokémon supporter no deck, a ideia dos dois Lele é sempre ter a oportunidade de fazer um dragonair no t1 utilizando Wally, se você for o segundo a jogar, e já atacar com Dragon’s Wish, e ainda ter a oportunidade utilizar um para buscar algum Lysandre ou support de draw no deck. O Shaymin EX vem com a ideia de te permitir ligar as energias em um turno de dragon’s wish, buscar mais cartas no deck, ligar ainda mais energias e ainda poder usar um support diferente dos supports de Draw, como um Lysandre para já matar aquele Pokemon energizado no banco do oponente. Eu testei rodar o deck sem o Shaymin EX, porém, eu achei que ele teve uma performance absurdamente melhor com ele.

3-2 Dragonair – A ideia de ter 3 Dratinis no deck é a de que, se você for o primeiro a jogar, é preferível ter pelo menos 2 Dratinis em campo, porque caso o oponente mate um Dratini em seu primeiro turno, você pode evoluir o seu para dragonair e atacar em seu próximo turno. 60 de vida é muito pouco!! Os 3 Dratinis também contribuem para que você comece o seu jogo a maioria das vezes com ele. É o seu melhor starter de longe. O Dragonair dispensa explicações: com seu ataque Dragon’s Wish ele permite que você ligue quantas energias (eu disse energias, e não energias básicas) quiser aos seus Pokemon no turno seguinte. Ele é o cerne do combo do deck, que constitui em: Buscar Dratini, evoluir para dragonair, atacar, ligar 1 milhão de energias!

Sycamore, N, Lysandre – Em um formato de Garbodor é sensacional utilizar poucos itens, e esse deck utiliza só 10. Assim, como o deck abre mão da carta Vs Seeker, e quer sempre manter a consistência para não matar o próprio combo, ele utiliza 4 de cada supporter. 4 Sycamore e 4 N para draw, e 4 Lysandre para catcher em qualquer momento do jogo.

Ultra Ball, Level Ball – 4 Ultra Ball já padrão no formato, 2 Level Ball buscam dratini e dragonair. Essa linha praticamente garante que terei um dragonair no momento que precisar evoluí-lo.

Professor’s Letter – Carta um tanto quanto desprezada pro competitivo, possui um espaço sem igual nesse deck. Você está com dragon’s wish ativo, já ligou algumas energias, dá um Sycamore e o que vem na mão? 2 Professor’s Letter, que são iguais a 80 de dano na mesa. Parece forte, não?

4 Altar of the Moone – Antes de chegar a essa carta, fica a pergunta: Porque esse deck não jogava tão bem em Sun and Moon? E essa carta responde essa dúvida, de forma bem simples: Ela é essencial para que não se perca nada de dano na mesa recuando, ela faz o jogador abrir mão de cartas como switch, float stone, escape rope, olympia e deixa o espaço livre para consistência e energias. O Dragonair possui 2 de recuo, como que você o tira da frente depois de atacar? É necessário utilizar 4 cópias para que ela esteja na mão no momento em que o recuo for necessário.

1 Pokemon Fan Club, 1 Wally – Utilizei do fato de usar 2 Lele para montar o t1 mais forte possível pra esse deck. Caso eu tenha 1 dratini na frente no meu t1 e eu sou o primeiro a jogar, eu posso usar um Lele para buscar com o Fan Club 1 Darkrai e mais um Dratini. Caso eu seja o segundo a jogar, eu posso buscar um Wally e evoluir meu Dratini e já atacar com Dragon’s Wish, fazendo com que eu ataque no t2, e não no t3 que é o comum desse deck. Fan Club portanto cumpre o papel de deixar meu jogo safe e garantir um Dratini em campo que possa evoluir, e o Wally serve para deixar meu jogo ofensivo caso eu seja o primeiro a atacar.

15 Darkness Energy, 4 Double Dragon Energy – Parece que 19 cartas de energia no deck farão com que as mãos tenham sempre uma quantidade absurda de energias, não é? Pois é, e isso é maravilhoso para esse deck. Quanto mais energia melhor! E incrivelmente, mesmo com essa linha absurda, o deck zicou pouquíssimas vezes durante o torneio, devido aos 4-4 Sycamore e N e os dois Lele. As 15 energias se tornam necessárias pois no início você acaba jogando uma o outra fora em uma ultra ball ou Sycamore, e como o deck não possui nada para voltar elas pro deck, é importante ter uma quantidade além do necessário.


Possíveis techs:


Fighting Fury Belt – Hoje em dia qualquer Pokemon está dando 180 de dano brincando, ainda mais com choice band no formato. FFB compromete um pouco da consistência do deck, mas permite que você segure um pouco de life;

+ 1 Shaymin – 1 Lele – Torna o seu t1 mais fraco, mas deixa o seu turno de Dragon’s Wish mais potente. Eu preferi a minha configuração, mas é sempre interessante o teste contrário.


Vantagens do Deck:


  • Ele é muito forte contra decks que demoram a montar o seu jogo, pois o dano na mesa é muito consistente e tem pouquíssimas perdas no decorrer da partida;
  • Ele tem uma partida extremamente fácil contra Garbodor (O Garbodor precisa que você descarte todos os 10 itens do deck para ter dar OHKO sem choice band;
  • É um deck que é muito bom contra decks que montam poucos atacantes, como por exemplo o Mega Rayquaza.

Desvantagens do Deck:


  • Você pode tomar um Pokemon Ranger quando der Dragon’s Wish e perder o seu ataque. Além disso se o Dragonair morrer nessa história, você praticamente perde a partida automaticamente;
  • É um deck com uma match muito ruim contra decks que energizam muito rapidamente, pois montam seus atacantes muito rápido. Tive muita dificuldade contra Vikavolt e Tapu Bulu;
  • Se você não montar o Dragonair, é 90% de chance de você perder a partida, toda a montagem do deck é feita em torno do ataque do Dragonair, e é muito frustrante ter 6 energias na mão e não poder descê-las em um turno.

Conclusão


Pra mim que comecei a jogar o jogo usando o Darkrai EX e que amo esse ataque dele, fiquei muito feliz dessa oportunidade de jogar, usando uma nova estratégia. É um deck forte e que surpreende os adversários, pois foge um pouco da construção tradicional de decks de Pokémon. Recomendo a todos que gostam de uma estratégia agressiva e que domina o jogo logo no início. E é isso pessoal, grande abraço e retorno no futuro com mais matérias (Ainda estou devendo mais matérias de Psicologia hehe).

Estudante de Psicologia, aspirante a treinador Pokemon. Joga as cartinhas desde 2016 e é apaixonado com os padrões comportamentais e cognitivos de jogadores de TCG Competitivo.