Garchomp – A esperança dos Rogues

postado em: Anuncios | 0

Eaí pessoal o/
Semana passada fiz uma matéria com o Dyego sobre Mewtwo (que você pode conferir clicando aqui) tratando sobre possivelmente o deck mais forte e badalado do Meta. Mas nessa semana vou tratar de um deck Rogue, muito gostoso de jogar e que mesmo assim pode dar muito trabalho aos Tiers que estamos vendo no formato. Garchomp, que muitos acreditavam ter morrido precocemente com a queda da coleção FUF, pode ganhar um brilho especial nessa categoria de Rogues.

Escolha do deck

mega_garchomp_by_ze_l-d71e1t1Em BH, chegamos a um momento em que a maioria dos decks Tier já foi altamente testada, pois iniciamos nossa temporada muito mais cedo. Então decidi começar os testes em decks Rogue que ainda chegam a incomodar mesmo não tendo grande expressão no Meta.
Durante o final da temporada passada, cheguei a enfrentar um Garchomp promissor no Top 8 de um campenato mensal da TCMG. Na ocasião estava jogando de Genesect/Bronzong (você pode conferir uma análise do Sonson desse deck aqui) e o pareamento me jogou contra o Théo, o Junior mais promissor do Brasil, guardem esse nome. Ele utilizava Korrina pra agilizar o setup e Focus Sash para manter os Garchomp vivos, com Fighting Stadium os danos de 1 hit fechavam e a match ficou bem ruim para mim de Genesect, com o deck cheio de atacantes não-ex. Acabei vencendo por um 2-1 suadíssimo, mas a partida me ficou na memória..
Então atualmente Garchomp tem problemas com: fechar danos relevantes e de velocidade no setup.
Ok, vamos tratar então de uma lista onde seja possível contornar esses problemas para tornar Garchomp viável.

 

 

Card by Cardtaloflema_gif

4 Talonflame: Você realmente quer ver essa carta na sua mão inicial caso pretenda ter um jogo divertido hahah. Nos testes que fizemos, mesmo as partidas mais favoráveis ao Garchomp, se tornam MUITO complicadas quando ele não é seu inicial. Ou seja, estamos tratando de um deck em que 50% das partidas são naturalmente muito mais difíceis apenas por não contar com a velocidade de setup que o Talonflame oferece. 40 de dano do Talonflame te economizam muitos recursos para fechar os nocautes também, então tenha isso em mente principalmente contra decks com atacantes não-ex, onde Garchomp não terá tanto poder.

4-1-4 Garchomp: Se você não começou de Talonflame na partida, é com isso que terá que lidar. Não é uma surpresa se pegar atacando com Gible para comprar mais cartas ou mesmo tentando atrasar o jogo do oponente com Gabite (o que é sensacional em alguns casos, admito). Por uma energia você causará um dano (pequeno, mas mesmo assim interessante) e impedirá o pokémon defensor de recuar, fazendo com que seu oponente fique dependente de cartas como Olympia, Switch ou Escape Rope, ou mesmo Pokémon Ranger para recuar. Apesar de ser muito útil, não pretendemos ficar dependendo tanto assim da sorte durante os jogos. Então como não temos lock de itens no formato, apenas 1 cópia de Gabite deve ser suficiente. Por fim, o mais óbvio, 4 cópias de Garchomp, seu atacante auto suficiente. Com uma energia pode carregar qualquer Pokémon em seu campo e, por duas poderá atingir os altos danos em Ex.

4 N, 3 Sycamore, 1 Teammates e 1 Lysandre: Uma conta de energias fora do padrão. Geralmente você vai querer ver mais N do que Sycamore em sua mão, tanto no início de jogo para evitar descartar recursos fundamentais, como no final de jogo para dar os disrupts que geralmente te favorecem graças a troca de prizes. 1 Teammates é perfeito no deck pois você sempre precisa encontrar muitas cartas para manter o fluxo de atacantes e principalmente para alcançar os nocautes com cartas como Faded Town e Strong Energy. A única cópia de Lysandre na lista se trata de uma questão de falta de espaço. Precisamos encaixar várias cartas que ajudam no setup, então a segunda cópia de Lysandre teve de ser sacrificada.. contando que ele não esteja prized isso não deve ser um problema grande durante o jogo.

4 Ultra Ball, 3 Level Ball, 4 Trainer’s Mail: Só não utilizamos 4 Level Ball pois falta espaço. Você precisa encontrar a maior quantidade de Gible possível, principalmente quando não se inicia de Talonflame. Além disso, 4 Trainer’s Mail auxiliam nesse serviço, facilitando também que as Rare Candy cheguem à sua mão.

2 Super Rod: Inicialmente apenas uma cópia na lista original, mas a segunda se mostrou muito relevante pro bom funcionamento do deck. Com ela, se tornou comum que seja montado 5 Garchomp durante o jogo. É uma carta que você quer ter no deck em todas as partidas.

1 Escape Rope: Garchomp e Talonflame tem recuo 0, mas essa carta está na lista parar evitar jogo de 7 prizes. Principalmente quando o oponente tenta entregar alguns Pokémon em que não desejo acumular dano ou nocautear. Particularmente gosto do uso dessa cópia e acho que seja um espaço bem utilizado.

4 Bursting Balloon: Muito cuidado com o uso dessa carta. Ela é fundamental para que Garchomp feche a maioria dos danos para nocaute, então os momentos para anexar não podem ser desperdiçados.

3 Silent Lab: Adiciono na lista com certo peso no coração. Não por ser ruim, mas por uma questão de preferência. Silent Lab é ótimo pois retarda o setup do oponente, limitando Shaymin e Hoopa e sem te prejudicar, pois Garchomp não usa habilidade alguma. Mas principalmente, Silent Lab é a única carta que permita que Volcanion não passeie no Garchomp. Sem ele, Volcanion Baby além de ser um não-Ex básico com até 170 HP, poderia bater com certa facilidade os 130 de dano com o uso de Steam Up. Não há jogo se você estiver sem essas cópias no deck.

Possíveis Techs

3 Faded TownA razão do peso no meu coração em usar Silent Lab hahahah Gosto muito de Faded Town nesse deck pois facilita muito a fechar os danos em partidas contra Megas. Contra Mega Scizor por exemplo, por se tratar de um deck que não utiliza tantos Stadium, é desesperador para o oponente ver um Faded em campo e tomar um hit de Gabite em um Hoopa-Ex por exemplo. Impedido de recuar e quebrar o estádio com o ataque do Mega Scizor.

Contra Mega Mewtwo-Ex, é perfeito pois você nunca vai querer ver um Shrine of Memorys em campo, pois Damage Change inutiliza os Bursting Balloon e impede o 2hko. E Faded irá acumular o dano no Mega entre turnos, sendo mais útil e bem vindo do que Silent Lab.

1 Eco ArmPoder reutilizar os Bursting Balloon é sensacional… Teoricamente perfeito, mas por não ter conseguido utilizar nenhuma vez a carta durante os testes, decidi por colocar como tech. É uma da série: cartas que devem vir na sua mão no momento certo.

Conclusão:

Garchomp é muito gostoso de se pilotar, foge um pouco da linearidade de decks Tier. Se trata de um deck com decisões relativamente fáceis de serem tomadas durante o jogo, o que o torna perfeito para quem deseja ingressar no mundo competitivo, mas sem se arriscar comprando bases de Ex para outros decks. Recomendo para quem quiser se divertir nas Ligas ou campeonatinhos não oficiais, não fará vergonha hahahah

Mineiro de Belo Horizonte, cresceu jogando Pokémon nos consoles. Jogador do TCG competitivo desde 2014. Estudante de Engenharia Civil e contrabandista no TCG Online nas horas vagas. Não perde uma oportunidade em conhecer novas estratégias e experiências de jogadores mais antigos, pra quem sabe conseguir crescer mais no jogo.