Genesect-EX/Bronzong – Metal Link

postado em: Análise de Decks | 2

E aí pessoal, tudo bem? Semana do nacional americano foi bem corrido para o mundo Pokémon, lançamento do Pokémon GO e principalmente para nós a divulgação da rotação para a temporada 2017, Primal Clash-ON. Antes disso ainda vamos falar sobre decks XY-ON por causa do mundial, deixarei minhas expectativas pós rotação, mas esse é nosso formato ainda então é nele que devemos jogar.

Hoje vou falar de um deck que foi uma surpresa para muitos, eu mesmo não esperava que fosse tão bom e gostoso de jogar, Genesect-EX/Bronzong foi construído nas mãos de Simone Zucchelli no nacional italiano onde conseguiu se consagrar e ficar no TOP 2. Vou passar a lista que ele usou explicando carta por carta e depois vou colocar algumas cartas que pode ser útil na construção de acordo com o metagame.

 Card by Card

Genesect-EX: O que achei mais interessante de jogar com esse deck foi a habilidade do Genesect, “Drive Change” dá ao deck uma versatilidade incrível em alguns momentos do jogo e pode dar uma vantagem no confronto. Sua habilidade permite que uma vez durante o turno o Genesect possa retirar um tool dele e voltar para mão, permitindo adequar-se a certos momentos da partida, como por exemplo utilizar o Assault Vest, Float Stone ou Fighting Fury Belt. É uma habilidade bem forte nas mãos de bons jogadores. O ataque dele é monstruoso, e junto com a aceleração do Bronzong consegue bater várias vezes mais do que 160 de dano, “Rapid Blaster” tem um dano fixado em 100 e adicional de 20 para cada energia descartada. Seu deck possui 11 energias de metal, Max Elixir e Bronzong, que tornam a consistência do ataque muito alta.

Aegislash-EX: Particulamente adoro sua habilidade “Mighty Shield”, não tomar dano de energia especial é muito forte em um formato onde decks que as utilizam (Night March e Vespiquen) são tier 1. Muitas vezes ele vai estar na frente apenas como escudo mesmo, servindo para travar o oponente enquanto monta um Genesect-EX. Seu ataque “Slash Blast” combina muito bem com seu deck, 40 + 20 para cada energia metal anexada a ele, podendo dar uma pressão muito grande para o adversário.

genesect_canonBronzong (PHF 61): Essa é a grande chave do deck, sem ele seria quase impossível ter uma consistência de dano, “Metal Links” permite anexar uma energia do descarte para um Pokémon do banco uma vez ao turno, dizer isso já dispensa explicações. Depois de um estouro do Genesect-EX para dar 1 hit o normal seria esperar 3 turnos para continuar atacando, mas graças ao Bronzong (e dependendo de quantos estiverem na mesa no próximo turno) já continua atacando.

Bronzong (FCO 61): Mais um parceiro bacana para o deck de metal, talvez sem ele a partida contra Trevenant e Greninja seriam bem ruins, mas graças ao “Metal Fortress” todos os efeitos de ataque e dano não são aplicados nos Pokémon do banco, mantendo os mesmos protegidos dessas ameaças.

Bronzong BREAK: Além de aumentar o HP do Bronzong, seu ataque “Metal Rain” descarta quantas energias metal quiser anexadas a ele, para cada energia você pode escolher um Pokémon e dar 30 de dano nele, é um ataque excelente e pode pegar muitos jogadores de surpresa e sem contar que no final de jogo, com 4 energias você leva um Shaymin-EX que está dando sopa na mesa, muito bom.

Shaymin-EX: Temos um número elevado, o baralho tem que ser rápido se não nunca conseguirá acompanhar seus oponentes. A ideia é colocar o Sky Field para poder descer vários Shaymins na mesa, buscar cartas como Max Elixir, descer vários básicos então quando o oponente trocar de estádio você descarta os Shaymin porque o trabalho já foi feito.

Professor Sycamore/N/Lysandre/AZ/Hex Maniac: Uma linha básica de suporte, utilizar Sycamore nos primeiros turnos é muito bom para já adiantar no descarte de algumas energias, o N serve para voltar aquelas partidas quase impossíveis, por exemplo contra M Rayquaza, Night March, decks que são rápidos e que você acaba “não aguentando a pressão”, mas seu final de jogo é muito melhor que o deles. Lysandre para puxar os atacantes perigosos ou pegar prêmios fáceis.

O AZ é super importante para esse deck, além de servir como uma ‘max pation’ ou voltar aquele Pokémon com custo para recuar alto ou subir Shaymin e usar o poder de novo. Hex Maniac se bem utilizado pode ganhar várias partidas.

VS Seeker/Ultra Ball/Max Elixir/Float Stone/Fighting Fury Belt/Sky Field/Assault Vest/Startling Megaphone/Battle Compressor/Super Rod: Iniciar com Ultra Ball em um baralho cheio de Shaymin-EX já faz o deck rodar, VS Seeker está na quantidade padrão. Megaphone é útil contra Garbodor ou para outras situações. Mas algumas cartas são importantes explicar bem.

Assault Vest: Bom contra Giratina, Night March ou outros decks que utilizam energia especial, fazendo aguentar mais porrada.

Fighting Fury Belt: Deixar o Pokémon monstro, além de ser super versátil com a habilidade do Genesect. Genesect 220 de vida é muito forte, além de fechar os danos impares.

Float Stone: O custo para recuar dos seus Pokémon são muito altos, então tem que ter um número bom.

Max Elixir: Para fazer acelerar seu deck no primeiro turno ou quando tomar um Hex Maniac: mas te dá uma aceleração incrível.

Como jogar com o deck?

Bem divertido e dinâmico esse baralho, o primeiro turno é tentar explodir seu deck, descendo Sky Field e utilizando o máximo do Shaymin, brozongMax Elixir para fazer Genesect ou Aegislash dependendo do game. Com isso procurar os Bronzor, esse é seu turno perfeito.

Depois começa a fazer Bronzong e distribuir as energias para não tomar um hit mais Hex Maniac do oponente porque pode ser uma bela dor de cabeça.

Sempre é bom ter maldade ao saber quantas energias descartar, se vale a pena dar um hit no oponente, qual tool utilizar, AZ para voltar os Pokémon já com muito dano.

Final do jogo caso já tenha acabado alguns recursos utilizar o Bronzong BREAK para puxar seus últimos prêmios. É um deck que precisa de alguma habilidade, mas que tem vários matchs 50/50.

Possíveis Techs:

Como utilizei esse deck bastante depois do nacional italiano posso falar algumas cartas que acho interessante adicionar na lista padrão do italiano.

Level Ball: Talvez não é tão importante descartar cartas com Ultra Ball, principalmente no fim do jogo, além de garantir um Bronzor ou Bronzong na sua mão.

Seismitoad-EX: “Quacking Punch” ainda é muito forte, ainda mais se utilizado bem. Dependendo do momento da partida pode ganhar turnos para montar outros Genesect enquanto atrasa seu oponente.

Lugia-EX: Isso foi conversado com o André (da Equipe TCMG). Achei interessante para que tenha um atacante rápido e o segundo ataque descartar o estádio.

Jirachi: É bom para ganhar tempo na partida! Muito útil em todos os decks.

Muscle Band: Vi alguns decks no Canadá e EUA utilizando Muscle, particularmente não gosto tanto, mas é muito bom para nocautear quem tem 180 de HP.

Trainer’s Mail: Outra carta que vi rodar bastante no EUA, já tinha conversado com o André a falta que essa carta fazia.

Escape Rope/Switch: É mais por segurança, acho justo mencionar.

Xerosic: Senti muita falta ter apenas um Megaphone.

Heatran: Jogo de 7 prêmios é sempre bem legal, vi nos nacionais utilizando, dependendo da match pode ser bacana.

Vantagens:

  • aeslendaAlto HP dos seus principais atacantes.
  • Aceleração de energia por causa dos Bronzong e Max Elixir.
  • Tem uma fraqueza a fogo que não vem sendo tão utilizado.
  • Contra NM, Vespa, utilizar o Aegislash com N pode te dar uma sobrevida, sempre vai levar para a sorte.
  • Contra Pokémon EX tem partidas boas. Porque bater muito é com ele mesmo.
  • Versatilidade na partida por causa dos Pokémon Tools.
  • Consegui várias vezes ganhar de nocaute no t1 perfeito fazendo meu Genesect-EX batendo 170, incrível!
  • Se começa na partida contra item lock seu deck vai voar e possui 11 energias, isso faz muita diferença. Como disse no nosso Meta! Podcast a lenda Gabriel Semedo, “as vezes esquecemos o poder que a energia tem”.

Desvantagens

  • Hex Maniac depois que nocauteia um atacante seu é quase GG.
  • Garbodor dói quando bem encaixado na partida.
  • Se pegar algum deck louco de fogo, chore.
  • Jolteon-EX te dar muita dor de cabeça, fazer Bronzong BREAK para dar um hit não é tão fácil.
  • Caso não comece nas partidas contra item lock a partida fica bem ruim, pelo enorme número de itens, mas como pode ver tem vantagem quando começa.

Futuro do deck para o Mundial

O mundial desse ano será com a coleção Steam Siege com isso vem o problema que com o Volcanion-EX pode destruir seu deck todo só com ele. Pode colocar Steelix ou o Mega o que não acho bom, tiraria a velocidade do deck, para mim como em muitos lugares que já li é quase um deck ‘perfeito’ o italiano realmente mandou muito bem na lista.

Mas tem duas cartas dessa coleção que poderiam cair bem nesse deck, Ninja Boy para pegar os oponentes de surpresa, aparecer um Aegislash ou Genesect a qualquer momento deixaria forte. Pokémon Ranger é outra carta que pode entrar já que Jolteon-EX pode te dar muita dor de cabeça.

Futuro do deck para o formato Primal Clash-ON:

Acho que não tem futuro, sua melhor carta e que faz toda a mecânica rodar que é o Bronzong vai cair, então com isso perderemos a potência. Sem contar que os Pokémon fogo podem ficar mais forte ainda. Uma pena.

Conclusão

Então o que temos que fazer é aproveitar esses últimos momentos de glória por tudo que o futuro aguarda para esse deck, sem dúvidas é um deck muito divertido de jogar e vale a pena para treinar suas habilidades.

E aí gostaram da matéria? Quaisquer dúvidas, críticas ou elogios estamos sempre à disposição e é sempre importante o feedback de vocês para sabermos se estamos acertando. Se tiver alguma lista/deck que você quer ver uma análise aqui, é só responder nos comentários que vamos tentar escrever sobre ele. Obrigado pessoal e até a próxima!

Jogador desde quando saiu a Base Set aqui no Brasil, tendo minha melhor temporada 11/12, onde que no Nacional 2012 consegui o primeiro top pra Minas Gerais, ficando em 7º colocado. Venci alguns torneios como City’s e BR’s e top’s nos Regionais. Parei por um tempo, mas estou de volta para esse incrível jogo.

  • Juan Miguel Fernandes

    sem duvida um dos decks mais divertidos , esse bronzong vai deixar saudade :'(

  • Vitor Miagava

    Muito boa matéria, deck que parece muito legal de se jogar! Uma pena está indo embora, parabéns mais uma vez pela equipe de tcgmg pela matéria esclarecedora e objetiva. Grande abraço