Greninja BREAK – Giant Water Shuriken

postado em: Análise de Decks | 9

Olá pessoal, esse hiato entre o nacional brasileiro e algum torneio premier é bem chato, né? Porém não podemos deixar de jogar. Uma maneira bacana que estamos conseguindo realizar aqui em Minas Gerais é liberar o uso das cartas proxys (impressões de cartas originais, que simulam as reais), com isso esperamos motivar novos jogadores e mostrar o cenário competitivo para que novatos possam se interessar ainda mais pelo jogo, isso tudo valendo premiação em booster e cartas para melhorar e ir construindo seus decks. Nós estamos voltando com tudo nessa temporada, tanto que no nosso primeiro campeonato mensal que ocorreu ontem (27/06/2016) tivemos a presença de 29 jogadores. No blog estamos tentando ficar cada mais vez efetivos para trazer novas matérias para vocês. Alex já fez uma matéria excelente de deck já valendo a ultima coleção Fates Collide e você pode ver clicando aqui.

Antes de começar a fazer minha análise sobre o deck de Greninja, gostaria de agradecer ao Felipe Ponce pela oportunidade de ter virado o nosso parceiro, é de grande orgulho da nossa equipe poder trabalhar com um dos melhores e mais experientes jogadores da Argentina/Brasil rs. As decklists serão linkadas às cartas do site, para que as encontrem em um ótimo preço. Caso não jogue o TCG real é possível encontrar os cards para o jogo online. A PokeParadise tem excelentes preços e trabalha com as cartas em português, com várias staples (cartas necessárias na grande maioria dos decks, ex: Vs Seeker, Ultra Ball, Lysandre, etc) a preços mais acessíveis do mercado .

Vou falar sobre as cartas importantes do deck, depois vou colocar algumas techs possíveis para o Greninja, porque existem várias formas de poder jogar com ele, tudo depende do metagame local, então vamos largar de conversa fiada e ir ao que interessa.

Pokémon (17)

4x Froakie (BKP 38)
4x Frogadier (BKP 39)
3x Greninja (BKP 40)
1x Greninja (XY 41)
3x Greninja BREAK (BKP 41)
1x Remoraid (BKT 32)
1x Octillery (BKT 33)

Treinadores (35)

3x Professor Sycamore (BKP 107)
3x N (FCO 105)
2x Fisherman (BKT 136)
2x Wally (ROS 94)
1x Ace Trainer (AOR 69)
1x AZ (PHF 91)
1x Lysandre (FLF 104)
4x Dive Ball (PCL 161)
4x VS Seeker (ROS 110)
3x Trainers’ Mail (AOR 100)
2x Level Ball (AOR 76)
2x Rough Seas (PCL 137)
1x Rare Candy (PCL 135)
1x Battle Compressor (PHF 92)
1x Professor’s Letter (BKT 146)
1x Startling Megaphone (FLF 97)
1x Sacred Ash (FLF 96)
1x Super Rod  (BKT 149)
1x Town Map (BKT 150)

Energias (8)

8x Energia de Água

 

greninja_by_meteoris-d6p5fx9

Card by Card

1088236Greninja BREAK: 170 de HP meus amigos… Isso é um monstro e sabem o que é o melhor de tudo? Quando nocauteado ele dá apenas 1 carta prêmio! Além de sua vida alta, sua habilidade é muito forte, se ele for seu ativo pode utilizar o “Giant Water Shuriken” (que vamos combinar é um baita nome, rs) ao descartar uma energia de água de sua mão pode colocar 6 marcadores de dano em um Pokémon do oponente, então só com isso já dá para imaginar o rombo que isso pode dar no meio/final de jogo.

xy-break-point-040-122-greninja-reverse-holo-p225016-191413_imageGreninja BKP: A grande vantagem é o custo para recuar 0, isso é absurdo combado com o Greninja BREAK, porque com isso é possível utilizar duas vezes sua habilidade, recuando um e colocando outro como ativo e é muito bom isso. Além disso ele tem dois ótimos ataques, que devem ser bem escolhidos no decorrer da partida e isso tudo com apenas 1 energia!

Shadow Stitching” tem um custo muito baixo de apenas uma energia incolor, causa 40 de dano e o seu efeito é muito bom em determinados momentos da partida, principalmente se você conseguir prever algumas ações do oponente pois ele estará incapacitado de utilizar as habilidades de seus Pokémon no turno dele.

Moonlight Slash” outro ataque com apenas uma energia que tem uma sinergia bem bacana com o deck, já que pode escolher dar 60 de dano e deixar a energia no Greninja ou 80 e voltar uma energia de água anexada nele para a mão, com isso é bom para utilizar a habilidade do BREAK no próximo turno ou deixar no seu Greninja, pois as vezes os 60 de dano são suficientes para nocautear o oponente e tem o perigo de tomar um N maligno. Então ele te dá algumas opções bacanas.

Greninja XY: É um mini BREAK, serve mais para dar um suporte de dano no banco, porque tem custo para recuar o que deixa ele um pouco pior. Seu ataquXY8_EN_33e também é bem limitado já que é 50 e pronto. Mesmo sendo uma boa opção contra Glaceon-EX, pois não é afetado por nenhum tipo de efeito do Pokémon defensor.

Frogadier BKP: Se o deck de Greninja é um deck tier e muito forte, isso é graças ao ataque dele, “Water Duplicates” coloca quantos Frogadier do deck você quiser direto para o banco, além de poupar vários recursos como Rare Candy, Skyla para buscar ou aumentar número de balls. Isso faz com que no seu turno seguinte você já tenha sempre uns 2 Greninjas já prontos para o combate.

Octillery: Nessa lista fica bem claro que resolvi apostar nele para usar o máximo possível do efeito do N, sendo assim se a partida estiver bem apertada, minha chance de “zicar” é muito menor que o oponente. A ideia é ter apenas 1 cópia mesmo, já que com a Town Map, caso Octillery tenha caído nos prêmios fique fácil buscar. Então, a ideia é deixar ele de suporte graças à sua habilidade “Abyssal Hand“, que uma vez no seu turno você pode comprar até ter 5 cartas na mão, isso é muito bom no final do jogo ou em mirror (partidas contra um deck igual), em que o oponente sai na frente pois vai abusar dos Ace Trainer.

Sycamore / N / Fisherman / Wally  /Ace Trainer / AZ / Lysandre: Essa é a linha de suporte do deck, o número de Sycamore e N são iguais, pois como o deck utiliza o polvo tentando jogar em cima da virada, na maioria das vezes a chance de começar perdendo é muito grande, então aí você pode começar a usar bastante Ace Trainer para voltar rapidamente pra partida. No fim se tiver 1×1 de prêmios para cada, caso utilize um N isso vai atrapalhar apenas o oponente já que você tem o draw por causa do Octillery.

Coloquei 2 Wally porque essa variação não é tão boa contra decks que utilizem do efeito do item lock, e como é vital para o seu jogo fazer um Frogadier no segundo turno para usar o “Water Duplicates” achei importante ter na lista. AZ serve para voltar o Octillery caso for puxado para o ativo ou algum Greninja já com bastante dano.

Trainer’s Mail/Level Ball/Rough Seas/Rare Candy/Battle Compressor/Professor’s Letter/Startling Megaphone/  Sacred Ash/Town Map/Super Rod: Tentei fazer uma lista bem simples e sem techs nessa análise, pois abaixo vou listar algumas cartas que pode ser encaixadas em determinados jogos. Essa é a lista padrão e conservadora do Greninja.

8 Energias Água: Foi o número que fiquei confortável para jogar, já que as energias são o grande poder desse deck.

Como jogar com o deck?

O deck tem uma mecânica simples, no seu primeiro ataque é sempre usar o Frogadier (caso voce consiga usar Wally T1) e buscar todos eles e colocar no banco, dependendo contra o que jogar várias vezes já vai começar atrás nos prêmios então use e abuse do Ace Trainer pra te dar tempo e montar alguns Greninja BREAK, pois quando estiver com ele em campo, basta distribuir o dano de maneira correta, uma parte interessante no Pokémon que eu sempre digo é sempre nocautear aquele que pode te nocautear, vá em busca daquele Pokémon que te da 1 hit ou que já tenha uma energia ligada a ele. Com o Rough Seas é sempre lembrar de ficar recuando e usando o efeito do estádio para recuperar, fazendo dele um tanque que pode dar apenas 1 prêmio.

Os ataques do Greninja são bons mas é importante saber a hora de utilizar cada um para tirar o máximo de proveito da carta para estabilizar a partida. Utilizar bastante o N juntamente com o Octillery para tentar dar aquela bad hand para o oponente também é bom.

Possíveis Techs

Se existe um deck hoje que seja capaz de colocar bastante tech é o Greninja. Tentarei listar algumas de acordo com o estilo de cada jogador, posso me esquecer de alguma, lógico, mas colocarei as essenciais.

Defensiva
Se você é um jogador que gosta de se defender para ganhar as partidas vou listar algumas cartas que podem te ajudar no seu modo de jogo, a continuação da sinergia Polvo + N também é bem útil.

Bursting Balloon: Utilizado com maior frequência em decks de Trevenant, nada impede de utilizar também como ferramenta do Greninja, particularmente gosto muito e utilizo na minha lista porque acho importante contra mirror e decks de explosão, principalmente NM e Rayquaza-EX que bate tudo que estiver na frente.

Max Potion: Ajuda muito nas partidas contra Giratina e Mega Manectric já que nenhum dos dois consegue dar um hit, é muito chato quando já está com a conta toda na cabeça para nocautear em dois ataques e o oponente utiliza no turno dele, além de renovar o hp muitos jogadores não tem uma resposta psicológica, rs.

Hard Charm: Ok, mas o balão vai ser descartado no próximo turno e talvez nem é tão efetivo, então é melhor voltar para o clássico -20, além de que com o Rough Seas pode fazer uma verdadeira máquina de combate, sem contar com o aumento de popularidade do deck Water Box que faz o Seismitoad-EX bater 130 rapidamente, nocauteando seus pokémon antes que você monte seu jogo, e com o hard charm é possível sobreviver ao ataque.

180px-JirachiXYPromo67Jirachi: Sim, vou colocar ele aqui porque se você estiver com medo de ter vários Night March no torneio é importante ter ele e vou explicar. Muito importante contra o melhor deck do formato, Night March. Sem ele a partida fica muito 50/50 e isso para o NM é uma maravilha já que a chance do deck dele travar é mínima. Seu acesso para nós brasileiro é um pouco complicado o que aumenta o seu valor, é uma carta Promo que não foi lançado por aqui. O ataque que deixa ele tão bom é o “Stardust” que remove uma energia especial do defensor e o Jirachi fica imune a ataque e efeito do oponente no próximo turno, então é uma boa tech a se pensar..

Float Stone: Caso esteja com medo de rodar apenas 1 AZ pode aumentar e colocar um Float Stone para não travar seu Octillery em caso de Lysandre.

Rough Seas: Aumentar o número para não perder na guerra de estádio, principalmente contra Trevenant.

Silent Lab: Vi alguns decks rodando no lugar de Rough Seas, dependendo do metagame pode ser bem útil, principalmente para parar aquele Wobbuffet chato que está em ativo.

Ofensiva
Talvez você seja o estilo que mete o loucão nos oponentes e atacar é sempre o melhor remédio então vou tentar te ajudar.

Muscle Band: Claro que seria ele, muito clichê, né? Mas gosto dessa carta porque ajuda a fechar o dano contra decks de pokémon com HP alto (Wailord e Megas), sempre usável em qualquer deck.

Energy Retrieval: Ah, mas eu quero dar suporte, depois voltar energia na mão e continuar dando looping de Shuriken, então ta ai uma boa pedida pra você, além de pegar 2 energias do descarte fica livre pra usar o suporte do turno.

Enhanced Hammer/Xerosic: É bem bacana em um formato que tem vários decks com necessidade de usar energia especial, descartar uma ligada a um pokémon adversário e ainda nocautear um Shaymin-EX do oponente pode dar uma atrasada nele e te ajudar a sobreviver na partida, isso pensando muito contra Night March.

Durant FLF: A mirror de Greninja pode ser algo não muito bacana… Seu ataque “Chip Off” se bem utilizado pode fazer ganhar várias vezes de deck over.

Random Receiver: Essa carta não vê jogo em outros decks, mas como as variações ofensivas costumam usar menos suportes, é mais uma opção para encontrar rápido o Wally e montar seu campo.

Item Lock
A lista base é bem rápida e foca nos trainers, mas se seu meta for cheio de Vileplume, Trevenant e Seismitoad-EX? Além de aumentar o número de suportes existem algumas cartas que ajudam na construção do baralho.

Steven: Uma boa maneira para não ficar no lock do adversário é utilizar essa carta para buscar a energia e um suporte já pensando no turno seguinte, isso faz com seu deck gire e tenha as energias necessárias para o deck fluir.

Skyla: É um Steven piorado no item lock mas a grande vantagem é pegar estádio, contra Trevenant é muito bom porque a tendência é quando o Rough Seas não tiver em campo, o oponente irá minar com o “Silent Fear“.

Vantagens

  • Todos Pokémon não são EX, o que acaba chato para o adversário pegar prêmio por prêmio.
  • Valor acessível já que não utiliza o Shaymin-EX.
  • Tem uma partida 50/50 contra Night March que é o melhor deck do formato.
  • Conforme pode ver o deck pode ser construído de várias formas dependendo de acordo as características do jogador.
  • Maioria dos seus Pokémon tem o custo para recuar 0, tem sinergia boa, é simples de jogar porque a estrategia é bem clara e tem um HP bem alto.
  • Capacidade de virar partidas graças ao N e buscar vários prêmios de uma vez só.
  • Todos seus atacantes principais possuem ataques que custam apenas uma energia para atacar.

Desvantagens

  • Hex Maniac pode te fazer perder várias partidas pois o oponente vai poder controlar seus danos.
  • Garbodor BKP não é um grande problema já que não vem sendo tão utilizado mas pode ser bem chato se encaixado corretamente.
  • Mega Sceptile, GG. Não tem graça essa partida, sério, sente na mesa e chore, sua ancient trait é muito forte contra Greninja.
  • Ele tem fraqueza a planta e o deck do momento é Vespiquen, tanto com Yveltal ou Vileplume.
  • Team Aqua’s Secret Base, ok. Não é tão utilizado como antes mas é bem chato ter que pagar um custo a mais pra poder recuar.

Futuro do Deck Pós Rotação

Vários novatos tem medo de montar decks por causa da rotação de coleção que a Pokémon faz em agosto, claro que é só uma especulação, mas acredito que Greninja vem forte para a temporada 2016-2017, já que não vai perder muitas cartas cruciais. É um baralho bem linear e acredito que irá rodar bem por algum tempo.

858dd85d849e07d2eed20ecc92478eb0559a0ead_hq

Conclusão

Nessa análise tentei fazer algo bem completo, a lista é apenas uma base e você deve trocar ela conforme o metagame local. Greninja pra mim foi a grande decepção do nacional brasileiro 2016, mas foi tão grande o volume de Vespa que ele acabou não aguentando a pressão. Para se ter a ideia de tão bom é o deck, Pablo Meza foi campeão mexicano em 2016 utilizando ele, então já dá pra ter uma ideia de que o deck é forte sim.

E ai gostaram da matéria? Quaisquer dúvidas, críticas ou elogios estamos sempre a disposição e é sempre importante o feedback de vocês para sabermos se estamos acertando. Se tiver alguma lista/deck que analisamos é só responder nos comentários que vamos tentar escrever sobre ela. Obrigado pessoal e até a próxima! 😉

 

 

 

 

 

 

Jogador desde quando saiu a Base Set aqui no Brasil, tendo minha melhor temporada 11/12, onde que no Nacional 2012 consegui o primeiro top pra Minas Gerais, ficando em 7º colocado. Venci alguns torneios como City’s e BR’s e top’s nos Regionais. Parei por um tempo, mas estou de volta para esse incrível jogo.
  • Juan Miguel Fernandes

    Otima Analize … o

    • Wallysson Lima

      Muito obrigado Juan, espero que tenha gostado. 🙂

      • Juan Miguel Fernandes

        Gostei sim! e recomendo pra quem quer montar greninja hehe

  • Jay Dos Santos

    Parabéns pela análise do deck, deck de greninja é fantástico, gosto bastante da lista, mas tenho algumas considerações a fazer. Jogo com esse deck há bastante tempo. Fiz diversos testes com amigos, comentamos, mudamos e estudamos bastante essa engenhoca. No último regional realizado aqui em Brasília, decidi jogar com essa lista. Tive boas matches, mas não consegui entrar nos tops, um trevenant atrapalhou mus sapinhos azuis.

    O deck de greninja break, com certeza, é o deck mais barato dentro do meta game, como já dito no seu artigo, porém não acho necessário a utilização do sushi Master (octillery) na lista. Acredito q ele em muito atrapalha. O deck por si só é lento, muito lento, um stage “3”, e o custo de recuo do octillery é muito alto dentro dessa lista, então, muitos irão argumentar “ah, mas utilizamos float stone”, pioramos um pouco mais o cenário de consistência da lista, vejamos:
    A lista já roda 15 Pokémons e 8 energias: 23, com a adição de 1-1 octillery + 1 float, será que haverá espaço suficientes para demais trainers e techs?
    Eu acredito que nesses espaços a utilização de 2 jirachis e 1 dedenne seria bem mais útil. (isso baseado em todos os testes que fiz com a lista). Jirachi já está difícil achar e não é tão barato também, custa entre 40-50, mesmo preço do octillery praticamente. Caso não consiga 2x, 1x cópia dele já ajuda bastante.

    Sobre o cenário pós-mundial, acredito que a lista de greninja abrirá a temporada bem, mas logo o Garbodor vai tomar seu lugar nos tops das competições. Provavelmente, teremos um meta game sem xerosic e sem megaphone, logo, para tirar a tool dos garbodor’s será um deus nos acuda, somente através de ko. Vai ser uma match bem difícil pra greninja, mas vamos ver o que o futuro da lista nos reserva.

    Novamente, parabéns pelo artigo 😉 e espero que possamos discutir mais sobre a lista posteriormente.

    • Wallysson Lima

      Para mim o deck de Greninja é o mais versátil. Essa lista eu tentei focar no polvo por causa que estamos usando a coleção Fates Collides e eu sou muito fã do N. rs

      Porém concordo com você. particularmente não ficaria sem jogar com o Jirachi, acho imprescindível nesse baralho porque ele melhora a partida contra o melhor deck do formato, Night March.

      Um grande problema que sinto nesse deck é jogar contra item lock, o deck várias vezes não consegue acompanhar, teria que ser construído de outra forma perdendo vantagem em outras partidas, por isso na hora da montagem tem que ter bastante calma para saber o que tem na sua região e do que quer ganhar.

      Realmente pensando nesse lado sobre não ter nenhuma carta que tira tool pode fazer com que o Garbodor se multipliquem, foi uma ótima observação. Agradeço muito seu feedback, a lista eu tentei deixar mais padrão possível e listar as techs para cada jogador se adequar melhor, é muito bom ter uma segunda opinião, muito obrigado mesmo Jay!

  • Vitor Miagava

    Parabéns pelo artigo!! Mostra de forma geral como funciona o deck, suas opções (Techs), como funciona os atacantes, suas vantagens, rotação e no meu ponto de vista um dos melhores tópicos, suas fraquezas. Me interessei muito por esse deck e é um dos que testarei. Pelo pouco que estou acompanhando gostaria de deixar minhas sugestões de deck analises: Quaza, Metal, Yvetal/Zoroark, Vespiquen/Vileplume. Um grande abraço para vocês do site que contribuem para a comunidade tcg!

    • Wallysson Lima

      Fala meu amigo Vitor!!
      Muito obrigado pela força de sempre, pode deixar que vamos continuar nessa pegada de tentar trazer matérias de qualidades para vocês, vem coisa bacana por ai 😉
      Essa semana estou acabando de escrever o deck de metal que usei no mensal de junho, está algo bem completo, vai gostar!

  • Mateus

    Parabéns, me convenceu a ficar com esse deck, mas como fica essa lista com as alterações pra a rotação 2017?

    • Wallysson Lima

      Olá Mateus, obrigado pelo feedback.
      Acredito que Greninja vai ficar muito forte, mas como nesse fim de semana aconteceu o anuncio da rotação, acho que o Garbodor vai dominar o formato enquanto não lançar nenhum trainer ou suporte para tirar ferramenta, isso pode dar uma diminuída nele.
      Mas mesmo assim acredito que seja um bom deck, tem um hp bom,custo pra recuar zero, se Volcanion EX rodar, ele ganha mais espaço ainda.
      Minha dica é segurar o Greninja na pasta e aguardar o futuro.