Guia Completo – Rotação 2016-2017

postado em: Anuncios, PRC-ON, Regras | 15

Olá pessoal!

Essa foi uma semana muito agitada no mundo do Pokémon TCG. Houve o Campeonato Nacional Americano e foi revelada a rotação do formato 2016-2017: Primal Clash – on! A Pokémon Company todo ano realiza uma rotação, isto é, algumas das coleções mais antigas deixam de valer no formato standard, para manter um ambiente saudável de jogo e de fácil acesso à novos jogadores, que possam começar a jogar com um mínimo investimento possível. Esse ano, as coleções que deixam de valer são: XY Base Set, Flashfire, Furious Fists e Phantom Forces!

Nós da Equipe TCMG iremos fazer uma análise geral de quais cartas importantes deixam de valer e quais cartas permanecem no jogo, graças aos famosos “reprints” (cartas relançadas em outras coleções ou produtos promocionais exatamente iguais aos antigos).

Então vamos lá, começaremos pela coleção XY – Base Set!

XY – Base Set

Abaixo estão os principais Pokémon da coleção XY que deixarão de valer no formato 2016-2017, pois não tiveram reprint em nenhuma coleção subsequente.

XY – Pokémon fora do formato standard

XY - Pokémon

Venusaur-EX, M Venusaur-EX e Blastoise-EX infelizmente nunca foram muito bons competitivamente, como essa foi a primeira coleção a introduzir os Pokémon de Mega Evolução, os Megas ainda não tinham Spirit Link, portanto era muito arriscado perder um turno para realizar a Mega Evolução, ainda mais com ataques não muito bons e de alto custo.

Emolga-EX possui um HP muito baixo e apesar de ter recuo zero, não possui ataques bons, fazendo companhia para o Skarmory-EX no limbo dos Pokémon EX que nunca viram a luz do competitivo.

Delphox acaba de receber uma evolução BREAK na coleção Fates Collide, mas infelizmente esta versão com a útil habilidade Mystical Fire deixa o formato standard sem nem ter a oportunidade de brilhar. Outro Pokémon mediano que foi usado em algumas variações de decks tipo fada foi o Slurpuff com sua habilidade Sweet Veil (que impede que pokémons com energia de fada ligados a ele sofram com condições especiais), que também deixa o formato.

Com certeza os Pokémon mais importantes que deixam de valer nessa coleção são o Trevenant, que faz parte do deck de Trevenant BREAK, que com a ajuda do supporter Wally (que permite evoluir um pokémon no primeiro turno) pode causar item lock (impedindo o oponente de usar cartas item) com sua habilidade Forest’s Curse no primeiro turno de jogo e espalhando dano pelo campo do adversário; outro importante Pokémon é o Greninja, usado geralmente no deck de Greninja Break (Deck o qual você pode ver a análise aqui) pela sua habilidade Water Shuriken, porém em menor escala, não fazendo tanta falta para o deck; e finalmente temos Aromatisse com sua habilidade Fairy Transfer (que permitia mover uma energia do tipo fada para quaisquer Pokémon que voce tivesse no campo) que era muito utilizado em decks cuja estratégia era mover as energias dos seus Pokémon e curá-los com Max Potion.

XY – Trainers fora do formato standard

XY - Items

O único supporter que cai na coleção XY é o Cassius, utilizado como tech em alguns decks para geralmente tirar de campo um Pokémon que já tivesse recebido muito dano e voltar ele e todas as cartas ligadas nele ao seu deck.

Duas tools que deixam de valer são Hard Charm, utilizado antigamente em alguns decks defensivos, e Muscle Band, largamente utilizada para aumentar o dano e possibilitar nocautear Pokémons adversários em um só golpe, (recentemente vem sendo substituída pelo novo Fighting Fury Belt).

Os itens que caem são Roller Skates, item de compra, era muito utilizado no deck de Pyroar no início da era XY e Super Potion, utilizado em alguns decks como tech para curar seus Pokémon.

Shadow Circle(que remove a fraqueza de pokémon com energia dark ligada a ele) é o stadium focado em Pokémon Dark que deixa de valer, utilizado em algumas variantes de Yveltal para proteger da fraqueza (geralmente Manectric-EX, Joltik ou Raichu), porém os Pokémon Dark ganharam recentemente o stadium Reverse Valley, então Shadow Circle acabou se tornando menos utilizada.

As seguintes cartas da coleção XY – Base Set não caem, pois tiveram reprints, então mesmo as suas versões antigas continuam valendo.

XY – Reprints Pokémon

Reprints 2

Blastoise-EX saiu em uma nova versão full art na box “Red & Blue collection” em comemoração aos 20 anos da franquia. Raichu e Yveltal foram relançados na coleção Generations. Xerneas será relançado na futura coleção Steam Siege. Yveltal-EX e Xerneas-EX foram relançados em sua versão shiny em “tins”, que são as latas que vem o Pokémon EX e 3 boosters.

XY- Reprints Trainers

Reprints 3

Evosoda, Max Revive, Red Card, Shauna e Team Flare Grunt foram relançadas com a arte original na coleção Generations. Fairy Garden foi relançada na coleção Fates Collide e Professor’s Letter e Rainbow Energy foram relançadas na coleção Breakthrough. Portanto, essas cartas continuam valendo no formato standard!

Flashfire

A segunda coleção que está fora do formato standard é a Flashfire. Abaixo listamos as cartas que abandonam o formato e as que permanecem:

Flashfire – Pokémon fora do formato standard

Flashfire

O Charizard-EX, os dois M Charizard-EX, Kangaskhan-EX e M Kangaskhan-EX todos sofreram do mesmo problema dos megas antecessores: não possuíam Spirit Links, portanto não jogaram muito. Apenas o M Charizard-EX e o M Kangaskhan-EX viram um pouco do competitivo, ainda no início do formato. Toxicroak-EX e Magnezone-EX foram vistos apenas como techs em alguns decks, enquanto Pyroar conseguiu bons resultados quando os Mega ainda não eram populares, sendo imune aos ataques de Pokémon básicos. Druddigon era o matador de Black Kyurem quando o tipo dragão ainda tinha fraqueza ao próprio tipo e Dragalge combava bem com o antigo Hypnotoxic Laser, porém não estavam tão populares mais nos seus últimos dias. Milotic foi usada raramente como tech e Miltank era bem comum como um atacante forte e ágil em deck que usavam Pokémon stage 2 como Crobat ou Vileplume.

Flashfire – Trainers fora do formato standard

Flashfire itens

Os trainers mais importantes da coleção Flashfire que deixam o formato são, sem dúvidas, Blacksmith e Startling Megaphone: o primeiro é um supporter extremamente necessário em decks do tipo fogo (liga duas energias fogo do descarte em qualquer Pokémon fogo no campo) enquanto Startling Megaphone era o único item que retirava tools do oponente, nos deixando sem ter como remover tools dos Pokémon oponente. Outros itens como Fiery Torch, Pal Pad, Protection Cube, Sacred Ash e Trick Shovel deixam o formato, porém são itens que não eram tão utilizados. O stadium da vez que nos abandona é o Magnetic Storm, utilizado em alguns decks como tech para retirar a resistência dos Pokémon adversário.

Flashfire – Reprint Pokémon

Flashfire reprint

O Charizard-EX mais utilizado, com o ataque Combustion Blast foi relançado na box promocional “Red & Blue Collection Box” e portanto continua sendo válido no formato atual.

Flashfire – Reprint Trainers

Flashfire reprint 2

Lysandre e Ultra Ball são cartas extremamente necessárias ao metagame, a Pokémon Company concorda com esse pensamento e portanto relançou o supporter Lysandre na coleção Ancient Origins e a Ultra Ball duas vezes: na Roaring Skies e na Fates Collide. Pokémon Center Lady e Pokémon Fan Club foram relançados na coleção Generations, portanto continuam válidas!

Furious Fists

Furious Fists – Pokémon fora do formato standard

Furious Fists

Com certeza o Pokémon EX mais importante que cai com essa rotação é o Seismitoad-EX, o sapo conseguiu resultados excelentes desde que saiu na coleção Furious Fists, conseguindo impedir o oponente de usar itens (item lock) ao custo de apenas uma Energia Dupla Incolor! No passado o combo de item lock com o efeito de veneno e dormir do Hypnotoxic Laser + Virbank City era fatal, porém, mesmo com a queda do Laser o sapo continuou ativo, com parceiros como Giratina-EX ou Manaphy-EX. Outro importante Pokémon que deixa de valer é o Lucario-EX, ótimo atacante em decks lutadores juntamente de Hawlucha ou Landorus, que também abandonam o formato. Os outros EX da coleção, Heracross-EX, M Heracross-EX e M Lucario-EX não foram muito utilizados por ainda não existir Spirit Links na época. Enquanto Hawlucha-EX e Dragonite-EX nunca viram muito a luz do dia, seja pelo baixo HP ou ataques ruins. Mienshao chegou a brilhar em certo momento, graças ao seu ataque de voltar para mão e Eevee era utilizado nos antigos decks de Eevolutions (ao lado do antigo Flareon, Vaporeon e Leafeon). Dedenne era utilizado como tech em muitos decks para contra atacar variantes de Yveltal e também vai fazer falta. Por fim, Noivern, que tinha uma habilidade boa porém muito situacional e apenas entrou em alguns decks for fun (diversão).

Furious Fists – Trainers fora do formato standard Furious Fists 2

Um supporter muito importante que deixa o formato é a Korrina, carta essencial em decks lutadores, dava agilidade e precisão à esses decks buscando um Pokémon do tipo lutador e um item, sem dúvida é uma carta que fará falta para o gigante Zygarde-EX. Outros dois supporters que caem são: Battle Reporter e Fossil Researcher, cartas muito situacionais e por isso nunca eram utilizadas. Três estádios deixam de valer nessa coleção: Fighting Stadium, importante estádio que deixará outro buraco nos decks lutadores; Mountain Ring, que evitava dano aos Pokémon do banco, porém não era muito utilizado; e Training Center, estádio que dava HP extra aos Pokémon stage 1 e 2, era usado em alguns decks que continham linha evolutiva. Os itens que caem são Full Heal, Tool Retriever e Super Scoop Up, o primeiro retirava qualquer condição especial do Pokémon, enquanto o segundo voltava duas tools dos seus Pokémon para sua mão e o terceiro e destaque era muito utilizado para recuperar Pokémon presos no lugar do ativo ou prestes a serem nocauteados (ao custo de uma moeda). Duas tools caem nessa coleção: Focus Sash, encontrada em variantes de decks lutadores e Sparkling Robe, que não era usada competitivamente. Herbal Energy é a energia especial do tipo planta que deixa de valer e não vai fazer falta.

Furious Fists – Reprint Pokémon

Furious Fists reprint

Dois Pokémon que valem recordar foram relançados na coleção Generations: Jynx com sua habilidade curativa Victory Kiss e Machamp, com sua habilidade Fighting Fury que aumenta o dano de Pokémon do tipo lutador.

Furious Fists – Reprint Trainers

Furious Fists reprint 2

Energy Switch é uma carta essencial no formato e está presente desde a base set, então sempre é relançada. Maintenance foi relançada na coleção Generations e Strong Energy foi relançada na recente coleção Fates Collide, pelo menos ela ficando aí para auxiliar os vindouros decks lutadores de Zygarde-EX e Carbink BREAK.

Phantom Forces

Phantom Forces – Pokémon fora do formato standard

Phantom Forces

Manectric-EX e M Manectric-EX infelizmente deixam o formato, o primeiro Pokémon de Mega Evolução a ser amplamente usado graças ao seu ótimo ataque e acesso à primeira carta de Spirit Link que impedia que você perdesse o turno ao evoluir para Mega. Gengar-EX e M Gengar-EX também tinham acesso a Spirit Link, porém não eram tão efetivos quanto o M Manectric-EX. Dialga-EX e Aegislash-EX são um dos melhores Pokémon-EX de metal que deixam o jogo, tiveram seus dias de glória sendo que o Aegislash era muito utilizado até seus últimos dias. Florges-EX e Malamar-EX também deixam o formato, dois EX que também não eram muito bons mas também não eram ruins e tiveram seus segundos de sucesso.

O destaque da coleção e de toda a rotação 2016-2017 que deixa de valer é o famigerado deck Night March! Os três Pokémon com o golpe: Joltik, Lampent e Pumpkaboo deixam o formato este ano com muitos excelentes resultados em suas costas, inclusive campeão de muitos campeonatos mundo afora. Os decks de metal vão sentir muita falta do Bronzong e sua habilidade Metal Links que dava velocidade aos lentos decks de metal. Pyroar, ou “Pyrocatcher”, com sua habilidade Flare Command que é basicamente um Lysandre à troco de uma energia de fogo também fora muito usado em combinação com o Pyroar da Flashfire. Slurpuff e sua habilidade de compra Tasting era muito usado quando Lysandre’s Trump Card ainda não era banido, ao lado do combo Seismitoad-EX e Hammers. Crobat estranhamente deixa o formato, deixando sua pré-evolução Golbat pra trás. É provável que em breve vejamos o Crobat BREAK e portanto o seu retorno, mas nada foi confirmado no lado ocidental do globo ainda. A menção honrosa vai para Yanmega, que fora usado em alguns decks como tech e em breve ganhará também uma evolução BREAK.

Phantom Forces – Trainers fora do formato standard Phantom Forces 2

Dois supporters muito importantes caem com a coleção Phantom Forces: AZ e Xerosic. AZ retornava um Pokémon para a mão, o que junto com a queda de Super Scoop Up nos deixa com mais uma opção a menos de ter como remover um Pokémon em campo (um possível substituto pode ser Ninja Boy, novo supporter da coleção Steam Siege que falaremos mais sobre no futuro). Xerosic, ao lado do Startling Megaphone nos deixa atualmente sem meios viáveis de remover as tools dos Pokémon oponente, o que pode fazer com que o Garbodor volte a reinar com sua habilidade Garbotoxin que inutiliza todas as outras habilidades desde que ele esteja com uma tool.

Um item muito importante que deixa de valer é o Battle Compressor, essencial em decks cuja mecânica envolva descartar cartas do deck como Night March e Vespiquen, portanto é natural que haja uma queda no uso de Vespiquen. A Phantom Forces foi a coleção que introduziu (e também encerrou, rs) a mecânica das Team Flare Hyper Gears, essas tools vermelhas Head Ringer e Jamming Net que eram ligadas no Pokémon EX do oponente e causavam efeitos negativos como os ataques terem custo maior ou um dano menor, foram bem populares enquanto valiam. Robo Substitute funcionava como um Pokémon com 30 de HP, sem ataque e sem poder recuar, era comum usá-los nos decks de Donphan, antes da rotação de 2015. Hand Scope nunca foi utilizado pelo seu efeito nada útil e Target Whistle era usado em alguns decks para buscar os Shaymin-EX do descarte e conseguir dois prêmios facilmente. Trick Coin é uma tool que deixa de valer e que nunca foi muito utilizada pelo seu efeito apenas ser aplicado em ataques que utilizam moedas. Steel Shelter era utilizado em alguns decks de metal para evitar condições especiais (quando laser ainda estava entre nós), enquanto Dimension Valley e Mystery Energy vão deixar um buraco nos decks Psíquicos, já que davam muita agilidade à esses decks reduzindo o custo de ataque e recuo.

Phantom Forces – Reprint Pokémon Phantom Forces reprints

Como citado anteriormente, Golbat e Wobbuffet foram relançados na coleção Generations, com Wobbuffet ganhando uma nova arte. Porém o efeito do Golbat era muito útil pois combava bem com o Crobat, Az e Super Scoop Up, conseguindo espalhar bastante dano no campo do oponente, agora somente Golbat restou e provavelmente não terá tanto sucesso como antigamente. Wobbuffet permanece no formato e tem uma habilidade muito útil, impedindo o uso de habilidades dos Pokémon (exceto Psíquicos) quando está como ativo.

Phantom Forces – Reprint Trainers

Phantom Forces reprints 2

Sycamore é um supporter essencial para o formato e portanto foi relançado na coleção Breakpoint e continua valendo ao lado de Tierno. Enhanced Hammer continua dando dor de cabeça junto da sua irmã Crushing Hammer, já que sua versão secret foi lançada na Primal Clash. Por fim, VS Seeker também foi relançada na sua versão secret na Roaring Skies e esse item muito útil continua valendo e promete estar presente na maioria dos decks do formato!

Aqui finalizamos nosso guia completo da rotação 2016-2017 detalhando as principais cartas na nossa opinião que deixam de valer e que continuam valendo nessa nova rotação de formato. A seguir você confere a opinião de alguns jogadores veteranos do cenário competitivo brasileiro e sua opinião quanto à rotação.

d1

“Bom, eu particularmente gostei muito dessa rotação de formato, principalmente pela queda de battle compressor, na minha opinião é uma carta que faz mal para o formato por estourar vários decks em uma velocidade absurda, deixando assim um formato bem chato. Com essa rotação vamos ter várias viúvas por um tempo, eu mesmo ficarei na saudade do bom e velho trevenant(XY-Base Set), mas as cartas que realmente vão fazer uma falta enorme no formato para mim são: AZ (por ser um suporte para voltar um Pokémon para sua mão e impedir alguns nocautes e sair de locks), Xerosic/megaphone (precisamos de algo para retirar tools no formato, fighting fury belt sem isso se torna uma carta excessivamente forte no jogo, o que é desnecessário em minha opinião) e por último muscle band (precisa de algo para aumentar o dano dos pokemons stage 1-2, ainda mais em um formato que não teremos mais locks tão fortes de itens). E para essa nova temporada Garbodor vai vir como um monstro, você montou ele e sabe que nao pode perder o tool, e ainda pode montar ele no primeiro turno com auxílio de wally. Ou seja, ta sem habilidade e pronto. E outra aposta pra mim vai ser Mega mewtwo, é um deck muito forte que perdia muito facil para um fucking pumpkaboo.” – Dyego Rathje, Campeão Nacional 2015 e Top 4 Nacional 2016.

 

p1“Eu li pouco, mas eu adorei que tenha banido Xerosic, Megaphohe e Muscle Band, porque agora não existe mais opção de Fighting Fury Belt e Muscle e o fato de FFB não ser removido dá um up absurdo para os Pokémon básicos, então posso escolher no decorrer da partida e não preciso preocupar que será removido. Algo que estou bem triste de ter banido é o Durant, porque meu deck de Wailord não verá futuro mais rs. Porém vai ficar complicado o mirror de Greninja, será impossível, como vai funcionar isso? Para mim Night March ter sido banido não faz muita diferença porque nessa próxima coleção vai sair a Karen que volta todos os Pokémon do descarte para o deck, então para mim eu não comemoro que NM tenha caído porque acho que ele não teria mais jogo depois desse suporte. O que sentirei falta de verdade será o Battle Compressor e Durant… rs Para finalizar, Pokémon que pode ganhar uma valorização depois dessa rotação podem ser em primeiro lugar, Mega Mewtwo porque basicamente só perdia para Night March e conta outros decks tinha partidas relevantes contra eles e outro Pokémon talvez o M Rayquaza, porque os dois eram dois decks que destruíam tudo mas tinha uma partida horrorosa porque um perdia para Pumpkaboo e Joltick. Mega Rayquaza tendo Parallel talvez quebre um pouco, mas o Garbodor também vai ter grande destaque visto que não vamos ter nada para tirar tools, acho que Mega Mewtwo e Garbodor pode ser uma boa, lógico que tudo está muito confuso e ninguém treinou mas é um baralho que gosto. No mais #RipDurant #VoltaDurant :’( ” – Felipe Ponce, escritor/parceiro Poképaradise.

 

s1“Basicamente pelo que vi da rotação eu gostei, porém era bem previsível que seria esse formato. A partir de agora Garbodor ficará cada vez mais forte e terá um grande valor no metagame. O que mais sentirei falta sem dúvidas são as cartas que removiam Pokémon tools, mas acho que vai ser saudável para o jogo porque algumas cartas absurdas vão sair do formato, battle compressor, marchas, Manectric entre outros. O Megaphone e Xerosic vão fazer muita falta, de resto vai tarde na verdade. Acredito que o jogo vai dar uma balanceada, estava muito campeonato de moedas, quem começava tinha grandes chances de vencer, ainda mais com item lock t0, acho que vai ficar bem versátil e vai precisar de mais skill para os jogadores.” – Douglas “Snake” Borges, A lenda do Rio de Janeiro.

 

Achou alguma carta que caiu e não está aqui? Ou alguma que foi relançada mas não está listada? Sugestões, críticas, enfim, em qualquer caso comente aqui mesmo na matéria que a equipe do blog estará atenta à todas as opiniões dos leitores! É isso aí galera, obrigado e até a próxima!

Ingressou no mundo do Pokémon TCG em meados de 2014, mas é fã de Pokémon desde que o anime lançou em terras brasileiras em 1999, desde então vem tentando capturar todos os monstrinhos, jogando competitivamente nos consoles à mais de 10 anos. Graduando em Engenharia de Controle e Automação nas montanhas frias de Ouro Preto - MG.
  • Wallysson Lima

    Excelente artigo Alex, parabéns.

    • Alex Oliveira

      Obrigado, Sonson!

  • Vitor Miagava

    Parabéns Alex, excelente artigo, uma matéria informativa direta e rica de informações, que auxiliará acho que não só novatos mas outros players. A opinião também de outros players também ficou muito boa, enriquecendo mais ainda o artigo. Parabéns a equipe TCGMG!

    • Alex Oliveira

      Obrigado! Qualquer coisa estamos aí!

  • Juan Miguel Fernandes

    Otimo Artigo!

    • Alex Oliveira

      Obrigado!

  • Richard Souto

    Pergunta noob: Eu estou começando a jogar Pokemon agora, escolhi esse jogo por ser relativamente barato comparado ao Magic. Nas lojas há muitos decks básicos do Turbo Collider, esses ainda não são válidos para o formato standard? Eu preciso comprar os mais antigos (que estão listados no site da copag)?

    • Renato Christian

      Bom dia Richard.

      Sim, eles são válidos no formato standard, porém, diferente do magic, os decks pré montados da pokémon não valem tanto a pena. Creio que voce comprar as cartas avulsas necessárias para seu uso pode ser mais interessante e ainda lhe economize uma boa grana.

      • Richard Souto

        Bacana, eu estou montando com cartas avulsas, eu comprei apenas 1 porque queria ver como era, agora vou encomendar conforme a necessidade.

        Abraços

  • Erick

    Pessoal, sou novo no TCG e tenho uma dúvida:
    Caso um pokemon saia na regra da rotação, mas tenha um reprint em uma coleção mais recente, aquele card continua válido para o formato standard? No caso do Greninja, por exemplo, como a versão que tem a habilidade “water shuriken” caiu, mas ele teve reprint na turbo colisão, ainda poderei utilizar o card que tem a habilidade (water shuriken), ou terei de substituí-lo pela nova versão?

    • Paulo Pilar

      No seu exemplo em especifico não. As cartas só valerão se tiverem os efeitos idênticos das novas entende?
      Por exemplo o Mew Ex que voltou agora em uma box, mesmo a imagem sendo diferente, o ataque, a habilidade, a vida, fraqueza e resistencia, e o custo de rucuar dele são os mesmos do mew das antigas coleções como os da Legendary treasures e da Dragons Exalted portanto eu poderei pegar um mew dessas coleções e joga-lo no formato atual. No caso do greninja. O lançado na turbo colisão possui varias distinções do Greninja lançado do XY1, como habilidade, ataque e custo de recuo, não podendo ser considerado um reprint e sim uma carta nova sendo assim não será valido no standard atual.

  • Filipe Aguiar

    fiquei um tempo sem jogar e gostaria de saber se leafeon equipe plasma, sceptile ex e virizion ex ainda estao valendo?

    • Jardel Artiman

      Não

      • Filipe Aguiar

        Nenhum?

  • Isabella Larocca

    bateu até uma tristeza aqui pumpkaboo vai parar de valer