Guia para o Regional de Fortaleza – Parte 1

O primeiro Regional do Brasil vai ser em Fortaleza nesse fim de semana (04/02/2017), e para dar uma luz a todos os jogadores que vão participar do maior premier do país até o momento decidimos trazer um resumo de decks que foram utilizados nos League Cup no mês de janeiro, então não estamos fazendo teorias vazias, mas sim em fatos comprovados de acordo com o metagame e o número de CP’s conquistados. Caso queira ver todos os resultados é só clicar aqui.

 

 


Rainbow Road

Como funciona?

O Rainbow Road é um deck que cabe vários atacantes e Pokémon de suporte no deck, então quando montar a lista voce deve tentar prever o meta, essa lista padrão que trouxe está com Galvantula devido a sua capacidade de vencer Gyarados que está bem popular no Brasil. Ter vários EX faz com que o Hoopa seja essencial no seu baralho, pois com apenas uma Ultra Ball seu dano cresce de acordo com os tipos diferentes que coloca no seu banco, por isso usamos os dual type para otimizar o deck e ter um dano mais consistente mesmo se tomar Parallel City.
Seu MVP é o Xerneas que seu ataque Rainbow Force pode carregar todos Pokémon do formato.

Vantagens:

  • Capacidade de 1 hit em qualquer Pokémon.
  • Com a utilização da Galvantula consegue melhorar sua partida contra Greninja e Gyarados.
  • Seu Pokémon principal dá apenas 1 prêmio.
  • É um deck super versátil onde cada jogador pode montar sua lista de acordo com o metagame.
  • Como o regional deve ter 7/8 rodadas + 3 rodadas do top acredito ser uma boa por ser um deck fácil de manusear, não acho um deck que pesa o psicológico como no caso de Greninja onde a maioria das partidas são viradas e Yveltal que tem 50/50 com quase tudo.

Desvantagens:

  • Dependência do Max Elixir para começar a atacar, particularmente não sou dos melhores no quesito sorte. rs
  • Se esperar vários Team Flare Grunt ou Enhanced para o Regional não acho que seja o deck perfeito.
  • Magearna Promo pode ser uma dor de cabeça.

Techs:

  • Umbreon EX FCO – Adição para ganhar + dano com o Xerneas.
  • Shaymin Promo – Tirando o Xerneas BREAK todos seus Pokémon são básicos, então sua habilidade de recuperar 20 no banco pode ser bem útil em determinadas partidas como o Yveltal BKT e Greninja.
  • Dragonite EX EVO – Permite buscar dois Pokémon básicos na sua pilha de descarte, ótima adição para ter um dano consistente depois de uma troca de estádio. Pior dos casos caso coloque um EXP Share nele também pode até atacar, mas são questões de jogo.
  • Special Charge – Sei lá, tenho muito medo de bad hands com esse deck, não me passa uma confiança tão grande, então sinto medo de ter que usar Sycamore no primeiro turno e descartando as duplas no começo de jogo, mesmo se não for esse caso acho interessante em determinados pontos do jogo, principalmente no final onde os recursos já estão bem escassos. Principalmente em decks que utilizam Flare Grunt e Enhanced
  • Jolteon EX + Energia Elétrica – Pode-se fazer uma lista completamente com Pokémon EX, Augusto Lespier montou uma lista com Jolteon onde ficou muito boa por sinal, além de travar vários adversários o seu custo pra recuar 0 é algo super interessante para se utilizar com Max Elixir.
  • Rainbow Energy – Dá versatilidade ao deck para ter outros atacantes e pegar o oponente de surpresa.
  • Beedril EX Promo – Retirar tools do oponente em algumas ocasiões.

 

CP’s conquistados nos League Cup: 230


Darkrai EX/Dragons

Como funciona?

Sua mecânica como a maioria dos decks roda em torno do Max Elixir, suas energias são plus power em que cada energia é +20 de dano, tem que ter a ideia de que suas energias são de suma importância no decorrer das partidas. Era um deck que estava em desuso, porém com a adição do Salamence EX o baralho ganha uma sobrevida e pode ser uma boa pedida para o Regional de Fortaleza.

Se esperar bastante Volcanion, M Mewtwo e outros decks voltados a Pokémon EX talvez aumentar o número de Salamence pode ser o ideal.

Vantagens:

  • Gosto demais do lock do Giratina EX, bloquear energia especial, estádio e tool no oponente pode te garantir algumas vitórias.
  • Danos progressivos, além da DDE que cada vez que liga é +40 para o Darkrai EX.
  • Sua fraqueza a fighting é bem interessante nesse formato PRC-EVO, visto que poucos desse tipo estão em vigência.
  • A maior vantagem do deck é o Salamence EX que pode ser utilizado nas partidas contra EX e dar nocaute com apenas 1 hit neles.

Desvantagens:

  • Decks que tem capacidade de dar 1 hit várias vezes pode não ser uma partida fácil.
  • Giratina EX tem fraqueza a fada que costuma ver grande jogo nesse formato.
  • Salamence EX é caro, isso é algo a se pensar.
  • Diferente do Turbo Darkrai a perda de um Pokémon é mais considerável no dano, principalmente se uma Giratina for nocauteada.

Techs:

  • Exp Share Como todo deck que precisa de energia para o deck ter uma base alta de danos, suas energias na pilha de descarte é algo que você não quer ver.
  • Yveltal XY (STS) – O atacante para o jogo de 7 prêmios.
  • Darkrai Promo – Mesmo caso do Yveltal, porém ele foi muito bem utilizado contra Jolteon EX
  • Pokémon Ranger – Team Flare Grunt + Enhanced pode dar conta do Jolteon + Regice, porém um Ranger pode ser mais efetivo em determinados momentos.
  • Sem utilização do Garbodor + Disrupt – Ah sim, não gosto muito de Garbodor nesse deck, é uma questão de gosto, prefiro aumentar o disrupt, coloca Exp Share e tentar aumentar a velocidade do baralho.

CP’s conquistados nos League Cup: 80


Turbo Darkrai

Como funciona?

Já falamos desse deck semana passada aqui, a versão do Alvim Serrão é uma versão focada totalmente no speed power do Darkrai, por isso vou deixar aqui a versão com Garbodor, que faz a parte mais defensiva do deck. O saco de lixo ambulante te dá uma sobrevida contra 3 dos principais deck do metagame (aqui do Brasil) atualmente, Volcanion onde obriga seu adversário nocautear seu Garbodor para que seu deck funcione corretamente. Outro a diminuir a velocidade é a Mega Gardevoir, já que o deck é todo focado nas habilidades, mesmo assim ainda continua sendo uma partida dura, mas que com certeza o Garbodor ajude e contra Greninja é necessário para que não sofra com os Giant Water Shuriken que pode ser uma enorme dor de cabeça.

Vantagens:

  • Seu principal atacante tem fraqueza à Pokémon Fighting (Lutador), um tipo de deck muito difícil de se encontrar neste formato.
  • Garbodor é uma carta excepcional para esse formato, já que ele bloqueia vários Pokémon suporte do meta como por exemplo deixando Ratata, Shaymin, Greninja, Vileplume entre outros sem utilização de habilidades.

Desvantagens:

  • Só tem 1 Pokémon atacante praticamente, apesar dos Yveltalzinhos serem fortes não vão te dar um jogo sem você confundir lagrimas com suor utilizando apenas eles.

Techs:

  • Yveltal BREAK – Sua arma contra Gyarados, com o estádio pode limpar toda a mesa do oponente.
  • Yveltal EX – Um bom segundo atacante para o deck, se você achar necessário
  • Olympia – Funciona como uma Switch em forma de suporte, sua grande vantagem é recuperar 30 de danos, já sabemos o tanto que recuperar nesse formato é interessante, visto que podemos pegar o rival de surpresa trocando o 2º hit para o 3º.
  • Exp. Share – Para manter as energias em jogo e manter o fluxo de ataques essa é a carta para isso.

CP’s conquistados nos League Cup: 120


Gyarados

Como funciona?

Este deck foca totalmente no ataque do ataque do Gyarados, Full Retaliation, este ataque causa 30 de dano mais 30 para cada marcador de dano em cada Magikarp no seu banco, ou seja se você tem uma Karpa que tomou 20 (e seu HP é de apenas 30) de dano no seu banco você causará 90 de dano no oponente com duas 150 e no máximo 210 com 3 peixinhos machucados. Para isso ocorrer o jogador deve utilizar o estadio Team Magma’s Secret Base, que faz com que todo Pokémon básico que desce para o banco e não é Team Magma receba 20 de dano. Combo feito, né?

Para que um distribuidor de dano não atrapalhe seu jogo, o deck conta com um linha de busca/ resgate de pokemon pesada no deck e um grande acelerador de compra que é o Lucky Helmet, o qual o atacante principal pode usar 2 ao mesmo tempo, graças a sua Ancient Trait.

Vantagens:

  • Melhor alternativa contra o principal deck do formato, Volcanion.
  • Rapido, você consegue bater 210 rápido e facilmente graças ao grande numero de cartas de buscas e recuperação.
  • Todos os Pokémon que tem 210 de vida tem grandes dificuldades contra o Gyarados.

Desvantagens:

  • Spinda, leva 3 Magikarp de uma vez, por isso a adição do Mr Mime pode ser uma boa.
  • Se você deixar um jogador montar uma Giratina e retirar sua dupla e trocar o estádio, seu jogo vai fica bem difícil.

Techs:

  • Mr. Mime – Como Gyarados tem se tornado cada vez mais counterado, mesmo com um meta que existe Hex Maniac + Garbodor o Mime pode dar uma salvada.
  • Meowstic EX – A habilidade do Meowstic permite que voce mova 10 de dano de um Pokémon seu e passando para um do oponente, desde que ele esteja ativo. Já que seus Gyarados normalmente sobem e morrem, o Meowstic pode remover dano do próprio Gyarados que vai atacar, facilitando e muito a partida contra atacantes de 220 de HP (que não foram afetados pelo seu estádio)

CP’s conquistados nos League Cup: 170


Mega Gardevoir

Como funciona?

Mega Gardevoir EX! O deck gira totalmente pelo seu ataque Despair Ray. Por uma energia fada e uma incolor, você causa 110 de dano e mais 10 para cada Pokemon no seu banco que você quiser descartar. A ideia do baralho é encher seu banco com o combo de Hoopa EX+Shaymin EX e graças a adição de Sky Field, voce pode bater até 190, levando todos os EX do formato com esse dano (até Zygarde EX) e fechar dano com o ataque da M Gardevoir EX. Depois, repetir o processo conforme necessário e é exatamente por isso que a lista tem 2 Dragonite, 1 Super Rod e 1 Buddy-Buddy para trazer Shaymin EX e Hoopa EX de volta do descarte mesmo que o oponente use Fighting Fury Belt ou seja um Pokémon Mega, a Gardevoir pode ter um dano bem forte várias vezes durante uma única partida.

O grande diferencial é que esse baralho não sofre com puxar o Shaymin EX que você baixou, porque ele sempre poderá ser descartado quando você atacar.

Você pode ver como este deck ganhou um League Cup aqui em Minas Gerais, clicando aqui.

Vantagens e desvantagens.

O baralho é bem consistente e difícil de zicar. Montando a lista com a quantidade ideal de cartas e ir treinando para se organizar com muitos recursos durante o jogo você já pode ir bem nos campeonatos com um deck excelente . Mega Gardevoir Ex tem certas desvantagens jogando contra Mega Rayquaza Ex por ser mais rápido e Mega Scizor por bater diretamente na fraqueza. Mas se for ver o meta game atual contra decks que estão aparecendo mais no top, Gardevoir tem certa vantagem contra Yveltal Ex e Darkrai Ex (graças a sua resistência a ataques tipo dark) que são pokémons fortes do formato atual.

Contra Volcanion Ex e Mega Mewtwo Ex também tem bons resultados. Pode ter vantagem contra Volcanion por ser mais rápida e ganha de Mewtwo por bater diretamente na fraqueza e fechar o dano para um ataque, sem precisar descartar pokémons. Contra baralhos de um prêmio só como Greninja e Vespa, pode ter certas dificuldades exatamente pela troca de prêmios, mas como você pode preparar sua lista com meios para curar a Gardevoir e não deixar o Greninja fechar o dano (para jogar contra Greninja é bem interessante ter Giratina Promo e barrar a habilidade do Greninja BREAK).

CP’s conquistados nos League Cup: 300


Mega Rayquaza

Como funciona?

No baralho temos 3 trainers mail e 1 Skyla para pegar uma das 4 ultra ball de forma rápida para puxar o Hoopa EX e/ou Shaymin EX que são pokémons com habilidades excelentes para ajudar a montar seu campo em jogo. Nesse baralho temos a habilidade do Mega Rayquaza que o permite evoluir do Rayquaza EX básico para a Mega evolução no mesmo turno que foi baixado. A estratégia é combinar essa aceleração da evolução, pokémons com habilidade usando o estádio Sky Field para ter espaço para todo o seu poder de compra e ir preparando o dano do M Rayquaza Ex com apenas uma dupla e puxar a sua terceira energia do ataque com Mega turbo. Com o banco ficando com 8 pokémon, o ataque Emerald Break do M Rayquaza (que bate 30x a cada Pokémon que você tem em seu banco) vai para 240 de dano.

Vantagens:

Como já falei da velocidade e de forma resumida a estratégia. Ainda falando apenas da velocidade e a combinação de cartas é a verdadeira vantagem desse baralho. Contra M Gardevoir Ex, Volcanion Ex e Darkrai Ex por exemplo.

Se o baralho do oponente demora um turno para dar resposta já recebe uma grande pressão. E mesmo que o oponente tenha respostas rápidas, ele ainda vai ter que enfrentar toda a dificuldade de tentar derrubar um Pokémon com 220 de hp tendo um dano super alto. Ou seja, a pressão da velocidade e dano é seu maior diferencial.

Baralho super rápido dependendo de habilidades e mil recursos. Aposto que em quanto ficava lendo sobre o baralho ou até mesmo quando leu o nome M Rayquaza Ex já pensou “deck morto”. Está bem complicado se for pensar no formato atual com muitas cartas para resposta contra ele, mas essa lista que temos logo aqui em cima é um belo teste contra qualquer deck. Se formos só pensar na velocidade e sair queimando cartas apenas atoa, o próprio baralho perde para si mesmo. Nessa lista temos algumas repostas para algumas dificuldades.

Desvantagens:

Mesmo tendo respostas boas e rápidas para não atrapalhar na aceleração do deck. Eu esperava muito que tivesse um megafone ou qualquer meio rápido de remoção de item para esse formato, (não teve) porque hoje o maior desafio do M Rayquaza é Garbodor. Como todos os baralho que usam Garbodor tem atacantes com danos fortes e dando pressão. Rayquaza sem habilidade é ficar sem dano. Dessa forma acaba ficando muito fraco contra qualquer meio que trave habilidades. O único meio de tentar jogar contra e não entregar o jogo, (mesmo sabendo que o oponente tem Garbodor) o baralho do Rayquaza precisa “explodir” de uma forma que de uma pressão alta (você não precisa atacar 240 todo o turno) e possa conseguir jogar contra mesmo se algum momento do jogo ficar sem habilidade. Dar KO no Garbodor é a primeira coisa que pode pensar se tiver essa possibilidade.

Parallel city é o outro desafio! Deixar seu campo com 8 pokémons e bater 240 é bom? Imagina agora ter o campo diminuído para três e dar apenas 90 de dano? É horrível! Acho que a melhor coisa é sempre lembrar de não queimar seus recursos atoa, porque o oponente tem de 1 a 2 cartas da Parallel City no baralho e você tem 4 Sky field. Mantenha muito a calma e mantenha os recursos na mão para usar na hora certa. Dessa forma tem como sim responder o Parallel!

Outra dificuldade que temos é Giratina Ex. Nos últimos campeonatos esse baralho foi aparecendo menos, mas para responder o seu ataque temos 1-1 Marowak da coleção Fates Collide, sua habilidade permite que ataques do oponente não afetem sua mão, então você tem acesso as energias especiais, estádios e tools mesmo depois de sofrer o ataque da Giratina Ex (É apenas uma resposta! Lembre-se que Rayquaza tem desvantagem contra o baralho de Giratina).

Outra desvantagem são os decks de Vespiquen e Greninja BREAK.

Vespa é um baralho bem rápido que não faz TANTO dano comparado ao Rayquaza no T1 e o sapo dourado sofre com a pressão do Rayquaza no início de jogo. Mas esses baralhos ainda tem vantagem por darem apenas um prêmio.

Tem atacantes bons e fortes que conseguem nocautear o M Rayquaza e ganhar o jogo matando três Pokémon Ex. Para o lado do Rayquaza, ele pode até dar Ko neles de forma rápida, mas apenas dão um prêmio quando nocauteados. Ainda não vi um jogo contra, mas acredito que Giratina Promo fará o jogo contra Greninja virar outra coisa por deixar o Greninja BREAK sem habilidade e se caso o formato ficar com muitas Vespiquen, a resposta que podemos encaixar no deck é Karen para voltar os Pokémon seu e do seu oponente do descarte para o deck. Desse jeito a vespa não terá muito dano. Claro que o deck de Vespiquen tem a mortal Zebstrika que é do tipo raio e ataca na fraqueza do M Rayquaza (Seja rápido e mate a zebrinha antes de virar Zebstrika e tome cuidado com as Klefki que com sua habilidade podem se tornar um tool que ajuda a prevenir dano de Mega Pokémon por um turno).

CP’s conquistados nos League Cup: 0

Somos um blog feito pelos jogadores de Pokémon TCG de Belo Horizonte, em que sentimos vontade de compartilhar suas opiniões sobre o jogo, desejamos que mais pessoas venham para este mundo de diversão e alegria.