Mega Rayquaza-EX – Analisando o Dragão Branco (PCR-ON)

postado em: Análise de Decks, PRC-ON | 1

Fala pessoal, aqui é o Thales Andrade de Belo Horizonte – MG, fui convidado para escrever aqui no TCMG hoje e para vocês eu vou falar do deck de Mega Rayquaza-EX incolor e como ele pode ficar depois dessa rotação na nova temporada.mega_rayquaza__by_chenks_r-d81jmr4

Não irei falar de nenhuma lista especifica. É mais do que já testei e conheço do baralho, variantes que ajudam na estratégia que você pode ver qual é a mais que te agrada, cartas que na minha opinião vão fazer falta, bad matchs que ainda bem que se foram, bad matchs que não caíram na rotação e que podem derrubar o dragão branco. E agora como Rayquaza pode ficar no novo formato?

Não é um baralho novo, sua coleção Roaring Skyes está ai no formato a um pouco mais de um ano e eu decidi testar ele no fim do ano passado. O deck é insanamente rápido, a estratégia é utilizar o combo Sky Field + Emerald Break (ataque do Mega Rayquaza que bate 30x a cada Pokémon que você tem em seu banco) e graças ao espaço extra do estádio, você pode dar um ataque bem alto. Com a ajuda da Ultra Ball – para ter acesso a Hoopa-EX e Shaymin-EX – e Mega Turbo você consegue fechar a estratégia do baralho.

Normalmente as listas que venho acompanhando tem 2 Hoopa Ex para pegar os Pokémon ex que precisa, 4 Shaymin Ex (pois é…4) para ter mais chances de pegar mais recursos em seu baralho para completar a sua jogada, obviamente é um baralho que depende de itens para acelerar e inclusive para fazer um primeiro turno perfeito graças a Ancient Trait do Mega Rayquaza Ex, que possibilita você evoluir ele no mesmo turno que baixou o Rayquaza-EX em campo. Para os iniciantes que tem interesse em investir nesse baralho, infelizmente ele é bem caro, 4 Shaymin… Coleção Roaring Skyes no formato a mais de um ano e muitos ex no deck tornam o custo relativamente alto.

Eu ainda não sei se vou continuar jogando com ele (claro que vale a pena testar, porque é um deck excelente), mas algumas cartas vão fazer muita falta para esse baralho. Que são Battle Compressor, porque com ele você pode descartar a carta que quiser – inclusive aquela energia básica que você pode ter acesso com Mega Turbo – e Sacred Ash, mesmo que Super Rod seja uma boa opção para substituir essa carta para esse novo formato, Sacred Ash pega 5 Pokémon quaisquer da pilha de descarte e coloca em seu baralho. Essa é uma carta que é de extrema importância para jogos que o oponente vá quebrar o seu estádio (Parallel City, estamos falando de você). E é claro que para essa rotação de formato, acredito que o baralho de Mega Rayquaza terá um espaço bem maior em campeonatos, simplesmente porque o deck de Night March caiu (já vai tarde). Como era um deck muito forte, com Pokémon atacantes não ex e batia diretamente na fraqueza do Mega Rayquaza, era o pior deck para o Rayquaza jogar contra no formato.

Decks de Vespiquen / Vileplume também entram nessa lista, mesmo não batendo na fraqueza, ainda é um deck de atacantes não ex e ainda trava seus itens, porém este continua no formato, mas como compressor caiu, acredito que o deck será menos utilizado nessa nova temporada. Dentre outros decks como Trevenant BREAK que travava os itens no t1, Mega Manectric-EX que mesmo o deck de Rayquaza ex ser mais rápido a fraqueza de raio em cima de voador é muito pesado e Seismitoad-EX batendo quaking punch e tirando suas energias com martelos, etc. Esses sim são baralhos fortes e que ocupavam sempre os top em campeonatos durante a temporada e tinham uma boa vantagem contra o deck de Rayquaza.

Para tentar corresponder essas bad matchs, contra a fraqueza a melhor opção é a Altaria da Roaring Skyes, pois mesmo Mega Manectric
Ex e Night March caindo, se surgirem outros baralhos do tipo raio (sem contar com alguns Pokémon do tipo raio que não caíram), Altaria é uma opção muito boa. Não pense duas vezes em colocar no seu deck dependendo de como o formato está, já que mesmo M Rayquaza não tendo vantagem contra Nm, Altaria tirando a fraqueza faz diferença para o jogo, contra Manectric também, seu oponente pode até ter Hex Maniac para cancelar a habilidade, mas garanto que ajuda muito.

Como eu disse, não vou falar de nenhuma lista especifica, mas vou passar para vocês algumas variantes que olhei com o jogador Peter Elias que também está testando o deck para o novo formato. Um abraço ai, Peter! o/

Rayquaza Ex: Usar tipo normal Ex ou dragão Ex? Uma linha de 3-3 Rayquaza é o ideal para a estratégia porque é o atacante principal do deck e sem falar que se for para escolher um dos dois tipos do Rayquaza, tudo depende se sua variante usa a carta Winona, seu baralho fica mais rápido para pegar Pokémon do tipo normal. Se o formato tiver muitos Pokémon do tipo raio, a melhor opção é usar o Rayquaza tipo dragão que tem fraqueza ao tipo fada.

Jolteon Ex : Outra carta que está muita cara e que deixa o deck mais caro ainda. Seu segundo ataque da 70 de dano e tem o efeito de não sofrer danos de Pokémon tipo básico no próximo turno, foi uma resposta para Night march e Giratina-EX no último formato, pena que não resolveu como era esperado.

Zoroark : É uma excelente combinação, porque é um bom atacante não ex para esse deck e dá uma resposta rápida na mirror. Seu ataque é 10+ 30 a cada pokémon que tem no banco do oponente. Você enche o seu campo para aumentar o dano do Rayquaza com Sky field e se o seu oponente fizer o mesmo acaba aumentando o dano de Zoroark.

Manaphy ex + Glaceon Ex : Manaphy-EX tem a habilidade de fazer com que seus Pokémon em campo tenham recuo 0, quando tem uma energia do tipo água anexada a eles. Isso é um diferencial interessante para o Rayquaza, porque mesmo que o custo de recuo da maioria dos Pokémon é apenas uma energia, ter zero de recuo é muito bom para o Mega Rayquaza. E Glaceon-EX que tem o ataque de barrar dano de Pokémon que sejam evolução, entra mais em situações em que o formato tenha muitos não básicos.

Reshiram + Hydreigon Ex : Reshiram quando é o Pokémon ativo tem a habilidade Turbo Blaze, que permite a você poder colocar uma energia tipo fogo no seu tipo dragão, sendo uma opção a mais de poder preparar o Rayquaza com uma terceira energia, mas essa habilidade só funciona em no tipo dragão, depois dessa habilidade você evolui para Mega Rayquaza, e temos Hydreigon EX que quando tem estádio em campo faz com que os  dragões tenham menos dois de recuo, fazendo o Rayquaza EX (tipo dragão) ter recuo zero.giratina-and-mega-rayquaza

Mas para você que não gosta de Bad matchs assim como eu e está feliz que muitos baralhos não estão na nova temporada para atrapalhar o seu Rayquaza. Não se engane, ainda fica no formato o baralho de Darkrai EXGiratina EX. Giratina Ex que tem a Habilidade de não sofrer danos de Mega (-1 para o Rayquaza), seu ataque vem e trava suas energias especiais (-2 para o Rayquaza), trava seu estádio (-3) e seus Pokémon Tools (-4). E se o oponente usar cidade paralela e limitar seu campo para 3 de espaço (-5). É a morte…. Esse sim é um baralho que terá uma grande vantagem contra o Mega Rayquaza-EX no novo formato. Até testei e joguei contra esse deck no último campeonato daqui de Belo Horizonte (Goodbye Old Format). Joguei contra 3 deles e ganhei de 2, mas nessas minhas vitórias contra esse deck em campeonato foi pelos oponentes não terem usado ou nem tinham Garbodor no baralho ou porque tinham apenas uma carta do estádio cidade paralela no deck. Mesmo o oponente travando seus itens (em alguns casos), ou batendo na fraqueza, o deck de M Rayquaza ainda é MUITO rápido, cabe a você treinar e preparar sua lista para jogos assim. Uma resposta boa que usei para conseguir jogar contra Giratina ex também foi Marowak da nova coleção Fates Collide, sua habilidade permite que ataques do oponente não afetem sua mão, então eu tinha acesso as energias especiais, estádios e podia usar tools mesmo depois de sofrer o ataque da Giratina Ex. Até recomendo usar em sua lista se tiver um formato cheio de Giratina, mas eu só consegui espaço para 1-1 em minha lista e Marowak precisa esperar um turno para evoluir, então é um ponto lento que pode atrapalhar na velocidade do deck. Mas outra garantia que eu dou é que faz diferença no jogo (Se for jogar campeonato formato expanded) contra o lock do Seismitoad Ex.

Em partidas contra pokémon que barrem ataques do Mega Rayquaza, como Regice que previne dano de ex e Glaceon Ex que previne dano para evoluídos, ache espaço na sua lista para Escape Rope, que é uma carta excelente para cancelar esse efeito e na minha opinião acho indispensável 2 Lysandre, tem jogadores que gostam de jogar com 1, mas eu acredito que 2 faz uma boa diferença nos jogos, principalmente contra decks assim.

Como falei agora a pouco, no formato também fica Garbodor e como ele trava habilidades traz uma boa desvantagem contra o Rayquaza, porque seu baralho pode ser rápido, mas depende das habilidades no início, durante e no fim do jogo. E agora com o formato sem um meio de remoção de item, acaba sendo um problema não conseguir poder fazer nada contra um Garbodor travando seu Shaymin na mão. Claro que você pode dar Lysandre e dar K.O no Garbodor, mas remoção de item é um meio que faz falta nesse baralho.

Wobbuffet também trava suas habilidades quando é ativo, menos os do tipo psíquico. Você pode usar o Hoopa Ex quando o oponente abre de Wobbuffet, mas seus Shaymin não. Melhor opção é ter recursos parar tirar ele da frente e poder usar suas habilidades logo em seguida.

Outro baralho muito importante que fica no formato é o de Greninja BREAK, mais uma vez mesmo o Rayquaza ser mais rápido. Esse é um deck forte, que enche o seu campo de dano e com atacantes não Ex. O jogo é um pouco complicado, o oponente pode usar Jirachi que descarta sua energia especial e prevenir o dano. A solução que eu tenho para esse tipo de jogo é conseguir montar seus atacantes rápido, mas também tomar muito cuidado em colocar todos os seus Shaymin-Ex em campo, porque agora o formato não tem AZ e isso complica muito encher o campo de Shaymin e deixar o sapo ninja dourado fazer a festa mirando seus Pokémon com hp baixo.

O último problema para o Rayquaza que fica no formato é o Zoroark. O baralho de Mega Rayquaza depende da quantidade certa de pokémons em seu campo, isso ok! Mas Zoroark não depende do banco dele para atacar e sim do seu campo, então para os jogos que você ver aquele Zorua no campo do oponente de quebrada, coloque um número de Pokémon em seu campo que vão te ajudar a completar o seu dano e não o dano do Zoroark. Porque bater 240 no Pokémon mega do oponente é tranquilo, mas ver aquele Zoroark atacando 250 no seu Rayquaza é bem triste.

Conclusão

O deck de Mega Rayquaza Ex é muito forte e nesse formato ele terá muitas vantagens graças a sua velocidade em cima de decks como Mega Mewtwo Ex, Mega Sceptile Ex, Primal Kyogre Ex, Yveltal, etc. Mas não saia gastando todos os seus recursos que nem um louco para atacar 240 no t1. Você tem que ter controle das partidas para conseguir jogar contra Pokémon fortes não Ex. Tirando outros detalhes que sua lista possa ter demais Pokémon para ajudar nas partidas difíceis. Então é isso galera, valeu e até a próxima análise!

Jogo Pokémon TCG faz dois anos. Na temporada 2014/2015 tive minhas primeiras experiências em campeonatos grandes, com um 10ª lugar no regional de Goiânia, e top 4 nos Citys de Vitória e BH. E uma vitória nos campeonatos mensais que fazemos em Belo Horizonte.
  • Vitor Miagava

    Thales parabéns pelo overview do deck, deu para ter a clareza de como o deck se comportará no futuro, apesar das dificuldades pontuadas, como você disse, a velocidade do deck tenta ou compensa isso, puxando vários prizes no inicio do jogo. Particularmente acho um ótimo deck, mas não tão simples de operar, como dito por você novamente, saber controlar os recursos é essencial. abs