O efeito ‘Estrada’ na master de BH

postado em: Campeonatos | 0
Minha jornada a master esse ano!!
Fala galera tudo bem? Pra quem não me conhece meu nome é Lucas Zadra jogo Pokémon desde meus 7 anos de idade, no competitivo apenas nos 2 últimos, a pedido do SonSon vou fazer esse report do Independence Day (07/09) no qual fiquei em segundo lugar, na opinião de alguns, foi de maneira surpreendente.
Primeiro foi a escolha do deck, até 1 semana antes do campeonato iria jogar de Magmortar/Electivire mas nos últimas dias decidi usar o TDK do meu amigo Gabriel Motté, a quem agradeço muito pelo empréstimo cara, valeu. A lista estava um pouco desatualizada e faltando algumas cartas, sabia que a montagem do baralho me daria muito trabalho. Durante essa semana treinei com o deck utilizando o Glaceon Plasma não conseguindo resultados muito animadores, faltando uma hora e meia para o campeonato troquei as duas linhas de Glaceon por 2 de Beartic da FUF, o que acabou sendo uma ótima escolha. Fui bastante nervoso e inseguro para o campeonato por 2 motivos: o primeiro era a lista que havia mudado a menos de uma hora e não havia treinado, o outro era minha estréia na categoria Masters, iria enfrentar meus ídolos do jogo, Júnio Gonçalves, Renato Ribeiro, Gustavo Daniel entre outros. 

Minha lista para o campeonato foi essa : 

Pokémons (15)


3x Thundurus EX 

3x Deoxys EX

2x Lugia EX
2x Kyurem plasma 
2x Beartic FUF
2x Cubchoo FUF 
1x Genesect EX 

Treinadores (33)

4x Juniper 
2x N
2x Shauna 
2x Skyla 
2x Colress 
2x Shadow Triad 
1x Lysandre
1x Scramble Switch 
3x Ultra Ball 
2x Plasma Ball 
4x Colress Machine 
1x Startling Megaphone 
1x Escape Rope 
2x Float Stone 
2x Muscle Band 
2x Frozzen City 

Energias (12)

4x Double Colorless Energy 
4x Plasma Energy 
4x Rainbow Energy 

Round 1: Alex Oliveira (Seismitoad EX/Yveltal EX/Garbodor)

Para meu primeiro desafio tinha a frente um oponente que não sabia muito sobre ele, tem pouco tempo que tinha conhecido, já havia jogado contra ele algumas vezes por isso esperava que ele usaria seu deck habitual Pyroar/Charizard EX, para minha surpresa enquanto embaralhávamos os baralhos vi algumas energias dark no deck dele, logo pensei que seria alguma variação de Yveltal EX, já sabia que iria focar meu jogo no Thundurus EX . Para minha surpresa novamente ele abriu o jogo com Seismitoad Ex, uma carta que não havia treinado contra, não sabia o que fazer. Na primeira partida com ele travando todos meus itens desde o primeiro turno e no final meu deck ficando sem recursos, vitória fácil do Alex. Já na segunda partida a história mudou bastante , com ele começando a partida e não podendo atacar, montar meu jogo foi bastante fácil, podendo usar meus itens livremente e contando com a velocidade tradicional de uma variante plasma consegui já de cara causar um bom dano usando o Kyurem Plasma, com o auxilio do Lugia EX e sua habilidade consegui abrir uma boa vantagem na corrida por prêmios e acabei vencendo o jogo.
Fomos para terceira partida já faltando pouco tempo para o término da rodada, não me lembro muito bem dessa ultima partida só me lembro de ter ficado bastante nervoso por sermos um dos últimos a ainda estar jogando, o jogo foi para os 3 turnos finais e acabamos empatados. (0/0/1)

Round 2: Gustavo Rodrigues (Mono Fighting/Tyrantrum)

Algum de vocês tem trauma de alguma carta? Eu não tinha, depois dessa partida e no decorrer do campeonato todo N me assombrava. Não tem muito o que dizer sobre a primeira partida, passei 6 turnos sem qualquer suporter e meus Thundurus sendo nocauteados em um hit, ele venceu de maneira fácil. Na segunda partida após levar um Landorus EX com um ataque do Beartic, Lucario ex e o T-rex foram varridos pela minha Lugia EX e a partida acabou 6 prizes a 2.
Na partida final consegui inciiar muito mais rápido, no segundo turno já estava com todos os Deoxys EX em campo fazendo a Lugia bater incríveis 170. Já pegando 2 prêmios levando o primeiro dinossauro e no turno seguinte um Lucario EX estava a um prize da primeira vitória, só não contava com um N que me fez voltar 12 cartas para o deck destruindo totalmente meu jogo. Por vários turnos fiquei sem recursos, não vinham apoiadores, nem energia, após 5 turnos, finalmente veio um Colress e comprei  6 cartas, vindo quase tudo que precisava, baixei o Genesect EX esperando no próximo turno usar Shadow Triad pra pegar uma energia plasma no descarte e usar o ‘Red Signal‘, só não contava com outro N do meu adversário me fazendo voltar 6 cartas para o deck, não conseguindo qualquer recurso nos turnos seguintes, perdi a segunda partida. (0/1/1)

Round 3: André Vinícius (Aromatisse/Xerneas EX/Raichu)

Com todo o respeito a meu adversário essa foi a partida mais fácil de todo o campeonato, iniciando muito rápido nas duas partidas precisei apenas de 3 hits em cada batalha para vencer, em ambas abri de Kyurem dando 30 de dano em cada um dos seus Pokémons, com isso precisei apenas de bater com a Lugia e pegar 3 prizes para cada EX. Contando também com uma maré de azar do oponente, venci minha primeira partida , começava ali a minha caminhada até a final do campeonato. (1/1/1)

Round 4: Helbert Nunes (Pyroar/Mewtwo EX)

Outra partida relativamente fácil, consegui iniciar muito rápido, antes mesmo dele conseguir trazer algum Pyroar para o campo, quando consegui formar o primeiro já estava com Beartic formado então foi uma vitória muito simples. Na segunda partida, cometi meu primeiro grande erro no campeonato, o desenrolar da partida foi similar ao da primeira, podia ter vencido facilmente, mas por desatenção não tinha visto que ele estava apenas com 2 prizes restantes, passei dois turnos sem atacar enquanto armava meu Lugia EX para tentar um nocaute de 3 prêmios no Mewtwo EX dele para não ter que montar outro Beartic no campo, na minha desatenção ele nocauteou meu Thundurus EX e venceu a segunda partida. Na terceira partida como na primeira venci de maneira simples. Estava a uma vitória de ir para o top em meu primeiro campeonato como Master, não esperava que essa partida que viria seria a mais difícil de todo o campeonato para mim… (2/1/1)

Round 5: Dyego de Castro (Yveltal EX/Absol/Garbodor)

Lugia x Yveltal
Para mim essa foi a melhor partida de todo o campeonato, uma final antecipada, quem ganhasse estaria no top 8. A primeira partida estávamos jogando de maneira bastante cuidadosa e visivelmente nervosos, contando com a fraqueza do Yveltal EX, do baby Yveltal e também alguns hits de Lugia EX venci a primeira partida. Sendo absoluto em toda a segunda a partida o Dyego me venceu de maneira incrível, fomos para a terceira e decisiva partida faltando cerca de 25 minutos para o final da rodada. Como nas outras partidas conseguir iniciar muito rápido, conseguindo sair na frente na corrida por prêmios, quando a partida estava 5 a 3 para mim em prizes, o tempo da rodada acabou, fomos para os 3 turnos decisivos começando por ele. No meu primeiro turno escapei de perder meu Lugia usando Scramble Switch jogando meu Thundurus para frente, passei o turno para ele por não ter energia e não conseguindo atacar. A primeira ação dele foi usar um N, mais uma vez via minha partida indo embora por causa de um N e dessa vez minha classificação para o top também. Apenas separei a carta que deveria comprar e não a olhei, ambos estávamos nos conformando com o empate que iria acontecer. O ultimo turno era meu, virei a carta do N, para minha surpresa era um Colress, o joguei comprei 6 cartas , entre elas uma que teria um papel fundamental para mim na minha caminhada no top, a única copia de Escape Rope do meu deck veio na hora exata, usei, ele subiu seu baby Yveltal com 100 de dano, coloquei meu Lugia EX a 160 de dano, dei meu ultimo hit pegando meu ultimo prize e indo para o top. (3/1/1)

RUMO AO TOP 8!!!

Top 8: Thales Dias de Souza (Virizion EX/Genesect EX)

Esperava que esse jogo seria o mais tenso de todo o campeonato, já havia perdido em outro campeonato para o Thales também no top, então pra mim uma espécie de revanche. Na primeira 
partida logo de cara meu deck travou muito e após 7 turnos cedi a primeira partida . Fomos para a segunda partida, logo de cara consegui abrir batendo com Thundurus , já armando o primeiro Lugia, no turno dele ele desceu mais um Genesect e um Virizion logo depois recuou o da frente. No meu turno consegui um OHK de Lugia EX no Genesect EX que ele havia subido. Para tentar prolongar o jogo e montar seu setup ele subiu o Virizion EX e deu o primeiro ‘Emerald Slash‘. Mais uma vez Escape Rope me ajudou muito, usei e forcei ele trazer o Genesect com danos para frente, fui obrigado a voltar meu Lugia EX, subi um Deoxys com Float Stone, recuei e bati de Lugia  pra vencer a partida. Fomos para a ultima partida, fiquei bastante nervoso pois tirei a mesma mão que havia começado na primeira partida que meu deck não jogou, para minha sorte meu oponente usou um N que para mim veio completamente sensacional (1 Plasma Ball, 1 DCE, 2 Colress Machine, 1 Deoxys EX, 1 Juniper), com essas cartas na mão, mais as que vieram na Juniper consegui nocautear o Virizion ativo dele no primeiro turno, como meu oponente não tinha o que fazer, passou o turno, ataquei novamente, venci e fui ao top 4. (4/1/1)

Top 4: Pedro Henrique Furbino (Seismitoad EX/Pyroar)

Os dois novatos do campeonato estavam no Top 4, tanto para mim quanto para ele já tínhamos obtidos um resultado incrível! Sabia que iria enfrentar mais um Pyroar, mas dessa vez com Seismitoad EX, esse jogo não me lembro muito bem, a primeira partida perdi devido ao efeito do sapão me impedindo de usar itens, as outras duas partidas venci graças ao Beartic e Lugia, na minha primeira vez na Master, estava na final!! (5/1/1)

Final: Pedro Sales (Pyroar) 

Bom não tenho muito o que dizer sobre essa partida, consegui jogar o tempo que meus Beartic sobreviveram, como em todo o campeonato meu oponente não errou uma moeda, descia um Cubchoo no turno seguinte era nocauteado por causa de Catcher ou Lysandre, as duas partidas foram assim e fui vice-campeão. Parabéns ao Pedro campeão e ao seu Rei Leão sem coroa. (5/2/1)

Conclusão:

Fazendo uma conclusão rápida desse meu primeiro campeonato como master, foi um desempenho que nem eu esperava, enfrentei grandes jogadores em partidas incríveis em especial a partida contra o Dyego, contei também com a sorte para chegar onde cheguei. Não sei se já tenho experiência suficiente para isso mas uma dica para aqueles que estão começando agora, treinem muito, procurem sempre aprimorar suas estratégias, e o mais importante nunca perca sua esperança em um campeonato, podia ter perdido após a segunda rodada mas não desisti e fui até o fim e sempre tente fazer mais do que esperam de você.



Me sinto feliz pelo que consegui no meu primeiro campeonato na master


Lucas Zadra
Somos um blog feito pelos jogadores de Pokémon TCG de Belo Horizonte, em que sentimos vontade de compartilhar suas opiniões sobre o jogo, desejamos que mais pessoas venham para este mundo de diversão e alegria.