P Groudon-EX – Força Primitiva (PRC-ON)

E aí pessoal, beleza? A temporada 2016-2017 para os jogadores de BH e região já começou e com grande participação de todos queremos fazer bonito esse ano, por isso os treinos e campeonatos já estão a todo vapor. Há alguns meses atrás a Pokémon já tinha liberado que o próximo formato já seria Primal Clash-ON (O Alex fez uma matéria muito bacana que explica sobre a rotação e você pode clicar aqui para conferir), então agora que a Steam Siege saiu oficialmente pelo mundo (menos no Brasil) podemos analisar todo hype que está rolando para esse novo formato. PRC-Steam Siege deve ser o formato que vamos jogar os regionais aqui no Brasil em novembro/dezembro, então não existe lógica analisarmos/treinarmos PRC-Fates Collide.

O deck que vou analisar hoje é o Primal Groudon, deck que já foi muito poderoso na era XY, tanto que o André Bortoni conseguiu ganhar vários CP’s com ele e conseguir a vaga direta para o Mundial. É uma carta que gosto bastante, uma das minhas preferidas desde que lançou, conversei bastante com meu amigo Douglas “Snake” e falei que iria montar algo com esse bicho, dito e feito. Sempre é importante dizer que é uma nova era, o formato ainda está obscuro e definitivamente Groudon não deverá ser o melhor deck do formato, só que é bem divertido jogar com ele, LENTO e arrasador quando sobe para o ativo.

Gosto sempre de frisar que é uma lista padrão, estou treinando com ele a alguns dias e conseguindo resultados até surpreendentes, claro que você deve mudar, mas aposto que é uma luz para quem anda meio perdido na escolha do que jogar. Minhas análises são sempre de decks que utilizo ou vou utilizar em campeonatos, não escondo nenhum jogo para vocês, muito pelo contrário coloco até as cartas que podem ser usadas como techs. Então sejam todos bem-vindos a nova era Primal Clash-ON.

Introdução

Toda mudança de formato é complicada para os jogadores, até começarem os eventos premiére fica complicado descobrir como vai ser o metagame, por isso conversando com o Snake decidi jogar com algum Pokémon que eu goste e Primal Groudon é uma das cartas em si mais forte de todas. O baralho não é tão simples de jogar porque depende de pensar bastante e quase sempre você começa perdendo a partida, então se você é daquele tipo que gosta de pegar todos os prêmios em poucos turnos esse não será o seu baralho. Abaixo está a lista que junto com o Snake achei o melhor para meu estilo de jogo.

Card by Card

Primal Groudon-EX (PCL 86): Essa linha já era o padrão no formato anterior (ao menos no meu deck). Primal Groudon é um monstro com seus 240 de HP e para mim tem a melhor “ancient trait” de todas, não ser alvo de Lysandre ou martelos faz com que quando ele estiver no banco fique totalmente imune. Como é uma carta lenta, não ser alvo de disrupt dá uma segurança para que você o monte facilmente. Seu ataque é capaz de nocautear tudo devido as Strong energy e ao descartar um estádio o dano passa de 100 para 200. Mas como jogar com ele? Sempre digo que com o Primal deve ficar esperto e subir ao ativo sempre com algumas cartas na manga, como por exemplo: Lysandre, Hex Maniac, N ou Pokémon Ranger, porque atrasando o jogo do oponente ou derrotando o Pokémon mais forte do adversário dá uma vantagem muito grande no decorrer da partida.

Carbink BREAK (FCO 51): Adorava utilizar Landorus FFI no formato passado, mas como devemos pensar no presente o Carbink é um ótimo parceiro para o Groudon, além de ser uma barreira e ter a habilidade “Safeguard” que te protege de Pokémon-EX, o BREAK tem aceleração de energia. Se o primeiro Primal Groudon ser nocauteado pelo oponente é só subir essa belezinha e começar a reciclar suas energias e montar o segundo que deve ser capaz de segurar toda partida.

Wobbuffet (PHF 36): Maioria dos decks usam e abusam de habilidades para acelerar seu jogo e desenvolver a estratégia, o dever dele é desacelerar o ímpeto do oponente para que ele jogue no mesmo ritmo que você, isso para que consiga montar seu banco com segurança.
Professor Sycamore/N/Skyla: Um número padrão de Sycamore para o deck rodar, descartar as energias pode ser útil para reciclar com os Carbink BREAK, N é fundamental nesse deck porque várias vezes você estará perdendo a partida. Skyla tentando fazer o trabalho da Korrina (infelizmente não tão bem feito), mas é útil para pegar o estádio, (Professor’s) Letter, muitas vezes pensando no turno seguinte, como pegar Lysandre, VS Seeker e por aí vai.

Lysandre/Hex Maniac/Pokémon Center Lady/Pokémon Ranger: Esses são os suportes que vão te ajudar na hora que o Primal Groudon estiver ativo, sempre importante subir ele com alguma dessas cartas na mão ou no descarte para poder voltar com VS Seeker, Lysandre você pode subir e dar um hit naquela ameaça que o oponente está montando no banco, Center Lady vai te dar mais algum tempo de vida, Hex Maniac serve para desabilitar a habilidade da Giratina-EX que deve ser bastante utilizado nesse formato e inclui uma carta da Steam Siege que para mim é uma das melhores da coleção: Pokémon Ranger. Trombar contra um Regice era uma das piores coisas para esse deck, pois, como o deck existe apenas o Groudon que tem um dano massivo, sofrer vários ataques “Resistance Blizzard” era quase certo de derrota, quando utiliza o Ranger o efeito de ataque do Pokémon defensor não funciona, portanto passando por cima dessa barreira.

VS Seeker/Trainer’s Mail: Estou um pouco em dúvida sobre o número de VS Seeker que o pessoal vai utilizar nesse formato, sem Battle Compressor acredito que 4 seja um número elevado para se montar um deck, mas nesse deck os seus suportes são de suma importância, por isso continuei com o básico. Trainer’s Mail ajuda a buscar o estádio e acelerar seu jogo.

Ultra Ball/Heavy Ball: Quem não tem cão, caça com gato. Por aí já começa a ver a falta que a Korrina faz para o baralho, precisa colocar uns 5 espaços de cartas que a korrina fazia tudo sozinha, complicado.

Professor’s Letter/Escape Rope/Super Rod/Mega Turbo: Como eu queria ter colocado a segunda Letter no deck, energia é essencial para todos os decks, principalmente para o Groudon que é um deck lento, então várias vezes no seu turno o que tem a fazer é colocar energia e passar. Escape Rope pode funcionar como um terceiro Lysandre guardando as devidas proporções além de poder recuar algo que seu oponente tenha tentando te travar no ativo. Super Rod coloquei porque várias vezes começava com uma mão terrível e para sair dessa bad hand precisava dar Sycamore e descartava de uma vez 2 Primal Groudon (é uma carta que talvez não tenha tanta importância e dê para mudar). Mega Turbo coloquei apenas 2 porque o Carbink também faz esse trabalho, mas não tão bem feito como ele.

Weakness Police/Groudon Spirit Link/Float Stone: Float Stone é a carta chave desse deck (outra carta que queria colocar mais espaço), porque se você faz um Primal Groudon com Float pode manipular ele entre o ativo e o banco, recuar e esperar um Lysandre aparecer, várias vezes para se ganhar uma partida vai precisar de apenas 3 ataques. Groudon Spirit Link é para o segundo Primal que montar para não perder o turno e poder atacar com o Carbink BREAK para voltar as energias do descarte para o segundo Primal. Weakness Police coloquei porque variantes de Mega Sceptile e Serperior podem ser fortes nesse formato, então com WP dá para aguentar bastante a pressão.

Scorched Earth/Silent Lab: O primeiro é para descartar suas energias para voltar no meio do jogo e além de comprar 2 cartas, como disse o deck é pesado e isso ajuda bem para o andamento dele. Silent Lab para pegar Giratina também, por isso coloquei ela aqui.

Como jogar com o deck?

Se você já percebeu tentei frisar bastante que é um deck lento, então tem que P_groudon_gifter paciência, acertar os Lysandre no oponente que seja sua maior ameaça, cancelar as habilidades com Hex Maniac na hora correta, utilizar bem o Carbink BREAK para voltar as energias, gosto bastante de colocar a Float Stone no meu primeiro Primal Groudon porque me dá uma mobilidade de pegar pelo menos uns 4 prêmios se o oponente utilizar EX no baralho. Depois que o primeiro for nocauteado tentar fazer o segundo que quase certeza vai te dar a partida, ele é um tanque então vai aguentar bastante a pressão.

Conhecer o deck do oponente é de suma importância para saber qual barreira seja a adequada para proteger seu banco.

Possíveis Techs:

Olympia: Além de recuar ele recupera 30, isso pode mudar a partida dependendo da ocasião, pode proteger seu Primal Groudon, preciso testar no lugar da Center Lady, acredito que seja mais eficiente.

Shrine of Memories: Atacar com o ataque do Groudon para não descartar estádio ou tentar tirar a energia do oponente pode ser bem útil.

Enhanced Hammer: Por falta de espaço não consegui encaixar essa carta, mas pode ser bem útil em algumas partidas.

Puzzle of Time: Eu vi alguns Primal Groudon no formato anterior utilizando essa carta, não sei ao certo se a variação fica melhor no formato atual, porém vale o teste.

Teammates: Dói não ter conseguido colocar essa carta no deck, sinceramente preciso estudar uma forma de encaixar ela.

Vantagens:

  • Capacidade de dar um hit em praticamente qualquer Pokémon do formato.
  • Sua ‘Ancient trait’ impede que sejam utilizados itens e suportes contra ele, isso dá uma segurança muito grande para montar ele aos poucos.
  • As ‘barreiras’ Wobbuffet e Carbink fazem seu papel muito bem feito, sem alguma delas dificilmente o deck aguentaria a pressão.
  • Seu alto HP juntamente com a Center Lady faz dele um verdadeiro tanque.
  • Garbodor tem tudo para ser o rei do formato e Primal Groudon nem se importa com ele, rs.
  • Dependendo de como joga você pode adaptar seus tools e colocar cartas para atrasar o oponente.
  • Não utiliza Shaymin-EX, pelo menos na minha versão faz com que o valor seja mais acessível.

Desvantagens:

  • Perder Korrina é doloroso, a mobilidade que ela te dava era impressionante.
  • Tem um começo bem lento, o formato todo não está tão rápido como antes, mas mesmo assim tem algumas bad hands de chorar.
  • Pelos meus testes o jogo contra Pokémon que não seja EX é um pouco mais complicado devido a troca injusta de prêmios.
  • Alguns mulligans (mãos sem básicos no início do jogo) para o oponente.

Conclusão:

É apenas o começo de um novo formato, ainda está muito difícil prever como vai ser o metagame, a certeza que tenho é que Primal Groudon-EX é muito forte quando montado e bem utilizado, tem um poder de destruição grande e mesmo sem Korrina pode aguentar a pressão já que com a saída de Night March e sem Battle Compressor, o jogo tende a diminuir sua velocidade, espero estar certo com tudo isso e ver mais decks rogues nos campeonatos.

É isso aí pessoal, testem, mudem a lista e coloquem suas observações sobre o que achou do baralho, caso queira alguma análise de algum deck ou carta especifica deixem nos comentários que vamos fazer o possível para atender vocês.

Obrigado e até a próxima 😉

Jogador desde quando saiu a Base Set aqui no Brasil, tendo minha melhor temporada 11/12, onde que no Nacional 2012 consegui o primeiro top pra Minas Gerais, ficando em 7º colocado. Venci alguns torneios como City’s e BR’s e top’s nos Regionais. Parei por um tempo, mas estou de volta para esse incrível jogo.
  • Vitor Miagava

    Parabéns pela matéria Wallysson, de fato é um deck lento mas não deixa de ser interessante, isso eu acredito porque P Groundoun tem Omega Barrier, e carbink contra um deck ex, faz você ganhar tempo. Torço que para que esse deck continue vivo na próxima temporada.