Report Nacional – Carlos Alberto – 3º Lugar

postado em: Campeonatos | 0

English Version

Olá pessoal, tudo bom?

Estou aqui no TCMG para fazer meu report de 3º Lugar no campeonato Nacional 2015 na categoria Master. Muito Obrigado a galera de Minas por abrirem este espaço para mim.

Como é minha primeira vez por aqui e o Nacional já passou, ninguém deve estar com muita pressa, então vou me apresentar e contar um pouco da minha trajetória no jogo. Meu nome é Carlos Alberto de Barros ou Magicarlos como muitos me conhecem, meu primeiro contato com Pokémon TCG foi entre 1999 e 2000 quando adquiri meus primeiros cards comprando um booster de Jungle e ganhando cards promocionais nos primeiros filmes do Pokémon, após um tempo comecei a jogar entre 2000 e 2001 frequentando a liga da extinta YatiVideo e depois da Pandas-Ice até meados de 2003, foi nesta loja que conheci o Cesar Lopes (Campeão 2012) e os irmãos Hiratsuka (campeões 2004 e 2005).

carlos-1

Voltei a jogar em 2005 ano que ganhei o primeiro campeonato premier que participei, um City na cidade de Guarulhos, que me classificou para o meu primeiro campeonato Nacional, inclusive foi uma dobradinha minha e do Cesar, mesmo ainda não tendo um time naquela época já foi bacana aquele resultado e comemoramos como se fosse um campeonato nacional.

carlos-2

Após o Nacional parei de jogar, o jogo era difícil de manter devido ao alto custo, voltei a jogar em 2009, disputando meu segundo nacional mas ainda não muito a sério, na época tinha faculdade e diversas outras atividades que me impediam dedicar mais tempo ao jogo, no final de 2011 por incentivo do Cesar Lopes voltei ao mundo do Pokémon TCG, desta vez já não tinha mais faculdade, já trabalhava na minha área de formação tendo condições financeiras de sustentar o hobby e poder desprender mais tempo para o jogo. E de la para ca nunca mais me afastei deste jogo que me trouxe tantas felicidades e boas experiências, como fazer vários amigos Brasil a fora, conhecer o Brasil e outros países como Argentina e USA.

Escolha do Deck!

Desde que o Deck de Seismitoad começou a se destacar fui resistente em usa-lo, sempre procurando estratégias que tivessem facilidade em bater o Sapão, antes mesmo da vibe do exeggutor chegar ao Brasil eu estava me aventurando em campeonatos premier com ele, tudo por não gostar do deck de Sapo, achar ele muito chato porém muito fácil de usar, diferente de estratégias de lock de temporadas passadas.

carlos-3A duas semanas do nosso campeonato Nacional, assisti uma partida do Jason Klaczynski usando uma variante do deck de Sapo no Regional de Wisconsin e fiquei encantando com as possibilidades que o Absol trouxe para o deck, o Dragalge também era interessante pois trazia a possibilidade de travar o Keldeo que causava tanta dor de cabeça na partida contra os decks de metal, ou os MegaManetrics difíceis de matar quando se tem mais de um em campo junto com o Stadium Rough Seas.

Após alguns dias de treino com diversos decks bati o martelo em ir com a lista do Jason, porém não estava contente com o Dragalge, era apenas 1-1 para conseguir faze-lo, não era uma tarefa fácil e também era difícil de resistir baixar o skrelp pois quando o Dragalgue entrava em campo atrapalhava a maioria dos decks, as vezes esse skrelp me causava prejuízo pois como o Absol era essencial, tendo o Skrelp em jogo os prêmios do oponente voltavam a ficar par, sem a necessidade de matar 3 pokémon Ex, então resolvi tira-los. Na sexta-feira após fazer o check-in e ver diversos jogadores treinando com listas de Raichu, bati o martelo nas cartas que entrariam no lugar do Dragalgue, 1 startling megaphone e 1 cassius, o Cassius é porque eu tinha vontade de ter um recurso para tirar o Seismitoad baleado da frente sem perder a dupla incolor, porém não queria abrir mão de 2 AZ, e o megaphone que conseguiria remover os tools do Raichu, tirando a possibilidade do OHKO e também me dando possibilidades de combar contra deck de pokémons Ex, removendo a muscle do primeiro turno e encaixando um headringer na sequência.

carlos-4

Lista:

4 Seismitoad Ex

4 Shaymin Ex ROS

1 Absol ROS

 

4 Juniper

2 AZ

2 Lysandre

1 Cassius

1 N

1 Xerosic

1 Team Flare Grunt

1 Lysandre’s Trump Card

4 Crushing Hammer

4 VS Seeker

4 Ultra Ball

4 Super Scoop Up

4 Hypnotoxic Laser

3 Virbank City Gym

3 Trainer’s Mail

3 Muscle Band

2 Head Ringer

1 Enhanced Hammer

1 Startling Megaphone

1 Computer Search

 

4 Energia Dupla Incolor

Partidas

Round 1

Vitor Piazzarolo – Donpham/Primal Groudon

Primeira rodada de mais um Nacional, estou ansioso para saber se depois de mais uma temporada inteira tentando pensar fora da caixa, acabei escolhendo o Meta Game mais mirado por todos os jogadores do Campeonato. O Vitor começou a embaralhar e sem querer acabei vendo duas cartas do deck dele, Wobbuffet e Strong energy, já pensei comigo mesmo, lá vou eu ter que fazer milagre com Absol e Super Scoop Up para ganhar esta partida. O Vitor estava com a lista rasurada e me perguntou se tinha algum problema, quando vi a carta rasurada era o Spirit Link, GG é Groudon mesmo.

Para meu alívio, começamos a primeira partida e se não me engano ele abriu de Phanpy. Ufa! Se tiver Groudon aqui é um só, aí o Absol até consegue dar conta com mais facilidade, porém como Donphan é um deck excelente, que se o oponente der espaço na partida ele cresce de uma forma absurda, joguei da maneira mais cautelosa possível, eu tinha a vantagem de conhecer aquele deck muito bem, usei em 4 ou 5 campeonatos no decorrer da temporada, inclusive consegui fazer a proeza de ganhar de um Sapo em um top 8, mas naquela época o Sapo ainda não tinha os Shaymin Ex e Trainer’s Mail que dão essa velocidade descomunal da versão atual.

A primeira partida foi desenrolando devagar. Consegui dar Quacking Punch no primeiro turno de ataque e fui recuperando os Seismitoad-EX baleados com Super Scoop Up e Cassius. Deixei poucas energias do Vitor em campo e aproveitei a habilidade do Absol para matar Hawluchas sem muito desperdício de dano. O Vítor conseguiu montar 1 Donphan com algumas energias, matou 1 Seismitoad-Ex e de alguma forma ele também matou o Absol, só lembro que ele pegou 3 prêmios e até a quarta rodada senão me engano foram os únicos prêmios que perdi no torneio, Vitor foi um dos muitos Mineiros que enfrentei neste campeonato, muito gente boa e um ótimo jogador.

2×0

1-0-0

Round 2

Weverton de Almeida – Flareon

Pessoal, eu tenho uma péssima memória, me desculpe Weverton, não lembro muito bem dessas partidas, mas a lembrança que tenho é que consegui travá-lo muito rápido e dar um Trump Card no T3 ou T4, e nas duas partidas o Weverton não conseguiu pegar prêmios.

2×0

2-0-0

Round 3

Sid Guimaraes – Flareon

megaphoneÉ o terceiro jogador do Ceará que conheci, já conhecia o Davi (Juiz neste Nacional) e o Mário, assim como os outros o Sid é um dos jogadores mais gente boa que já conheci, muito legal, fair play total, o que torna as partidas com ele super descontraídas mesmo tendo um excelente jogador na sua frente. Assim como na partida anterior consegui travar dando Quacking Punch bem rápido e o Sid ainda foi pego de surpresa quando após o T1 dele eu dei Computer Search para Startling Megaphone removendo os Silver Bangles e Muscle Bands. Só de lembrar já dou risada do Sid falando “Não, véi, não véi, megaphone não, véi!”.

Sem os tools que possibilitariam um fácil OHKO dos Leafeon em cima dos meus Seismitoad a partida se tornou muito favorável, além disso as duas primeiras moedas de hammers o Sid conseguiu me zicar, mas depois delas foi uma sequência de caras até o fim da segunda partida, acho que foi nesse ponto que começou a lenda da minha moeda no campeonato!! 
Enfim se não me engano as duas partidas acabaram sem o Sid conseguir pegar prêmios.

2×0

3-0-0

Round 4

Marcio Meta – Charizard Ex/Keldeo Ex/Laser

Acredito que foi a primeira vez que joguei com o Márcio, jogador de Goiânia se não me engano. Quando a primeira partida começou, ele abriu de Charizard. Por um lado pensei: “posso conseguir ganhar rápido”, por outro me preocupei, achei que podia ser alguma variação com Crobat e Reshiram igual utilizei no meio da temporada, e se ele tivesse AZ para salvar os Charizards tudo poderia complicar para mim e ele ainda conseguiria dar OHKO mesmo sem poder utilizar os Lasers, mas para minha tranquilidade se tratava de um deck mais clássico, sem muitas diferenças das primeiras versões, apenas com acréscimo de alguns itens novos como a Stadium Scorched Earth. Primeira partida consegui desenvolver rápido não dando espaço para o Charizard jogar, na segunda comecei travado e permaneci assim até o último Combustion Blast terminar com a partida, a terceira já consegui desenvolver um jogo normal, dando Head Ringer e removendo energias, causando um dano forte com Quacking Punch + Muscle e Laserbank, nesta partida ainda consegui evitar o desperdício de danos utilizando bastante o Absol.

2×1

4-0-0

Round 5

Wallyson Lima (SonSon) – LandBats

Segunda vez que enfrento o SonSon nesta temporada, jogador muuuito gente boa, para falar a verdade este nacional foi ótimo, um campeonato que passei tranquilo, sem stress em nenhuma partida, bons jogadores, honestos e que não precisavam utilizar de recursos extra jogo para tentar ganhar. Não tenho muito o que falar desta match, infelizmente é a segunda vez que enfrento o SonSon e novamente ele estava em badMatch, senão me engano em uma das partidas ele saiu de Landorus-Ex e outra de Lucário-EX, nas duas consegui remover energia e dar Head Ringer no T1 e fazer tudo o que meu deck tem direito, na segunda partida quando peguei o terceiro prêmio o SonSon preferiu parar por ali pois não tinha mais o que fazer, espero enfrentar ele novamente em breve em uma mirror ou pelo menos em uma partida que ele não seja tão bad match para ele.

2×0

5-0-0

Round 6

Dyego Rathje – LandBats/Primal Groudon

carlos-6Mais um LandBats, mais um Mineiro gente boníssima. Nesta hora pensei comigo mesmo, caramba estou usando meu deck ao máximo, porém, tenho tido sorte, só “Good Matches”. Eu já sabia que o Dyego utilizava 1-1 de Primal Groudon e se eu não tomasse cuidado poderia me custar a partida. A esta altura do campeonato eu estava muito próximo de garantir minha passagem para o top 8, bastava ganhar esta partida e mais uma que qualquer empate me colocaria no top.

A primeira partida começou e o Dyego abriu de Landorus-Ex: meio caminho andado para mim. Ele baixou Groudon-EX no T1 e logo em seguida consegui dar Lysandre, a partida praticamente acabou ali. Na segunda partida, se não me engano, ele abriu de Landorus-EX de novo e novamente baixou o Groudon muito rápido, consegui puxar e causar algum dano mas o Dyego o removeu com AZ e tentou começar a energizar no banco novamente, porém consegui dar Lysandre novamente e acelerar o dano com o Absol. Absol fez o seu trabalho e o resto do deck se manteve no fluxo normal tornando as partidas favoráveis.

2×0

6-0-0

Round 7

Alex Silva – Sapo/Shaymin

“A Temível Mirror”

Agora a chapa esquentou!! Alex Silva, na minha opinião , é o melhor jogador brasileiro na atualidade. Responsável por ter me proporcionado a melhor partida da temporada em uma mirror de Donphan no TOP 4 do Regional da Comics Games.

A lista do Alex acredito ser fiel a do Jason, com o 1-1 de Dragalge, como na mirror ele tende a não fazer muita diferença os meus 2 recursos a mais podiam me proporcionar vantagem e assim o fizeram. Rolou a moeda e o Alex ganhou decidindo começar, nesta hora vi entrar em prática novamente o potencial máximo das mudanças que optei junto com a estratégia de deixar o oponente começar na Mirror. Alex começou, ligou 2 muscle band, neste momento fui atrás do Startling Megaphone e consegui combar junto com Head Ringer. Se não me engano isto impossibilitou ao Alex dar o Quacking Punch no seu primeiro turno de ataque o que me colocou em uma vantagem bem grande na partida.

Partida 2 O Alex começou novamente e pensei: “Vou combar de novo.” Se não me engano consegui dar Head Ringer, não lembro se precisei do Megaphone porém, o pior aconteceu: não consegui puxar a Dupla Incolor, o que me colocou em apuros, o Alex saiu em vantagem na partida. Consegui ainda dar Xerosic e Team Flare Grunt, porém, quando comecei a dar Quacking Punches já era tarde demais e o Alex fez o mesmo que eu já tinha feito, começou a utilizar seu Xerosic e Team Flare Grunt. Vitória dele.

Partida 3. O Alex se surpreende um pouco quando falei para ele começar. Não lembro muito bem do começo da partida mas foi muito disputada, ambos tivemos que abandonar o Quacking Punch em algum momento da partida. Utilizamos e abusamos de Sky Return, o ataque do Shaymin que bate 30 e volta ele para a mão) até o Juiz anunciar três turnos. Eu estava por 2 prêmios e minha única esperança era se matasse um Shaymin-Ex.

O turno 0 era do Alex. No Turno 1 depois de um Sky Return do Alex e meus itens continuarem liberados dei meu Draw e veio Computer Search. Usei Lysandre para puxar um Shaymin-Ex, Hypnotoxic Laser, dormindo. O Alex não tinha AZ para tirar o Shaymin-EX da frente, com isso ele encerrou seu último turno com a morte do Shaymin-EX e minha vitória. Missão quase cumprida, top quase garantido. Na verdade, a essa altura eu chegava aos 21 pontos, mal sabia que já estava mais que garantido no top sendo que o Vini entrou com 20 pontos em oitavo.

2×1

7-0-0

Round 8

Renato Franca – VirGen

Só tem Mineiro neste torneio??? Aqui para mim era uma partida não muito difícil. Para meu oponente o empate não adiantava, para mim não faria mais diferença porém ninguém tinha feito cálculos certos, então jogamos para valer. Eu sonho que esta regra de empate um dia mude ou volte a ser como era antes. Ou, no mínimo, tenha alguma possibilidade de validação no suíço que diminua a quantidade exagerada de empates. Talvez, com a saída do Trump Card isto mude um pouco.

O jogo contra VirGen é controlado, usar Sapo contra este deck significa não poder errar, prestar atenção em todos os mínimos detalhes como os Shadow Triads do oponente que buscam as Plasma Energy e possibilitam o Red Signal do Genesect, que pode significar 1 turno sem Quacking Punch e que, por fim, acaba com seu jogo. 
Porém, o que eu posso dizer desta partida?… Meu deck rodou 110% com ajuda da minha moeda, que nesta partida se consagrou a moeda do Campeonato Nacional kkkkkkkkkkkkk!!

Renato Franca, o que eu posso falar? Mais um excelente jogador de Minas e super gente boa, engraçado demais, até na hora da desgraça. As duas partidas terminaram com o Renato tendo dado um único ataque de Illumise, que foi seguido de AZ, Ultra Ball, Absol e KO.

2×0

8-0-0

Round 9

Concedi – Douglas Borges (Snake) – Lutador (Landorus EX/ Lucario Ex/ Hawlucha/ Primal Groudon

)

Aqui, como já falei antes, ninguém tinha feito conta direito, mal sabíamos que se tivéssemos jogado e mesmo eu ganhando do Snake ele ainda teria entrado no top 8 em sétimo lugar com 20 pontos, na frente do Vini, já que nem eu e nem ele jogamos com o Vini, que era o oitavo e nem com o nono colocado o resultado da nossa partida não interferiria. Caso eu tivesse ganhado o rating do Snake sem dúvidas teria o deixado na frente do Vini, que passou com 20 pontos, mas enfim, eu já estava classificado e ninguém me tirava o primeiro lugar.

O Snake é uma figura e um dos melhores jogadores do Rio de Janeiro, não sei se eu teria conseguido ganhar dele mas sei que era desnecessário correr o risco de tirar ele do top. Tudo bem que nessa altura eu já estava pensando na possibilidade de repetir o que o Cesar fez em 2012, campeão da Master invicto, mas ainda faltava muito para isso acontecer e se eu conseguisse chegar ao título, o invicto ou não seria só um mero detalhe.

8-1-0

TOP 8

Vinicius Lopes – Manectric/Mewtwo/Garbodor

Acabou o Suiço, veio o anúncio dos classificados. Deu até um frio na barriga com a galera batendo palma quando fui o primeiro anunciado!! O anúncio continua nome após nome, alguns grandes jogadores como o Thales Tadashi que estava de Groudon caíram na ultima rodada, desta forma o top não tinha grandes novidades, com 3 jogadores que eu já tinha ganhado, Dyego, Renato e Sid. O maior problema parece que poderia ser o Alexandre mas vamos pensar nisso depois, uma coisa de cada vez. Só pego o Alexandre se ele for pra final. Tudo tranquilo até que… Em OITAVO LUGAR aos 45 do segundo tempo, depois de estar desacreditado que isso poderia acontecer, quem entra no top 8? Vini (Campeão 2013), com Manectric-ex/Garbodor. Na hora já gelei, sabia que Manectric era mais complicado para mim do que Metal ou até mesmo que Primal Groudon, mas até então eu não sabia que versão de Manectric o Vini estava usando. Acreditava que era com Pokémon de Água, alguns amigos que enfrentaram o Vini no decorrer do torneio vieram falar comigo e fiquei sabendo que se tratava de Manectric/Garbodor com Wobbuffet, um deck que montei e até utilizei nos treinos para o Nacional, única diferença é que o deck do Vini não utilizava nenhum Pokémon não ex como atacante, como o Zapdos, o único atacante além do Zapdos era o Mewtwo Ex.

Beleza, o suiço acabou já passavam das 21:00. Juntei meu time (César, Rafael e minha querida namorada Yasmin) e corremos para casa, tínhamos que descansar e montar o deck do Vini para eu pelo menos me tranquilizar e saber melhor o que fazer na partida. Chegando em casa o César montou o deck do Vini mais ou menos como o Fabio Lona (Campeão 2006) e outros amigos de campinas nos orientaram, 5 Lysandres, hahaha!! E para aumentar a dificuldade do treino resolvemos colocar 14 energias básicas e 4 duplas incolor. Primeira partida do treino… perdi, segunda, perdi, terceira, perdi, quarta… finalmente ganhei! Eram quase duas da manhã e não valia mais a pena treinar. O cansaço bateu, mas estava mais tranquilo, sem Keldeo-ex os Mega Manectrics, por mais difíceis de matar que fossem, não eram imortais e também tinha a possibilidade de caçar os Shaymin-EX.

Acreditem ou não nestas partidas de treino minha moeda já estava esgotada, acredito ter jogado umas 25 moedas e acertado no máximo 5, destas 5 apenas 2 foram Hammers, então, se essa zica diminuísse pela metade, a partida contra o Vini já seria mais tranquila do que a surra que tomei treinando com o Cesar.

coin-carlosChegou o grande dia, meu sexto campeonato nacional e primeiro TOP, com um gostinho a mais de gratificação por ter passado em primeiro no suíço. Deck check começou, o Juiz responsável por verificar meu Deck foi o Paulo (Head Judge) e , sério, rolou um moeda check, hahaha!! Com certeza foi uma das cenas mais inusitadas deste campeonato, o Paulo jogou 5 sequências de 10 flips para verificar a variação, o resultado foi uma variação normal.

Hora de jogar. Primeira partida começa, Vini sai de Shaymin e com um jogo um pouco lento consigo manter o campo dele sem energia durante um bom tempo, dar KO em um Manectric, em um Shaymin e manter meus sapos a salvo graças a alguns Super Scoop Ups e a uma última dica que meu time pensou junto: não se desesperar para causar dano nos Manectrics e evitar ligar a Muscle, pois com ajuda do Rough Seas do Vini meus sapos durariam muito mais que o normal me dando tempo para remover as energias, caçar os Shaymin e buscar Laserbank/Absol na hora certa. Segui o script conforme combinado mas ainda não foi suficiente, o Vini é um ótimo jogador, o deck é consistente e básico ao mesmo tempo, em dado momento ele conseguiu o segundo Mega Manectric, os dois estavam com pouco dano e eu já não tinha mais o que fazer. Ele conseguiu ganhar a primeira partida.

Segunda partida, Vini começa novamente de Shaymin que consigo nocautear no meu segundo turno de ataque, inclusive conseguindo aproveitar o dano com o Absol. As Rough Seas do Vini demoraram para aparecer e a partida foi se complicando, mas ,assim como na primeira, ele foi se recuperando aos poucos. Acredito que se a partida tivesse continuado o Vini teria tido grandes chances de vitória, porém o tempo acabou e a partida foi validada a meu favor com 2 prêmios a 4.

Morte súbita, Vini, disse: “Por favor, chega de sair de Shaymin-Ex!”, então eu respondi: “Tudo bem, Vini. Você vai sair de Trubbish…” Setup feito, ganhei na moeda e ele disse: “Boca maldita, Magicarlos!”. Abriu de Trubbish! Laserbank, Trubbish dormindo, acabou! Soltei um grito de alívio, partida mais difícil e desfavorável do campeonato até agora para mim e consegui ganhar.

2×1

9-1-0

TOP 4

Dyego Rathje – LandBats/Primal Groudon

Mais uma vez eu e o Dyego, eu fui o único a ganhar dele no campeonato até ali, foi uma vitória de 2 a 0. Acredito que a maior pressão estava do lado dele, mas eu não estava nem um pouco calmo. Ele tinha acabado de ganhar do Artur após um empate no suíço, outro deck de Sapo. O que eu ficava lembrando para tentar me tranquilizar era que o Artur não utilizava Absol.

A primeira partida começou, eu ganhei na moeda. Eu decidi começar e saí de sapo. O Dyego, diferente do suíço, dessa vez não foi o Landorus-Ex, quem apareceu foi a Hawlucha. Usei um Trainer’s Mail para um Virbank e tomei a decisão de encerrar o turno com a seguinte mão: 2 Head Ringer, Startling Megaphone, Computer Search, VS Seeker, AZ e Virbank. Na hora eu pensei que se eu tivesse um Hypnotoxic para tentar deixar a Hawlucha dormindo já estaria de bom tamanho, preferi não correr atrás de Shaymin e Dupla Incolor pois os principais recursos que eu precisaria para o próximo turno eu já tinha, o combo do Megaphone + Head Ringer na mão, junto com Computer Search para Shaymin, podendo, no mínimo, dar um AZ, com certeza viria a Dupla e não precisaria ficar com o Sapo baleado na frente… Bom, coisas que aconteceriam se eu tivesse ficado com esta mão, mas o Dyego me deu um N e o jogo acabou ali. Fiquei travado, no turno seguinte ele baixou um Silent Lab e advinha o meu draw? Shaymin Ex, o jogo prosseguiu até o Dyego pegar 6 prêmios.

Segunda partida, consegui começar mais ou menos bem, sem fazer muitos absurdos, mas removendo energia e dando Quacking Punch no primeiro turno de ataque. Tive que descartar alguns recursos no inicio do jogo sendo um deles o segundo Virbank, me deixando com apenas um no deck. Quando eu estava por 3 prêmios o Dyego ligou a segunda energia no Groudon-EX, quebrou meu Virbank com seu segundo Silent Lab e evoluiu para o Primal Groudon. Nesta hora nunca torci tanto por um draw, se eu conseguisse buscar o terceiro Virbank provavelmente o jogo teria caminhado para minha vitória, pois eu tinha super scoop up, az e vs seeker na mão, o que possibilitaria em 2 turnos até 90 de dano no Groudon que já estava com 30 e 3 turnos era o mínimo que ia levar para ele subir, pois ele tinha que energizar mais duas vezes e ainda tirar o Lucário da frente. Eu ainda poderia controlar os danos com o Absol e, se não me engano, o AZ dele já tinha ido embora.

Porém, não foi isso que aconteceu, fui obrigado a utilizar Juniper na esperança de vir mais um dos três Super Scoop Up presentes no deck e o último Virbank. Isso não aconteceu e tive que matar o Lucario-ex. O Primal Groudon subiu, Dyego ligou a terceira energia e não baixou mais nenhum Pokémon ele sabia que a partir do próximo turno a contagem regressiva a seu favor começaria e eu não não tinha muito para onde correr pois ele precisava de 3 turnos para matar 3 Pokémon EX e eu só conseguiria causar um máximo de 150 de dano, levando o Groudon a 180, restando ainda 70 de vida. Se não me engano o Dyego ficou 1 turno ainda sem ligar energia, mas mesmo assim minhas possibilidades eram mínimas. O máximo que o Groudon chegaria de dano seria 210.

Vi uma esperança no fim do turno. Eu tinha uma energia dupla e Muscle na mão, poderia atacar de Shaymin no meu ultimo turno de vida e subir o Absol. Vi que era a única esperança mas preferi segurar a dupla incolor na mão para caso o Dyego percebesse e usasse Lysandre para matar este shaymin em vez do sapão. Bora lá: Quacking Punch, Primal Groudon vai a 180 de dano. agora é esperar para o Dyego matar o segundo sapo ir a 2 prêmios e ver o que acontece. O Dyego deu um N, eu comprei Team Flare Grunt e Computer Search. Fim de jogo e vi que pode ter sido um erro não ter ligado a dupla. Depois do campeonato o Dyego me tirou esse peso da consciência pois me disse que tinha comprado Escape Rope, então se eu atacasse de Shaymin e colocasse o Absol, ele usaria A Escape Rope e teria matado um sapo ou Shaymin-EX do banco.

Fim de campeonato para mim, mas graças ao Dyego tenho a “desculpinha” de que só perdi para o Campeão hahaha!! Parabéns Dyego, conforme já disse no torneio, você mereceu. Jogou muito e conseguiu encaixar o Primal Groudon como uma luva no deck de Landbats. Estou torcendo para que, mesmo que você fique fora do Top 8 da América Latina, consiga dar um jeito de ir para o Mundial.

0x2

9-2-0

Disputa de Terceiro Lugar – Renato Franca – VirGen

Eu e Renato, novamente. Vamos lá… Dessa vez o Renato conseguiu dar 1 Emerald Slash. hahaha! Nunca vi alguém comemorar tanto um ataque, até o Juiz ficou emocionado na hora kkkkkkkkkkkkkk!!

tumblr_inline_mwe7t7AdUt1ro7fi8

Mas não teve muito jeito, contra o Renato meu deck rodou muito bem novamente e mesmo tendo conseguido dar o Emerald Slash no meio da partida já era tarde demais.

A Segunda partida foi diferente, se não me engano ele conseguiu atacar no seu T2, porém, depois disso, eu consegui controlar as energias mesmo aquele ataque tinha me causado alguns problemas. Essa partida foi a hora da moeda voltar a causar dor de cabeça ao Renato, dessa vez com o Super Scoop up. Lembro de ter feito uma sequência de uns 4 ou 5 turnos de Super Scoop Ups/Cassius/VS Seeker/Cassius e AZ. Depois disso consegui evitar que o Renato pegasse diversos prêmios. No fim do jogo fui obrigado a recuar e utilizar Shaymin-EX. Quando fiz isso ele deu tool retriever em dois Head Ringer e ligou duas muscle, ficando com 3 Muscle Band em campo e ainda usou um Energy Switch. Mais uma vez o Megaphone entra em ação!!

Consegui remover todos os muscle, dar Scoop Up em um Shaymin-EX que estava envenenado e com Head Ringer. Depois disso não tinha mais como o Renato pensar em carregar um Genesect pois as energias do deck acabaram. Foi Sky Return até eu matar o último atacante possível dele e voltar para o Quacking Punch.

Desta partida vou levar uma frase épica do Renato. “Quem foi o &%@$!@#* que disse que sapo era Good Match para VirGen?!”

.

Obrigado a toda equipe TCMG por abrir este espaço para mim, vocês são demais! Obrigado a todos oponentes pelas ótimas partidas ao decorrer do torneio e obrigado aos amigos que me ajudaram no decorrer da temporada, seja em treinos, emprestando cartas ou dando apoio. Destaque para o Arthur Monteiro, de Campinas, que desde os preparatórios do Mundial do ano passado sempre me ajuda com treinos online, que muitas vezes são a saída para a falta de tempo. Um agradecimento especial para o meu time, sem ele não teria chegado a lugar nenhum, Cesar Lopes dividindo idéias durante todas as semanas, Rafael Oliveira se desdobrando em 2 para arranjar tempo e comparecer aos treinos, Leonardo Gonçalves sempre “brisando” em idéias loucas e a minha amada Yasmin Cipelli que sempre me apoia em todos os campeonatos, treinos, discussões sobre idéias e decisões que tomo no mundo do Pokémon TCG.

carlos-10

Espero rever todos vocês no próximo campeonato Nacional ou antes!!

Um abraço!!

Carlos Alberto de Barros, Magicarlos!!

English translation

Hello guys, how are you?
I’m writing my report of 3rd place in Brazilian Pokémon TCG National Championship 2015 master division. First I’d like to thank TCMG for this opportunity. It’s my first time writing for the site and Nationals have passed, nobody is in a rush, so I will introduce myself and tell a little bit about my history in the game. My name is Carlos Alberto de Barros or , as people usually call me, “Magicarlos”. My first contact with Pokémon TCG was between 1999 and 2000 when I bought my first packs in Jungle Set and promo cards from “Pokémon: The Movie”. I actually started playing between 2000 and 2001 in the extinct league from YatiVideo and after the Pandas-Ice. I met Cesar Lopes (Champion 2012) and Hiratsuka brothers (Champions in 2004 and 2005) at the store back there.carlos-1

I got back to the game in 2005 when I won my first premier a City Championship in Guarulhos-SP, which granted me my first presence in a National Championship. After Nationals I stopped playing. It was difficult to maintain tier 1 decks due the high cost. Back in 2009, I playied my second Nationals but not so seriously, College and several otheractivities prevented me from dedicating more for the game.carlos-2

Deck Choice

Sicarlos-3nce Seismitoad’s variants started to stand out I’ve been resistant to use them, always looking for strategies that could easily handle the big frog. Two weeks before our Nationals I watched a match in witch Jason Klaczynski was using a variant of Seismitoad at Wisconsin Regionals and I was thrilled with the possibilities Absol brought to the deck. Dragalge was also interesting because it brought the possibility of lock Keldeo being a headache for Metal and M Manectric decks, witch is a hard deck to defeat when the opponent has two Megas in the field with Rough Seas. After a few days of training with several decks a decided to go with Jason’s list but was not happy with the Dragalge being a inconsistent 1-1 line, so I decided to remove them. For it’s spots I put 1 Startling Megaphone and 1 Cassius.

List:

4 Seismitoad Ex

4 Shaymin Ex ROS

1 Absol ROS

4 Juniper

2 AZ

2 Lysandre

1 Cassius

1 N

1 Xerosic

1 Team Flare Grunt

1 Lysandre’s Trump Card

4 Crushing Hammer

4 VS Seeker

4 Ultra Ball

4 Super Scoop Up

4 Hypnotoxic Laser

3 Virbank City Gym

3 Trainer’s Mail

3 Muscle Band

2 Head Ringer

1 Enhanced Hammer

1 Startling Megaphone

1 Computer Search

4 DCE

Round 1

Vitor Piazzarolo – Donpham/Primal Groudon
First match I was able to Quaking Punch Turn 1, used Super Scoop Up and Cassius to back damaged Seismitoads, used Absol’s ability to KO Hawluchas and clean up energies in his field. Victor managed to build one Donphan with some energy, KOed 1 Seismitoad-Ex and managed to bring down Absol as well. Until the fourth round I think those were the only prizes my opponents were able to pull.
2×0

1-0-0

Round 2

Weverton de Almeida – Flareon
I have a terrible memory, sorry Weverton I don’t really remember those matches. The only memory Imegaphone have is that I got to lock him very fast and used Trump card T3 or T4 both matchs.
2×0

2-0-0

Round 3

Sid Guimarães – Flareon
As in the previous match I used Quaking Punch early in the game and Startling Megaphone removed the Silver Bangles and Muscle Bands from Sid’s field. Without the tools he couldn’t knock out my Seismitoads easily even with Leafeon.
2×0

3-0-0

Round 4

Marcio Meta – Charizard Ex/Keldeo Ex/Laser
First match my deck was flowing pretty smoothly leaving Charizard no opportunities to shine. In the second match my deck was in a bad mood and remained so until the last Combustion Blast ending the match. Last match my deck got back from it’s hiatus. i was able to Head Ringer my opponent’s Exs and remove his energies, causing big damages with Quacking Punch + Muscle and Laserbank.
2×1

4-0-0

Round 5

Wallysson Lima (SonSon) – LandBats
Second time I faced Sonson this season, very nice person. Not much to talk about this match, unfortunately is the second time I face the Sonson in a bad match for his deck. I hope we meet again soon in a mirror match or, at least, in a match that is not as bad for him.
2×0

5-0-0

Round 6

Dyego Rathje – LandBats/Primal Groudon

carlos-6Another LandBats , another nice player. At this time I thought to myself: “I’m using my deck to the edge though I have been lucky for playing only “Good Matches “. I knew Dyego was running a 1-1 Primal Groudon-Ex line and if I was not careful enough it could cost me the match.

The first match I started and the Dyego opened with Landorus-Ex, good to me. He put down a Groudon-Ex in his turn 1 and then I immediately played Lysandre on my following turn. The game was almost resolved right there. The second match ran the same path. Absol helped me putting more damage in Groudon-Ex and I took this round relatively easy.
2×0

6-0-0

Round 7

Alex Silva – Sapo/Shaymin
Alex Silva, in my opinion, is the best Brazilian player today. He was responsible for giving me the best game this season in a Donphan mirror match on the TOP 4 of Comics Games’ Regionals. Alex decided to start and I could see my changes in the deck reach their maximum potential. He started, attached 2 Muscle Bands and passed. I was able to Megaphone him and throw some Head Ringers on his field. That move put me in very good position in the game and I was able to take it. Game 2, I could not pull a Double Colorless and that put me in trouble. Alex took the game. I managed to Xerosic and Team Flare Grunt him but when I started Quacking Punches flow it was too late. Game 3 Alex got a little surprised when I told him to start. I do not remember very well the start of the match but it was hard. The time is over and I got to win in the last round.
2×1

7-0-0

Round 8

Renato Franca – VirGen

tumblr_inline_mwe7t7AdUt1ro7fi8

My deck played at 110% and also got help from my coin. What can I say? Another excellent player from Minas Gerais (SonSon, round 5 and Dyego, round 6 are also from Minas) and very nice person, very funny, even in bad times.
2×0

8-0-0

Round 9

Douglas Borges (Snake) – Lutador (Landorus EX/ Lucario Ex/ Hawlucha/ Primal Groudon)
I decided not to play this round. I was already in Top 8 and no one could take my first place away.
8-1-0

TOP 8

Vinicius Lopes (Vini) – Manectric/Mewtwo/Garbodor

In Top cut there were 3 players I had already won. Dyego, Renato and Sid. It was clearly winnable.
I gathered my team (Cesar, Rafael and my beloved girlfriend Yasmin) and ran home. We had to rest and build Vini’s deck so I could test a little against it to get to know better what to do in this matchup.

coin-carlosMy sixth national championship and first TOP, with a plus for being first in Swiss. Deck check began, the judge responsible for checking my deck was Paulo ( Head Judge ). As my coin seamed to be witched he ran a coin check!!! LOL, I’ve never seen this before but everything proved to be ok.

I kept him out of energies for a long time and KOed one Manectric, one Shaymin and kept my frogs safe thanks to some Super Scoop Ups and heads on my coins. Altough, Vini is a great player, his deck was consistent and basic at the same time. At one point he got to build his second Mega Manectric and was able to win the match.

Second match, Vini begins again with Shaymin I can knock out it on my second round of attack, even managing to take advantage of the damage with Absol. The Rough Seas of Vini slow to appear and the game was getting complicated, but like the first, he was recovering slowly. I believe that if the match had continued Vini would have a good chance of victory, but time ran out and the match was validated in my favor with 2 to 4 prizes. Sudden death, Vini, said, “Please, not start with Shaymin-Ex!”, So I said, “Okay, Vini. You’ll start with Trubbish … “Setup done, I won the coin and he said,” damn mouth, Magicarlos! “. He opened Trubbish! Laserbank, Trubbish slept! I won and I shouted victorious!!! Most difficult and unfavorable match so far for me and I managed to win.

2×1

9-1-0

TOP 4

Dyego Rathje – LandBats/Primal Groudon

Again Dyego and I. I was the only one to beat him in the championship until there was a victory of 2 to 0. I believe that the greatest pressure was on his side, but I was not at all calm. He had just won Artur in Top, after a draw in the Swiss, another Frog deck. What I was remembering to try to reassure me was that Arthur did not use Absol.

Dyego gave me a N and the game ended there. I caught the next round he put a Silent Lab and guess my draw? Shaymin Ex, the game continued until the Dyego get 6 prizes. Second match, I got a good start by removing energys and giving Quacking Punch in the first attack round. I had to discard some resources at the beginning of the game one being the second Virbank, leaving me with only one on the deck. When I was for 3 prizes, Dyego attached the second energy in Groudon-EX, broke my Virbank with his second Silent Lab and evolved into the Primal Groudon. I didn’t draw a Virbank in my turn. The Primal Groudon appeared, Dyego called the third power and did not go down any more Pokémon he knew from the next turn the countdown to start your favor and I had not much place to run because he needed three rounds to kill three Pokémon EX and I could only cause a maximum of 150 damage.

I saw a hope on the horizon. I had a double and Muscle in hand, could strike Shaymin in my last round of life and climb the Absol. I saw it was the only hope but I preferred to hold the colorless double on hand. The Dyego gave N, my draw?! Team Flare Grunt and Computer Search. Game over! Championship end for me, but thanks to Dyego, I have the “excuse” that just lost to the champion hahaha !! Congratulations Dyego, as I said in the tournament, you deserved. He played a lot and managed the Primal Groudon like a glove in Landbats deck. I’m hoping that even if you stay out of the Top 8 in Latin America, can find a way to go to the Worlds!

0x2

9-2-0

carlos-10

Thanks to all TCMG team for opening this space to me, you are great!
Thank my opponents for all the great matches in the tournament and thanks to my friends who helped me the season ,
with training , lending cards or supporting.
I hope to review all of you next National championship!
See you!
Carlos Alberto de Barros, Magicarlos!!

 

 

 

 

Jogador de Pokémon TCG desde 2011, apresentador do Meta! Podcast e Professor Pokémon.