Report Pokéween – O ‘VirGen’ Campeão!

postado em: Campeonatos | 0
Emerald Slash
Bom pessoal, meu nome é Renato Christian, e jogo Pokémon TCG em BH há pouco mais de um ano e meio, com esse ano de dedicação maior ao jogo.
Escolhi jogar de Virizion Genesect justamente porque os Pyroar sumiram um pouco de BH, e como acreditei que iriam apenas dois Pyroar ao campeonato, fui firme sem tech no deck para eles, visto que não consegui me adaptar a jogabilidade do deck com o Beartic FUF.Outro motivo foi que eu já estou com o deck há um certo tempo, e já me acostumei com ele. É um deck bem simples de jogar na minha opinião, pois é bem rápido e mecânico. E extremamente consistente.

Segue a lista que usei no campeonato.


Virizion/Genesect

Pokémon (9)

4x Virizion EX
3x Genesect EX
1x Jirachi EX
1x Mr. Mime

Treinadores (20)

3x Ultra Ball
2x Muscle Band
2x Switch
1x Escape Rope
2x Energy Switch
1x G Booster (ACE SPEC)
2x Startling Megaphone
1x Professor Letter
4x Hypnotoxic Laser
2x Virbank City Gym

Supporter (17)

4x Juniper
4x N
3x Shadow Triad
3x Skyla
2x Colress
1x Cassius

Energias (14)

10x Grass Energy
4x Plasma Energy
Exército de Genesect pronto!

Ouvi muitas críticas no início por causa das 3 Triad, pessoalmente gosto muito delas, visto que eu sempre descarto uma, e não preciso segurar ela até o fim apenas para pegar G Booster, dando liberdade para que eu possa usar com outros itens como Hypnotoxic, Plasma Energy ou até mesmo um Genesect ex (isso aconteceu). Agora vamos as partidas.



1 Round: Júnio Alves (Landorus Ex/Lucario Ex)

O Júnio é um amigo que retornou recentemente ao Pokémon, e não tinha muito treino com a lista, eu ajudei a montar a lista dele e de cara o deck do cara não rodou. Na primeira partida eu abri de Mr. Mime, e ele de Hawlucha, consegui puxar Virizion e Genesect para o banco e dei laser sem Virbank, ele puxou meu Genesect e bateu 100 com o Hawlucha enquanto eu energizava o Virizion, porém ele não desceu mais pokémons. No turno seguinte coloquei mais uma energia no Virizion e deixei o Genesect para morrer. Nesse momento ele tinha duas cartas na mão e o draw dele não ajudou, pois ele não puxou nenhum supporter, assim, ele matou o Genesect e eu voltei batendo de Virizion e ganhando a primeira. A segunda não me lembro muito bem como foi, porém demorou mais para acontecer. Só me lembro de finalizar um Landorus Ex com G Booster e fim de jogo.

1-0-0

2 Round: Gustavo Barcelos (Plasma Eeveelutions)

Uma partida que me deu muito trabalho, visto que tive que ficar matando muitos Jolteons e Leafeons. Nessa partida me lembro bem de ter montado dois Genesects completos um terceiro com uma energia e um Virizion na frente com duas, tomei Lysandre e apanhei 180 de Leafeon. Na segunda partida em que ele startou, ele começou muito bem, apenas no T1 montando 4 Deoxys, um Jolteon Plasma com as duas energias e um Eevee no banco, (houve um missplay terrível da minha parte já no fim da partida, tirando uma energia de um gene e movendo pra outro, para usar ‘Emerald Slash’ no outro turno pra 1 energia, nessa mão, eu dei draw na energia, acabei desmontando meu jogo todo confiando no deck) Fomos para a terceira partida sabendo que faltavam menos de 10 minutos. Quando faltavam 3 prizes para eu pegar, foram anunciados os 3 turnos, no turno 1 que era meu, usei juniper e faltou um laser na mão para vencer. Ficou no empate.

OBS: Você pode conferir a decklist que surpreendeu em BH aqui.

1-0-1

3 Round: Talisson Pimenta (SpeedLugia/Espeon)

O Talisson veio com um deck usando uma carta que eu nunca tinha jogado contra que era o Espeon Plasma. Então no início tentei ser mais agressivo, porém o deck não conseguiu fluir de nenhuma forma no primeiro turno, além disso ele ainda conseguiu montar uma Lugia, e em dois ataques, levou dois Virizion acabando a primeira partida. Na 2º partida meu jogo começou melhor, consegui montar dois Genesect no banco e matar as Lugia dele assim que ele pegou o 5º prize, dei N e ele não conseguiu mais montar nada. No 3º jogo, consegui iniciar bem rápido também, porém nessa ele não chegou a montar nada mesmo, acabando o jogo para ele.

2-0-1

4 Round: Júnio Gonçalves (Seismitoad Ex/Yveltal Ex/Garbodor)

O Júnio é um grande jogador de BH e eu sabia que não seria nada fácil para mim. Porém contra mim normalmente ele zica um pouco, além de as Laser fazerem grande diferença contra o deck dele. Nas duas partidas ele desceu Spiritomb logo no início, me impedindo de montar o G Booster, tentei administrar as duas partidas me aproveitando disso, sabendo que agora não tomaria laser e ele teria algumas cartas mortas contra mim. Então para tentar me matar mais rápido, ele começou a montar Yveltal EX com muitas energias, porém, red signal + laser me levaram a vitória nas duas partidas. A segunda pegando 3 prizes no fim, matando um Trubbish no banco e acho que um Darkrai EX na frente.

3-0-1

Nesse momento eu estava 3-0-1 e estava garantido no top. Apesar de meu opponent match ser baixo, já que dois jogadores que enfrentei desistiram ao longo do campeonato.

5 Round: Wallysson Lima ‘SonSon’  (Big Basics/Garbodor)

Contra o Sonson eu já tinha uma pequena neura, enfrentava ele nos treinos e ia super bem, mas em campeonatos eu me dava muito mal. (Excelente jogador que respeito muito). O deck zicava, cartas não apareciam, enfim.
Nessa partida as coisas não mudaram muito, a primeira partida ele montou rapidamente dois Garbodor para me bater no banco com Landorus EX, anulando meu Mr. Mime, não consegui reagir nessa após ele pegar 4 prizes matando um Virizion EX e meu Jirachi Ex no banco.
No T2, foi a mesma história, dois Garbodor, e Landorus acumulando dano, e ele não dormia em nenhum laser e toda mão ele teve uma boa resposta para toda e qualquer jogada minha. Assim sofri minha primeira derrota no campeonato.

3-1-1

Porém não era mais importante, pois agora eu já me garantia no top com 10 pts.
Durante o tempo entre o suíço e top, fui procurar contra quem eu iria jogar e já sabia, que seria um dos matchs mais difíceis que eu teria, como eu sabia muito da lista dele, já que eu dei uma mãozinha pra ele e ele também ajudou bastante antes. Nossas listas eram praticamente iguais, se não me engano com 3 ou 4 cartas de diferença apenas. Como eu disse pra ele: que vença o melhor ‘VirGen’.

G BOOSTER!!
TOP 8: Thales Dias (Virizion Ex/Genesect Ex)

Sem dúvida a partida com mais emoção do campeonato. Embora eu não estivesse muito preparado para ela, ele também não estava, visto que nenhum de nós conseguiu treinar muito o mirror match. Porém o deck dele tinha vantagem contra o meu na Colress Machine que eu não possuía, fazendo com que ele conseguisse acelerar muito mais que eu.
Me lembro de brincar com ele na hora de lançar a moeda que quem ganhasse na moeda, passaria pelo TOP. Ele pediu cara, e eu ganhei. Então pensei: minha maior vantagem começa aqui.
No T1 foi a partida perfeita de Virizion Genesect, e eu nunca tinha conseguido ainda.
T1 startei com Virizion na frente e Genesect no banco. Desci energia no Virizion e desci muscle, passei. O Thales fez o mesmo e passou, porém ele usou uma Colress Machine no Genesect, e já adiantou uma energia ali. No meu outro turno desci energia, ‘Emerald Slash’ e carreguei o Genesect e ai veio a melhor coisa que aconteceu. N do Thales, e no meu draw vieram Skyla, Energy Switch, Shadow Triad, Switch, Plasma Energy e G booster. Switch no genesect pra frente, energy switch pro genesect, desci a plasma energy e puxei o genesect dele montado. Usei skyla pra outro energy switch, desci G Booster e KO, meus prizes foram outra plasma e shadow triad. Ele usou juniper, montou outro genesect e passou, batendo 70 no meu genesect dessa vez, desci outra plasma, puxei outro genesect, energy switch da energia restante do virizion e segundo G booster. Meus outros dois prizes foram mais irrelevantes. Quando passou para o turno dele ele usou Juniper de novo e montou um virizion, nesse momento desci outra energia e dei o terceiro G Booster no 5º turno para vencer a primeira.
A segunda partida foi bem mais difícil com vitória dele que começou, e a terceira eu não perdi apenas porque ele contou com um colress machine pra uma plasma e acertar um G booster que ia acabar com meu jogo, porém ele tinha 4 prizes e duas plasmas. Nessa hora ele começou a ficar desestabilizado e o jogo ficou morno, com os dois sem muito o que fazer. Eu atacava de virizion de 70 em 70 e ele ia recuando um a um pra tentar ter tempo de bater mas não conseguiu. Passei ao TOP 4. Obrigado Gordin, sem dúvida a partida mais emocionante do campeonato.

4-1-1

TOP 4: Wallysson Lima ‘SonSon’  (Big Basics/Garbodor)

Justo o cara que eu tinha perdido antes do TOP, já entrei um pouco cismado, porém a partida foi bem diferente, ele teve mais dificuldades nessa partida para montar seu jogo, enquanto o meu fluiu bem, mesmo após perder um genesect rápido. A segunda eu apenas me lembro que ganhei por ter acertado uma laser em um mewtwo deixando ele dormindo e com 130 de dano, e ele não conseguiu acordar e não tinha mais itens para recuar. ps: eu joguei muito nervoso nessa partida, sem dúvida foi a mais difícil que joguei. Ai acabo não lembrando de muita coisa.
Minha primeira final, estava bem feliz, e rindo porque era justo contra o Dyego, que disse no início do campeonato que a gnt sempre joga e acabamos jogando mesmo, justamente na final.

5-1-1

Top 2: Dyego de Castro (Yveltal Ex/Seismitoad Ex/Garbodor)

Modéstia a parte, a final foi tranquila, o deck do Dyego zicou nas duas partidas, e o meu rodou normalmente nas duas. Mesmo com ele iniciando a partida, consegui matar um yveltal baby no início de virizion + muscle e ele morreu no poison na volta, me deixando bater os 70 num darkrai. Na segunda partida eu acertei um N na hora certa que acabou com a melhor mão que ele tinha até ali, resultando na minha vitória contra ele e vencendo o campeonato.

Valeu Dyego!
OBS: Você também pode conferir o report do Dyego nesse link aqui.

6-1-1

Agradecimentos:

Quero agradecer ao meu time: Thales Andrade e Vitor Pizza, que me ajudaram a treinar durante a semana aguentando minha encheção de saco na hora do almoço. E valeu muito a mudança que fiz na ultima partida que joguei na sexta feira dois dias antes do campeonato. Colocar Cassius e Jirachi EX no deck, foram escolhas bem interessantes, e fizeram diferenças em algumas partidas.
Obrigado também ao Sonson por tudo que ele começou a organizar aqui em Minas, sem ele, certamente campeonatos nesse nível de dificuldade não estariam acontecendo aqui.

Me despeço por aqui, foi meio longo esse report. Mas Obrigado a todos e espero que não demore até que eu tenha que escrever um novo report de campeão.

Playmat do campeão Pokéween

Somos um blog feito pelos jogadores de Pokémon TCG de Belo Horizonte, em que sentimos vontade de compartilhar suas opiniões sobre o jogo, desejamos que mais pessoas venham para este mundo de diversão e alegria.