Report Pré Regional – Enfim, Campeão!

postado em: Campeonatos | 1
Lucario Ex

Fala galera, Meu nome é Dyego e faço parte do Team Y, estou aqui novamente para fazer outro report pra vocês. O report da vez é do campeonato Pré-Regional que ocorreu nesse ultimo domingo (02/11/14), onde eu tive o privilegio de ser campeão, enfim, chega de enrolação e vamos pro report.  

Primeiramente vamos à escolha do deck, o campeonato começou ás 13 horas aqui em Belo Horizonte, até 12:27 eu iria de Yveltal Ex/Seismitoad Ex/Garbodor, deck que eu fui vice campeão do Pokeween. Quando cheguei ao local comecei a conversar com meu time, e um de nossos parceiros de time não iria jogar aquele dia, o deck dele era Monofight/Machamp. Olhando pro baralho desse nosso amigo e conversando com o Pedro Sales (irmão e parceiro de time), eu disse: “estou com vontade de mudar”,  então eu e ele ali naquele momento montamos o meu Big Basics/Garbodor. Valeu irmão, sem você dando uma força nessa lista, não sei se eu teria me saído tão bem.

Obs: Quando eu estava escrevendo minha lista lá na hora, comentei com outro amigo, Júnio Gonçalves, eu disse que jogaria com um deck que montei em 25 minutos, ele como sempre me deu apoio e me disse uma coisa que marcou pro resto do campeonato: “você joga muito, vai dar certo”.
Vamos às partidas!

Round 1: Thales Andrade (Yveltal Ex/Seismitoad Ex/Garbodor)

Contra o Thales, como eu disse no meu ultimo report, são sempre jogos bem legais e bem disputados.
Como de costume eu perdi na moeda. A primeira partida foi bem disputada, meu deck não rodou como eu queria, e a resistência do Yveltal deu muita vantagem para ele, além disso, meus Landorus foram destruídos facilmente pelo seu Seismitoad e Laserbank.
No segundo jogo a historia já foi bem diferente, meu Hawlucha simplesmente aniquilou um Yveltal ex logo no começo graças aos lasers, ele foi obrigado a dar um Colress pra 4 cartas, meu deck foi simplesmente absoluto o tempo inteiro, não deixou ele sequer se mover, finalizei a partida com meu Lucario Ex.
O ultimo jogo foi muito apertado para ambos os lados, eu comecei muito bem e ele também, só que a fraqueza do Landorus Ex para o Sapo deu uma boa vantagem para ele, mas ainda consegui me recuperar um pouco no jogo graças ao Hawluchinha. Ao final do jogo ele tinha um Yveltal cm 110 de dano  e na minha frente um Garbodor, foi então quando usei a Korrina para pegar a Hawlucha e uma Muscle Band pra finalizar o game, mas infelizmente o pokémon estava no prêmio e eu não tive muito mais o que fazer a não ser buscar um pokemon qualquer e passar a vez. Então ele finalizou com um hypnotoxic e fui derrotado. 
Começar o campeonato 0-1 já é bem decepcionante, às vezes eu entendo porque eu torço pro Atlético-Mg, se não tiver emoção não é Galo. Hahahaha

0-1-0

Round 2: Júnio Gonçalves (Yveltal Ex c/ Hard Charm)

Hawluchinha!!
Pra completar o drama, na segunda eu fui jogar logo contra o Júnio, na hora já imaginei que iria embora do campeonato mais cedo.
Primeira partida foi simplesmente ridícula, como de costume eu perdi na moeda. O jogo muito feio e perdemos 6 turnos de energia entre eu e ele, meu deck simplesmente não rodou e ele no final do jogo ainda tinha mais recursos e conseguiu ganhar o primeiro jogo.
No segundo jogo foi menos ridículo para mim, para ele ainda foi meio feio, meu Hawlucha simplesmente ganhou o jogo no inicio, ele ainda tentou algumas reações  mas meu deck cortou qualquer esperança dele, salve hawlucha e eu empatei o jogo.
No terceiro jogo foi até bem disputado, mas ele acertou alguns Scoop Up e tirou vantagem, mas o jogo ficou bem travado e eu consegui segurar a pressão que ele impôs no jogo. Os tempo da rodada acabou e os 3 turnos foram chamados. Nesse momento, apenas ele ainda tinha chance de ganhar, mas isso acabou não ocorrendo (ufa). Empate.
A essa altura do campeonato eu não tinha mais muita esperança, teria que ganhar os próximos 3 jogos pra ir para o top 8. Já estava aceitando a derrota, quando o Pedro, sim aquele mesmo Pedro chegou pra mim e disse: ‘Vamo lá irmão, confio muito em você, ganha tudo ai pra gente‘. Então começou a recuperação.

0-1-1

Round 2: Helbert  Nunes (Pyroar)

Primeira partida contra o Helbert como de costume começou como todas as outras, perdi na moeda e ele começou, felizmente meu deck parecia outro, logo no T1 meu Landorus já matou um Litleo, eu montei Garbodor logo no t2 e o jogo foi simplesmente, k.o e ele passando a vez. Vitóriaa 😀
No segundo jogo ele iniciou de Charizard e um Litleo no banco, eu comecei de Lucario mas sem energia, esse jogo também não tive muita dificuldade, ele desceu outro leãozinho no t2, dei Lysandre e matei, ele desceu mais 1 no t3, dei Lysandre e matei, ele desceu o quarto Litleo no t4, dei Dowsing Machine pra Lysandre e matei o ultimo, o Pyroar que ele montou com o primeiro Litleo que desceu, eu matei de laserbank, depois foi só buscar o Charizard dele e finalizar de Seismitoad.

Ainda tinha que ganhar todos os jogos, mas eu senti que meu deck entrou em sincronia comigo e resolveu rodar.

1-1-1

4 Round: Thales Rodrigues (Eevolutions/Deoxys)

Contra o Thales Rodrigues a partida iniciou como sempre, ele ganhou na moeda.
A primeira partida ele iniciou bem mas também comecei, mas ele tomou logo um “Quaking Punch” logo no t1 e já perdeu um Eevee, ele subiu seu Zapdos Ex e passou a vez, então eu puxei um Deoxys dele e consegui travar ele na frente com Laserbank. Ele ainda conseguiu montar um Leafeon e dar um hitkill no meu Seismitoad ex, mas eu já tinha um Landorus Ex totalmente energizado, então foi só administrar a vitória
No segundo jogo ele escolheu que eu começasse, eu abri de Landorus e tomei um Vaporeon batendo 200 logo no t1, me desestabilizou um pouco, mas eu consegui subir um Lucario com Hypnotoxic e recuperar um jogo, enquanto ele não montava nada, eu montei um Landorus e finalizei o jogo de “Land’s Judgment”.
Nesse momento do campeonato eu já estava mais confiante, e eu estava a uma vitória do top 8, iria ser uma recuperação muito linda.

2-1-1

5 Round: Alex Oliveira (Seismitoad Ex/Pyroar/Jynx/Mewtwo Ex/Dedenne)

O Alex é um bom jogador, mas não tive muita dificuldade, foi o match mais fácil do campeonato para mim.
No primeiro jogo eu já iniciei de Trubbish e Landorus ex, ele não conseguiu montar nada, logo no t2 já tinha Garbodor e o Landorus levou o jogo tranquilamente e depois terminei de Mewtwo ex, jogo tranquilo.
No segundo jogo foi um pouco mais complicado, ele até iniciou bem me dando um certo trabalho com o laserbank dele, mas acho que por causa dessa mistura de cartas que ele fez no deck, ele perdeu muito na consistência. Ele ate montou um Seismitoad mas eu finalizei de Mewtwo ex novamente.  Jogo novamente tranquilo, e meu deck foi absoluto nas duas partidas.

3-1-1

Partiu top 8, essa recuperação foi estilo Ho-Oh,  acertei cara na moeda e voltei pro campeonato com 3 vitórias 😛 

O top 8 ficou dessa forma


Top 8: Gustavo Rodrigues (Mewtwo Ex/Virizion Ex/Raichu)

O Rodrigues e um dos melhores players que eu conheço como já tinha dito no meu último report, e esse jogo não foi diferente, jogo tenso desde a pré-partida até o final.
Primeira partida foi bem iniciada por mim e por ele, mas por um azar dele, ele deu um N e se zicou, eu consegui montar meu Landorus e ir batendo, quando ele começou a montar o Seismitoad, eu busquei ele e ataque com ‘Land’s Judgment‘ e foi OHKO nele, ele ficou mais 2 turnos sem suporte  e concedeu.
Na segunda partida ele novamente iniciou bem de Virizion e eu não consegui montar nada, fiquei 3 turnos sem energizar energia e ele batendo de Virizion e carregando seus pokemons, deu um laserbank e k.o no meu Landorus, eu não tinha muito o que resistir mais, concedi e partimos pro  jogo decisivo.
O terceiro jogo contra ele foi simplesmente excepcional, jogo disputado do inicio ao fim, ele quebrou minhas pernas buscando um Mewtwo no banco com 1 energia e matando, eu dei  OHKO no mesmo Mewtwo de Hawlucha e laserbank. Chegando ao ponto que eu e ele só tínhamos 1 prize cada. Na ultima jogada ele não conseguiu matar nada e no meu turno com um Lysandre busquei o Virizion dele e ganhei a partida. GG Hawlucha monstro.
Parabéns ao top Rodrigues, jogou muito e valeu pela grande disputa.

4-1-1

Top 4: Pablo Bernardino (Yveltal Ex/Seismitoad Ex/Garbodor)

O Pablo tinha acabado de ganhar do Pedro no top 8, então, eu tinha que vingar meu irmão! hahahaha
Na primeira partida contra o Pablo, ele começou e não fez muito, baixou uma energia no seu Darkrai e passou, tomou um ‘Quaking Punch‘ na cara, deu Colress pra 4 e depois não fez mais nada. Vitória bem fácil.
No segundo jogo já foi mais complicado, ele iniciou bem já energizando seu Yveltal, e eu somente com um Lucario, ele continuo energizando e deu um N que me atrapalhou totalmente, minha mão veio zicada mas ainda consegui me segurar, em um laserbank que ele tomou e dormiu, meu Landorus foi comendo os 2 Yveltals dele, ai quanto matei  o primeiro, ele subiu o outro e matou meu Landorus, subi Lucario com 2 strong e uma basic fight, k.o e partiu final  hahaha
Depois dessa vitória, fui para minha terceira final seguida aqui em BH.

5-1-1

Final: Thales Dias (Gordinho) (Pyroar)

Chaveamento do top até o grande campeão!
O gordinho é do meu time e foi um dos que me ajudou a montar o deck faltando meia hora pro início campeonato, ele joga muito e sempre são grandes jogos, enfim chega de enrolação e vamos aos jogos…  #Final #TeamY
Primeira partida como de costume eu perdi na moeda.
Ele escolheu começar e iniciou de Mewtwo, Litleo e Spiritomb. Enquanto eu iniciei somente de Lucario, ele desceu uma energia no Litleo e passou a vez. No meu turno eu descartei quase minha mão toda e usei Bicycle, que veio Landorus, Switch, Lysandre e outra Bicycle, com a segunda Bicycle eu já puxei o Litleo dele e k.o no T1, o jogo ainda foi bem complicado por causa do Catcher, mas meu Landorus reinou e não deixei ele montar nenhum Pyroar! GG, Landorão da massa hahaha
Na segunda partida o deck do Gordinho já rodou bem melhor e ele conseguiu montar bem os Pyroar, acertou todos os Roller Skates! Quando eu consegui montar um Garbodor e lockei ele de sapo, ele top deckou Lysandre e puxo o Garbodor e mandou ele pro descarta, eu só tinha mais 2 lasers no deck, não tinha mais como pegar 4 prizes.
A terceira partida foi simplesmente absurda de tão mítica.
A partida começou bem disputada logo no t1 tomei 120 no meu Lucario que ele buscou do banco, no meu t2 já dei a Ultra Ball pra pegar o primeiro Trubbish pra tentar montar o Garbodor, ai com o que me deparo? 2 Trubbish,1 Garbodor e 1 Lysandre nos prêmios. Nesse momento que eu pensei: ‘É de cair o cu da bunda‘ – Ribeiro, Renato. Na hora que eu vi aquilo e contei meu deck umas 2 vezes, lembrei da ultima final e vi que o deck gosta realmente de me trollar nas finais, muita gente que viu quando eu dei a ultra ball e não tinha Trubbish, começou a dizer que o Gordinho já era campeão. O Thales ainda tinha um Mewtwo ex e um Spiritomb, logo que matei o Mewtwo ex e peguei 2 prizes, nenhum deles era uma das 4 cartas citadas, eu simplesmente tive que me virar com meus lasers e meu único Lysandre, quando eu ia dar uma Dowsing pra matar o primeiro Pyroar que ele montou com o laserbank, lembrei do Spiritomb e não pude usar minha Dowsing, naquele momento eu pensei: ‘Aqui é galoucura, não cheguei tão longe pra perder ou desistir não‘. Daquele momento em diante eu simplesmente joguei de um jeito que a galera não estava acreditando, usando cada laser consciente, e quando eu finalmente peguei 1 Trubbish no prêmio, eu não tinha espaço mais no banco, pois eu precisei descer um Seismitoad Ex para travar ele o máximo possível, logo depois foi uma Juniper pra pegar o ultimo laser do deck. Ele ainda desceu mais 1 Litleo que eu consegui buscar com os 30 no banco do Landorus. No final do jogo usei uma Dowsing Machine nele como um último suspiro pra buscar laser (nesse ponto da partida já tinha usado todos os 4 laser do deck) e enquanto isso eu atacava de Landorus batendo 30 no Mewtwo que estava no banco. Ele ficou sem energias, não conseguia me bater e ai foi só continuar com os 30 de dano no Mewtwo Ex do banco, eu só tinha mais um prize.
Gordinho, muito obrigado pela final, foi a partida mais emocionante do campeonato com certeza, joga muito meu Garoto! Team Y Reinando em BH.

OBS: Essa partida emocionante foi gravada e vamos trazer ela pra vocês, fiquem ligados!

6-1-1

Standing final do Pré Regional


Conclusão

Foi um excelente campeonato, muito bem organizado e a galera de um nível bem alto. Esse campeonato me marcou muito porque eu simplesmente fiz os 2 primeiros jogos péssimos e consegui uma reação linda.
Obs: Minha única derrota foi pro Thales Andrade,  no final do campeonato ele ficou 1-4-0, Pokémon injusto rs

Agradecimentos

Obrigado meu time lindo, Team Y (Pedro, João, Wagner e Gordinho), sem vocês com toda certeza eu não jogaria metade do que jogo hoje, s2 para vocês.
Agradeço também ao Júnio Gonçalves, mano valeu muito pela força.
Pedro meu irmão, parceiro de time e meu freguês, valeu por tudo irmão, tamo junto, Team Y sempre.

Vlws flws negada, espero que nos regionais eu chegue bem longe, para fazer mais um report para vocês, Rio de Janeiro prepara que eu estou chegando. 😉 

Partiu Regional Team Y!!
Dyego Castro


Somos um blog feito pelos jogadores de Pokémon TCG de Belo Horizonte, em que sentimos vontade de compartilhar suas opiniões sobre o jogo, desejamos que mais pessoas venham para este mundo de diversão e alegria.