Report Regional de Goiânia – Golpe de Sorte?

postado em: Campeonatos | 3
Mega Cachorro Louco Ex

E ai pessoal! Para quem não me conhece, meu nome é Thales Andrade, sou de Belo Horizonte- MG.

Conheci o Pokémon TCG em 2005 quando eu tinha 9 anos, mas conforme o tempo foi passando e nunca jogava com outra pessoa além de um amigo, resolvi encostar as minhas poucas cartas, quando foi metade do ano de 2011 conheci algumas pessoas que jogavam e sempre se encontravam no final de semana e já me motivaram a querer jogar, lembro até hoje que foi o ano que resolvi entrar no modo competitivo e fiz o deck de Reshiboar com Ninetales. Como nunca tinha dinheiro, era meio ruim essa de viajar para outra cidade (Muito menos outro estado) nunca fiz essa questão de participar de algum campeonato fora de Belo Horizonte então, mas esse semestre tomei a decisão de participar dos regionais de Brasília (06-12) e de Goiânia (07-12)  desse ano de 2014, junto comigo estavam 5 amigos que acompanharam durante essa viagem e nesses dois regionais.

A escolha do deck para a nova temporada e os regionais:

Sempre gostei do Emboar (Inferno Fandango) e suas variáveis com Rayquaza EX por exemplo, mas logo que passou o mundial desse ano de 2014 vi que não seria bom usá-lo e nem foi só por causa da Tropical Beach ou do Rayquaza EX terem caído, então resolvi seguir a modinha e mudar para o deck de Yveltal EX.
Fiquei um bom tempo mexendo com listas e pegando a maldade com o deck, desde meados do mês de agosto fiquei testando Yveltal/Garbodor, uma lista que inventei de Roller Skate e Bicycle que deixei como Speed Yveltal/Beartic, sempre tentando trabalhar com alguma tech para o Pyroar ou qualquer coisa que poderia me ajudar contra o meta. A que eu mais tinha gostado e vi que poderia ir bem no formato BC-FUF era a de Yveltal/Seismitoad/Garbodor, mas depois que saíram as datas dos regionais, vi a notícia de que em Brasília e Goiânia seria  o formato BC-PHF, um formato em que a maioria dos jogadores poderiam apenas imaginar como ficaria (ao meu ver) e logo depois que chegou a coleção, eu por exemplo tive pouco tempo para testar as novas cartas. Como o deck de Yveltal EX é muito usado e eu não gostaria de ter um “game loss” para Pyroar sem ao menos tentar jogar contra. Foi então que decidi usar o Mega Manectric EX da PHF com o Yveltal EX.
Sendo um atacante a mais que poderia me ajudar muito contra mirror, Virgen e inclusive o Rei Leão. Mesmo o Manectric EX e o Mega Manectric EX terem fraqueza ao Donphan que foi um pokémon que prometeu estar presente nesses regionais, na minha lista então decidi usar três baby yveltal e dois Seismitoad EX, tudo para poder dar uma resposta aos elefantes.
Pokémon (15)

3x Baby Yveltal
1x Spiritomb
1x Darkrai EX

Esse foi o deck que usei em Gym

3x Yveltal EX
2x M Manectric EX

2x Manectric EX
2x Seismitoad EX
1x Jirachi EX

Treinadores (31)

2x Skyla
2x Colress
3x Lysandre
4x Professor Juniper
4x N
3x Ultra ball
1x Computer Serch
1x Professor’s Letter
2x Switch
2x Energy Switch
2x Manectric Spirit link 
2x Vs Seeker
3x Muscle band

Energias (14)

3x Raio
7x Dark
4x DCE

Esse Regional teve em cerca de 45 jogadores na categoria master, foram 6 rodadas e eu já não estava com aquela confiança toda e principalmente bem nervoso. Meus amigos, alguns dos meus adversários, jogadores que conheci lá e até o próprio juiz viram como eu estava bem nervoso. Uma coisa que me aconselharam muito (todos eles) foi que é muito importante essa parte de ficar calmo e que é uma coisa que só vai te atrapalhar ficando estressado e com medo de jogar uma carta.
É algo que espero poder passar para todo mundo e dar esse conselho, ficar nervoso não ajuda em nada, vocês vão ver o porque…

Round 01: Ian Nogueira – Night March

Quaking Punch!!

A primeira rodada! Antes mesmo da viagem já havia jogado contra o deck Night March e vi como pode ser incrivelmente chato. Não esperava muito jogar com alguém usando esse deck por eu não ter visto ele no regional do dia anterior, mas já até tinha conversado com o Ian antes pois ele foi de carona de Brasilia pra Goiania com a gente, ele estava me falando de quais decks ele pensava em usar e justo na primeira rodada vi que ele decidiu jogar com um deck bem chato e mostrou que sabia o que estava fazendo. No primeiro jogo não lembro quem havia começado, mas lembro que assim que fiz um Baby Yveltal com Muscle como ativo, logo atrás um Yveltal EX pronto para subir caso necessário e ele apenas com Pumpkaboo em campo e infelizmente a falta de sorte na hora de comprar, ele resolveu logo em irmos para o próximo jogo. No segundo já foi diferente, mesmo os ataques dos meus Pokémons serem o suficiente para matar o Pokémon com Hp mais alto dele, tive que tentar controlar a quantidade de “Night March” na pilha de descarte e foi um grande desafio, dei um missplay achando que dois Baby Yveltal em campo já seria o suficiente e descartei o meu terceiro (Só me arrependo). Matei um a um os Pokémons dele e montei o Darkrai EX que imaginei que seria uma boa opção por ter resistência mesmo ele tendo um Mr.Mine lá atrás que só estava me atrapalhando, faltava um prêmio para mim e dois para ele, bater 200 no meu Darkrai EX assim que mandei ele para frente foi muito complicado para mim e ele só precisava do Pumpkaboo que comprou no prêmio graças ao Town Map, para minha sorte tinha um N e eu tirei aquela coisa chata da mão dele, ele teve que tentar me paralisar com o Mr. Mine, mas para a minha sorte havia dado coroa e logo em seguida ganhei o jogo.

A partida foi muito boa porque o Ian controlou muito bem os Pokémons, esse deck não é chegar e descartar todos os pokémons que tem o ataque “Night March” e o Ian dividiu isso muito bem, mesmo dois que estavam no prêmio.

1-0-0

Round 02: Hugo Suanno – SpeedLugia

Não lembro muito bem da nossa partida, mas assumo que não esperava um SpeedLugia naquele campeonato. Já tentei jogar o que normalmente fiz jogando contra esse deck fora daquele formato; O que para o deck Lugia? Seismitoad! Não havia feito nada de errado e sem falar que Hugo estava bem zicado sem nenhum suporte de compra na mão no começo, porém ele tinha Xerosic e tirou a dupla do meu Sapo, fiquei bem desesperado para conseguir outra dupla, mas mesmo assim ele usou Xerosic de novo e acabei perdendo meu Seismitoad depois. Logo em seguida ele montou Lugia EX bem rápido, com 3 Deoxys em campo se não me engano e acabei ficando sem recursos e sem como poder dar uma resposta. No segundo jogo ele foi bem rápido também e infelizmente acabei perdendo bem rápido.

1-1-0

Round 03: André Bortoni – Mew Ex/Landorus Ex

Só conhecia o Bortoni pelo facebook e também comprando algumas coisas com ele; Ele é muito gente boa. Muito gente boa mesmo! Infelizmente nossa partida não foi das melhores porque, ele ficou muito zicado, abriu de Mew EX e eu de Yvetal EX no primeiro jogo; no t2 mesmo ele já havia desistido, por não ter vindo nada para ele, nem ao menos um outro Pokémon e no segundo jogo tinha 3 Landorus Ex em campo e eu abri de seismitoad EX, como o Landorus EX tem fraqueza e ficava sempre bloqueando os itens dele, ele acabou desistindo de novo. 

Mesmo nossa partida não ter sido boa, gostei muito de ter conhecido o Bortoni. E ele me mostrou essa parte de que o jogo é mais para divertir e que não precisava ficar nervoso

2-1-0

Round 04: Leonardo Lauri – Tool Drop

Prestes para começara jogar e dessa vez um pouco mais relaxado no começo dessa partida contra o Leonardo, assim que começamos e vi que ele estava com o “Tool Drop“, outro deck que na minha opinião é um saco jogar contra bloqueando sempre com o Seismitoad EX, consegui ter um bom controle do primeiro jogo e até acabei ganhando a primeira partida. Quando estávamos quase prontos para o segundo jogo, Leonardo me disse a seguinte frase: “Eu vou descer tudo agora”… E foi exatamente isso que aconteceu, desceu todos os itens possíveis em campo graças ao Sigilyph e inclusive uma Head Ringer em meu Seismitoad, como o ataque do Seismitoad estava muito baixo perto do Trubbish, não consegui matar nenhum dos Pokémons dele com apenas um ataque então perdi a segunda partida; A terceira partida foi a mesma coisa… “Eu vou descer tudo agora” e o resultado foi o mesmo, Trubbish com um ataque muito alto e eu não consegui dar uma resposta.

2-2-0

Round 05: Renato Siqueira – Speed Yveltal

Quando eu e Renato fomos jogar, os nossos baralhos resolveram se unir contra nós dois, nenhum de nós com um único suporte de compra ou qualquer outra coisa que poderia ajudar na mão no começo do jogo, para minha sorte abri o jogo e já comecei batendo com o Seismitoad EX de 30 em 30 e já ele com Baby Yveltal e Yveltal EX sem nenhuma energia, o jogo teve esse seguimento por mais uns 5 turnos para cada um, quando os dois começaram a reagir e tentar melhorar a situação para si, baixei o Manectric EX e ele já ficou meio intimidado por Yveltal ter fraqueza ao meu cachorro de estimação. Não lembro como ficou esse primeiro jogo, mas no final eu ganhei a primeira partida. Na segunda partida, depois que vi o deck dele e que ele usava laserbank, estava mais do que motivado e preparado para usar o Mega Manectric EX.
Procurei jogar tranquilo e tentar fazer o Mega bem rápido e ele jogando também normal e bem tranquilo. Desse vez nenhuma zica para ninguém e o Renato fez uma coisa que custei a acreditar, depois que eu fiz um Mega Manectric EX, ele ficou intimidado de novo, mas em poucos turnos ele descarta o stadium Virbank e coloca em campo um shadow circle; Então tivemos que jogar de igual para igual, sem essa de fraqueza como vantagem porque ele sempre mantinha uma dark energy em seus Yveltal EX. No final das contas eu ganhei e admito que foi uma boa partida, zicar é um saco, mas o Renato jogou muito bem e até ficamos conversando sobre a lista de Speed Yveltal depois da nossa partida. Eu acho esse deck muito bom, mas eu realmente não queria essa de perder para Pyroar.

3-2-0

Round 06: Jonathan de Araujo – Pyroar/Seismitoad

A chance de ir para o Top 8! As partidas contra Jonathan foram puxadas, jogar contra Pyroar é complicado. 

O único que poderia usar contra o leão era o próprio Mega Manactric. A primeira partida foi Seismitoad EX contra Seismitoad EX, porém em vantagem o meu estava dando 50 de dado e o dele 30, assim que ele fez o Pyroar e deu um KO no meu Seismitoad EX, Fiz o Mega Manectric e dei fim em dois Pyroar; Além da vantagem ganhei a primeira partida. Na segunda quase me desesperei, o começo foi o mesmo de Seismitoad EX contra Seismitoad EX, mas o problema foi que o Manectric ex não apareceu nenhum momento do jogo, então se ele fizesse um Pyroar, eu perderia. Então preparei o segundo Seismitoad EX caso o meu que estava ativo perdesse e fiquei dando Lysandre nos Litleo e tirando toda vantagem que poderia ter com a fraqueza dos leões perto do sapo. Ele não fez nenhum Pyroar e como estava sem itens o tempo todo, ganhei o jogo.  

4-2-0

Custei a acreditar que havia passado para o top 8, com tanta gente que estava 4-2-0 assim como eu, fiquei bem satisfeito porque era algo que eu queria mesmo fazer; Tá ai uma coisa que eu não costumo fazer nem em Belo Horizonte- MG que é passar para o Top. O problema era que nessa hora eram os oito melhores jogadores de 45… Thales ficando mega nervoso em 3…2…1…!

Top 8: Nathália Fernandes – Dialga EX/Aegislash EX/Keldeo EX/Bronzong

Na frente eu x Nathália
Nessa rodada joguei contra a Nathália, admito que foram partidas difíceis e muito boas, não só porque ela joga bem, mas jogar contra o deck de metal é um grande desafio e sem falar que foi uma excelente escolha usar esse baralho para esse formato; Nos jogos em que tivemos uma coisa que eu poderia esquecer era essa de tentar travar os ronzong como ativos porque em todas as partidas no primeiro turno dela, ela já tinha Keldeo EX com float stone no campo; Como Nathália estava bem rápida para montar o seu jogo, já era mais rápida ainda na compra dos prizes, o nosso primeiro jogo foi muito bem disputado, porque sempre procurei tomar cuidado (Na verdade era medo) com o Dialga EX que poderia dar o dano de 170 com um ataque só, então montei o M Manectric EX porque estava sempre me ajudando com as energias e ainda tem sua resistência a ataques de pokémons metal, usei muito o baby Yveltal também para tentar fazer uma boa troca de prizes ao meu favor. Quando faltava dois prizes para mim e apenas um para ela, nós dois estávamos naquela de: “Preciso de um Lysandre para ganhar“, como eu precisava dar nocaute em um Pokémon EX, para manter os danos do Dialga EX dela que estava no bando (acho que ele estava com mais de 80 de dano se não me engano) e não correr perigo dela usar max potion nele, então mandei para frente o Seismitoad EX que não morreria com um ataque só do Dialga EX e o principal que era travar as max potion dela até eu puxar o meu lysandre, como nós dois estávamos nessa sinuca, ela então aproveitou que meu Seismitoad EX tinha umas energias especial e mandou o Aegislash EX para frente, eu não dava dano, mas pelo menos continuava a travar ela. Para dificultar mais ainda as coisas nós ficamos o tempo todo jogando N, eu para 2 e ela para 1 e uns 3 turnos mais ou menos ficamos nessa… Até que finalmente meu Lysandre apareceu ou foi um Vs seeker, realmente não me lembro, mas acabei conseguindo fazer essa virada mega difícil. No segundo jogo, a partida foi tão rápida que eu nem mesmo me lembro, mas ela venceu essa em tempo record e me atrapalhando com uma única head ringer que ela tinha no deck, que estava arrumadinha e bem preparada para o primeiro que eu tentasse fazer entre o Seismitoad EX ou o Manectric EX.
Na terceira partida o meu nervosismo já estava lá em cima! Com o tempo quase acabando e nos dois procurando jogar bem rápido antes dele acabar. No começo do jogo ela desceu em campo um Bronzor e logo em seguida o evoluiu para Bronzong, achei meio estranho porque durante o jogo ela descartou dois Bronzor, com uma ultra ball e um battle compressor, então já considerei que ela estava mantendo o que precisava na mão para poder ganhar o jogo. Foi então que o juiz declarou os três turnos, e nenhum de nós não havia comprado nenhum prize, já pensávamos que iriamos para uma morte súbita e o juiz nos explicou que quem tivesse menos prizes para pegar já ganharia o jogo; Depois que o tempo acabou, esfriei a cabeça e pensei no obvio: “Preciso comprar um prize” e já quando estávamos no turno 2 (Minha vez) olhei no campo dela e vi que ela tinha um bronzong, um Dialga EX e um Cobalion EX (Cada um desses dois com uma energia) e se não me engado o Keldeo também em campo; Como para ela era muito fácil descer uma DCE da mão, descer uma muscle e usar a habilidade do bronzong para deixar o Dialga EX dar um ataque só em cima do meu Yveltal EX, resolvi então arriscar, mandei meu Yveltal EX com três energias para frente e usei o Lysandre em cima do bronzong, usei o Y ciclone e menos um prize para mim, quando foi a vez dela, ela ficou sem a jogada que precisava para ter 4 energias no Dialga EX e então me declarou a vitória.

5-2-0

Top 4: João Paulo – SpeedZard

Agora era o Top 4, contra o João Paulo. O cara que tocou o terror contra todos no regional de Brasília, ficou em segundo lugar e ainda estava mandando ver em Goiânia com esse deck que é o Speed Charizard. Eu que estava quase explodindo de nervosismo, quando fomos nos cumprimentar ele segurou a minha mão e mandou eu relaxar. Antes dos dois regionais tive um grande conselho de um amigo meu e antes dessa partida um outro amigo me orientou em exatamente o que deveria fazer, então graças a esse dois acho que não teria ido tão bem contra o João.
Na primeira partida, eu ia começar e como já conhecia o deck dele eu precisava começar com o Seismitoad EX e para minha sorte ele veio e para o meu azar foi o único que veio, mas mesmo assim estava tranquilo porque já tinha uma DCE na minha mão, para ele não tinha vindo nenhum um básico na primeira mão e quando comprei uma carta logo em seguida, eu havia puxado o Spitomb e então pensei: “Como o deck dele é speed, ele com certeza irá precisar do Computer Search”, então mesmo tendo que travar a minha própria Pesquisa, baixei o Spiritomb antes de começar a partida para garantir que ele ficasse sem o dele. Quando começamos o jogo, fui disparado dando 50 de dano com o Quaking Punch do Seismitoad EX, travando todos os itens dele, e principalmente para prevenir qualquer surpresa de um Pyroar durante o jogo, montei o M Manectric EX para não ter nenhuma dificuldade, durante a partida ele foi tentando me travar tirando o Seismitoad da frente, mas eu sempre estava com uma dark energy na mão para que meus pokémons tivessem recuo zero, graças a habilidade do Darkrai EX. E então o jogo foi assim do início ao fim, fiquei travando ele sem parar e sempre batendo 50 de dano ou 100 de dano por causa da fraqueza do Charizard e dos Litleo. Quase fiz um grande erro tirando o Seismitoad EX da frente para começar a matar os pokémons mais rápido com o Yveltal EX, mas qualquer um poderia ver que ele deveria ter mais cartas na mão do que no deck, se eu parasse de travar ele, eu com certeza perderia. Ganhei o jogo apenas com o meu grande Sapo e com a habilidade de recuo zero do Darkrai EX. O segundo jogo foi a mesma coisa, abri de Seismitoad EX e no banco Spiritomb, abri mão da minha computer serch, mas ele também não tinha ela mais. Quando ele começou ele usou o Computer serch de primeira e depois que ele viu meu Spiritomb em campo, logo em seguida voltou ele para a mão; Realmente não me importei, porque vejo que foi sem querer, mas mesmo assim pedi o juiz para marcar como um onk. Ele colocou uma Head ringer em meu Sapo antes do lock, então tive que recuar esse e mandar o outro e dessa vez já com a muscle band porque eu sabia que ele estava tinha mais uma tool flare no deck. Depois que coloquei o segundo Sapo com ativo, a segunda partida foi a mesma coisa da primeira, eu sempre bloqueando seus itens e não podia tirar o Seismitoad EX da frente de jeito nenhum. 
Para quem for ver a partida poderá observar que nesse segundo jogo o Seismitoad EX foi o verdadeiro tanque; João deu um dano de 170 nele e mantive meu Sapo na frente até o fim e ele ficou lá com os seus 10 de vida até acabar a partida. João jogou muito bem mesmo e ele me elogiou bastante por ter ido longe daquele jeito; Para ele infelizmente travei o deck dele todo, mas ele fez uma grande baralho, rápido de verdade e bom de verdade! Porque qualquer erro que eu fizesse ali, para ele era muito fácil atacar com 170 de dano em qualquer um dos meus pokémons. 

Vocês podem assistir a partida clicando aqui!

6-2-0

Final: Gabriel Pino Semedo – M Manectric Ex/ Yveltal EX

Venceu a experiência

Grande Semedo! Nunca tinha conhecido o Semedo, mais sempre ouvi o nome dele pelo pessoal de Belo Horizonte, e nessa partida vi que ele não era qualquer jogador e muito menos me mostrou que não estava ali atoa. 

Depois do meu jogo com o João, tentei observar o jogo do Sem Medo contra o Ponce, vi mais ou menos como era sua estratégia e já estava tentando me preparar porque a partida seria mirror, porém o deck dele estava mais voltado para o Mega Manectric e uma coisa que deduzi em cima do baralho dele e ainda deduzi errado, pensei que ele usava duas Max Potion para cima, assim eu já estava preparado para usar o Seismitoad EX. Quando fomos jogar já tinha a minha estratégia que achava que era o deck dele, porém não era o que eu pensava. 

Durante os jogos nós dois sempre evitando descer os Yveltal EX por ele ter fraqueza ao M Manectric e gostei muito de ter esse jogo com o Semedo, porque aprendi com ele muito em relação ao uso do 

Mega Cachorro. No primeiro jogo ele foi bem rápido na compra dos prizes e eu consegui dar uma recuperada e até consegui empatar o número de prêmios para comprar, mas ele só precisou dar 30 de dano três vezes  seguidas em meu Jirachi que estava quietinho no banco até ser nocauteado pelo Darkrai dele. Primeira partida foi dele. No segundo jogo, pensei que estava um pouco mais preparado, mas foi pior ainda que o primeiro. Já estava no fim para mim na segunda partida quando ele estava com 2 prizes faltando e pra mim 4 para pegar, e se não fosse pela minha grande falta de atenção eu poderia ter feito a jogada com o Darkrai EX e matado dois Pokémon EX’s dele em um único ataque, porém fiz a conta dos danos totalmente errada e pensei que o M Manectric dele estava com 40 de vida e já vi que os 30 do banco do Darkrai não seria o suficiente, mas ele estava com 30 de vida na verdade, dei Lysandre Mega Manectric, KO nele e mais 30 no Darkrai dele que já estava com 120 de dano. E foi quando ele virou para mim e disse: “Você poderia ter ganhado agora… só precisava ter puxado meu Darkrai, KO nele e 30 no M Manectric e também era KO nele“; Depois Semedo jogou um Lysandre e ganhou a partida. Uma vitória mais do que merecida!  

Vocês podem assistir a partida clicando aqui!

6-3-0

Agradecimentos

Bom pessoal, tenho mais é agradecer a todos que me apoiaram e procuraram me ajudar o tempo todo ali naquele regional e inclusive a galera que estava longe, gostei muito desse resultado por ser meu segundo regional. Conheci muta gente nova e espero poder encontrar com esse pessoal de novo. Apesar de ter sido conhecido como o jovem educado que sempre pede para ver o descarte do oponente ou o cara que faltou as aulas de matemática na primeira série… Fico feliz! Chateado ainda pela minha falta de atenção, mas bem feliz. Obrigado a todo mundo mesmo que me aconselhou e ficaram me incentivando! E mesmo depois do meu miss play todos me deram parabéns. Alguns tocaram no assunto de aulas particulares de matemática…Tudo bem.. rs
Brincadeiras à parte. Gente, muito obrigado! A todos que estavam comigo ali naquele Regional, todos com quem joguei antes da final me aconselharam e disseram para não ficar nervoso. Inclusive o juiz mandou que eu relaxasse. E aos companheiros de Minas Gerais, valeu gente! É um bullying que posso sofrer por um bom tempo, mas uma grande vitória para Minas Gerais! Valeu galera! Esse Regional foi muito bom!

Procuro aulas de matemática!
Somos um blog feito pelos jogadores de Pokémon TCG de Belo Horizonte, em que sentimos vontade de compartilhar suas opiniões sobre o jogo, desejamos que mais pessoas venham para este mundo de diversão e alegria.
  • curti o post parabéns cara

  • Valeu.

    • Fala Thales. Primeiramente, parabéns pela posição alcançada no regional, foi merecida. Valeu por reportar também o restante do torneio, bem legal. Sobre nossa batalha, ainda desconfio que o motivo de tanta zica acumulada foi culpa da mesa de Pyroar do lado da nossa, hahaha. Obrigado pelas dicas e pelos jogos, aprendi de verdade com ambos, valeu mesmo.
      []’s