Report Victory Road – O Gosto da Vitória

postado em: Análise de Decks, Campeonatos | 1
Espeon me salvou nos meus jogos

Fala galera, meu nome é Helbert e estou aqui para contar sobre como foi o campeonato Victory Road
TCMG, que aconteceu neste sábado (03/01), onde tive o prazer de ser campeão. Neste campeonato o top 8 do ranking da cidade não esteve presente então era uma ótima oportunidade para quem ficou de fora dos tops ao longo do ano de mostrar os resultados do treinamento e correr atrás de alguns pontos para subir no ranking.

Alguns dias atrás consegui um ótimo resultado de 4-0 em um campeonato semanal da UG Cardshop com o deck SpeedLugia, que me deixou bastante confiante e ansioso para o campeonato. Antes desse deck, o que mais havia jogado e tinha experiência era Pyroar, mas com a nova coleção o deck perdeu força e estava na hora de mudar. Após o bom resultado, estava decidido o deck que usaria no campeonato, então segui treinando e me acostumando com a lista.
O campeonato contou com a presença de 21 jogadores então tivemos 5 rodadas e top 8. Aqui vai a base da lista que usei no campeonato:

Pokémon (13)

3x Lugia EX

4x Deoxys EX
3x Eevee
3x Espeon Plasma 
 
Suportes (35)
 
Lulu é top
4x Sycamore
3x Colress
3x Lysandre
1x Lysandre´s Trump Card
4x Roller Skates
2x Bicycle
4x Colress Machine
4x Team Plasma Ball
3x Muscle Band
1x Escape Rope
1x Switch
1x Computer Search
2x Vs Seeker
2x Frozen City
 
Energias (12) 
 
4x Double Colorless Energy
4x Plasma Energy
4x Psychic Energy

 

 
Rodada 1: Thales Rodrigues ( Charizard-EX/ Pyroar)
 
Logo de cara já peguei um badmatch, Pyroar é um grande obstáculo para meu deck, chega a ser irônico o deck que eu mais usei ser um dos maiores problemas pra mim atualmente, rs. Acho que entendo a raiva dos outros jogadores agora.
Na primeira partida eu tive sorte de um Litleo ter caído nos prizes e já começar de cara com o Frozen City assim daria hit KO nos Pyroars com o Espeon, rapidamente coloquei 3 Deoxys no banco e matei dois Pyroars com os Espeons assim ganhando a primeira partida.
Na segunda não tive a mesma sorte, o deck do Thales voou e eu consegui apenas um Espeon e não consegui montar outro nem com Lysandre Trumb Card assim perdi e fomos para a última.
Na última partida tive a sorte de um dos leões estar nos prêmios então assim que ele percebeu isso partiu para montar o Charizard mas já tinha a resposta pra ele montada no banco, a partida terminou nos três turnos sendo que o terceiro foi em mim com Lugia pegando o restante dos prizes! Por muito pouco não abri o campeonato com um empate.
 
Me lembro do Feral, grande amigo e colega de time, me dizendo que se passasse por essa ele não duvidaria de mais nada… E não é que ele acertou?
 
(1-0-0)
 
Vs João Pedro

Rodada 2: João Pedro ( VirGen)


Eu não esperava jogar contra virgen nesse campeonato, foi uma partida complicada no início mas quando a Lugia resolveu voar não tinha ninguém que parasse.
Como eu disse no começo foi uma partida complicada ambos os decks resolveram travar mas ele conseguiu montar um único Genesect que ganhou o jogo, tudo que eu consegui fazer foi descer dois Eeves e um Deoxys e passar a vez. Foi uma partida extremamente travada para ambos.
A segunda partida foi diferente não me lembro totalmente dos detalhes só lembro que o meu stadium me salvou para completar o dano no Virizion e o outro ataque foi no Jirachi, então estávamos empatados.
A terceira partida foi exatamente o contrário da primeira, o deck dele travou e o meu rodou, no T1 já tinha a Lugia montada e matando o Virizion e no segundo o Genesect assim acabando o jogo com dois ataques.
 
(2-0-0)
 
Rodada 3: Diego Fernandes ( Florges)
 
Essa foi a partida mais rápida do campeonato, foram dois donks em Florges, mas eu e o Diego voltamos a nos enfrentar no top 8 onde tive uma das partidas mais difíceis desde quando comecei a jogar competitivo.
 
(3-0-0)
 
Rodada 4: Lucas Zadra ( Yveltal/Hard Charm)
 
Como ambos estávamos 3-0 no campeonato resolvemos empatar para garantir o top, teríamos nos enfrentado na final se ele tivesse ganho no top 4 mas sei que não faltarão oportunidades.
 
(3-0-1)
 
Rodada 5: Alex Oliveira ( Donphan)
 
Esta rodada também decidimos empatar para descansar um pouco e nos prepararmos melhor para o top. Nós nos enfrentamos no top 4 e aquela foi uma das partidas mais difíceis e cansativa do dia.
Pela primeira vez estava no top 8 de um campeonato estava muito feliz e totalmente nervoso, me lembro de ouvir o SonSon (que estava de juiz na minha mesa) muitas vezes falando para eu me acalmar e respirar. Se eu perdesse ali já estaria muito satisfeito com o meu rendimento no campeonato, eu que sou conhecido como “Byroar” pelos jogadores, pegar top tem sido uma grande meta desde o dia que comecei.
 
(3-0-2)
No final do suiço ficou assim

 

Top 8: Diego Fernandes ( Florges)
 
Nossa partida no top foi completamente diferente de quando nos encontramos no suiço, ambos conseguimos mostrar toda a força que os decks tinham e se não fosse por um erro cometido por ele na segunda partida eu teria saído do campeonato naquele momento e ele provavelmente teria sido campeão já que teria duas good matchs pelo caminho.
A primeira partida eu não consegui montar o Lulu com velocidade porque já no T1 ele tinha um Seismitoad Ex travando meus itens, consegui matar o Sapo mas fui descuidado ao matar os pokémons errados e puxar 5 prêmios, assim levei vários N’s para 1 não conseguindo restabelecer meu jogo.
A segunda foi quase uma cópia da primeira mas consegui montar a Lugia antes de começar a sofrer os Quacking Punchs do Sapo, o momento decisivo da partida foi quando eu tinha a Lugia montada batendo 160, no banco, e um Espeon que morreria de qualquer maneira no próximo round, ele usou Max Potion para curar uma Florges no banco ao invés de curar o Seismitoad com dano na frente, assim quando ele passou com dois ataques terminei a segunda partida.
A terceira foi mais tranquila consegui montar a Lugia rapidamente e terminar com o jogo.
 
Foi uma partida muito difícil onde por muito pouco não saí do campeonato, fiquei muito feliz de enfrentar o Diego no top ele é um dos grandes amigos que fiz com esse jogo e ambos tivemos a chance de mostrar o quanto crescemos como jogadores nos últimos meses.
 
(4-0-2)
 
Top 4: Alex Oliveira ( Donphan)
 
Essa foi a partida mais cansativa de todo o campeonato para mim, o Alex é um ótimo jogador na minha opinião e com certeza era um dos favoritos a levar o campeonato.
Eu não me lembro perfeitamente do começo da partida, o que eu consigo me lembrar é que consegui usar os Deoxys muito bem como atacantes e isso me garantiu o jogo.
A segunda o Alex ganhou, também não me lembro muito bem como foi. Mas o que me lembro é de ter perdido a Lugia para um ‘”Wreck” do Donphan e assim não conseguir fazer mais nada.
O tempo da rodada havia acabado e como estávamos no top quem pegasse o primeiro prize seria o vencedor, o que era muito vantajoso para mim já que a Lugia mata qualquer coisa do deck de donphan com um hit apenas. Nós dois estávamos muito tensos eu comecei e já havia montado a Lugia no T1 e tinha o Deoxys pronto para recuar, tudo que eu precisava era de um Lysandre. Eu me lembro de ter estado com o Lysandre três vezes na mão e ele ter usado N o que estava me deixando extremamente nervoso e angustiado, mas no último N que ele usou a primeira carta que eu puxei foi o Computer Search, tudo que ele precisava fazer era passar a vez e eu estava na final.
 
(5-0-2)
 
Final: Vitor Pizza ( Donphan)
 
A esquerda Pizza, direita Helbert

Eu mal conseguia acreditar que estava na final, estava exausto dos jogos do top principalmente pelo top 4 que foi extremamente complicado e o jogo contra o Diego que também exigiu muito, mas fico muito feliz por isso não ter atrapalhado na hora.

A primeira partida foi parecida com o começo contra o João Pedro o deck resolveu travar e não mostrar serviço e o do Pizza fez exatamente o contrário, em poucos turnos ele já tinha dois Donphans montados e um dando wreck na Lugia que terminou a partida pra mim.
Nesse momento eu achei que já tinha acabado pra mim fiz o que podia mas não seria dessa vez que seria campeão, mas aí o deck quis me dar uma mão. Na segunda partida ele mal montou um Donphan a resposta foi muito rápida e logo fomos para a última partida.
A nossa terceira partida foi incrível, nunca consegui dar uma resposta tão rápida contra Donphan, no meu T1 tinha um Espeon montado com uma Muscle, três Deoxys e uma Lugia no campo, já no primeiro ataque comecei matando um Hawlucha e enchendo a mão novamente, naquele momento vieram dois Lysandres e dois Vs Seekers pra minha mão, com isso o Espeon levou dois Phanpys e um Sigilyph, sempre comprando duas cartas pelo efeito do ataque do Espeon e pegando um prize e a cada turno a Lugia ganhava mais uma energia e após os 4 ataques ele subiu um Kyurem e a Lugia terminou a partida.
 
(6-0-2)
 
Agradecimentos:
 
As pessoas que mais sou grato são meus colegas de time, que me apoiaram nos treinos me ajudaram a pegar o jeito com o deck e principalmente ao Feral que montou a lista e me deu a chance de pilotá-la, outro grande agradecimento que eu tenho e com o nosso grande amigo SonSon que se esforça muito pelo jogo em BH e quer esse jogo cada vez maior e com o nível mais alto, se não fosse por ele hoje não estaria jogando sou muito grato por ter me emprestado o deck para que eu pudesse participar do Independence Day. Mas não só a eles sou grato a todos os jogadores de BH que vem sendo muito receptivos a todos os novatos fiz muitos amigos graças ao pokemon e não pretendo abandonar esse jogo nunca. Muito obrigado ao Pedro, Gordim, Junio, Ribeiro, os Diegos, os Thales, os Gustavos a todos mesmo. Espero voltar a escrever mais reports como esse no futuro, depois de vencer a “Victory Road” espero estar chegando no nível dos campeões.
 
Helbert ( Byroar).

Nota do Blog: Esse campeonato como dito foi sem os jogadores presentes no top 8 de BH, vale ressaltar que Helbert há 4 meses ficou em último em muitos campeonatos mas com muito trabalho e treinamento ele conseguiu melhorar. Os autores do site ficam muito satisfeitos com o crescimento do jogo e a quantidade de novos jogadores que vem aparecendo por aqui. Parabéns Byroar.

Somos um blog feito pelos jogadores de Pokémon TCG de Belo Horizonte, em que sentimos vontade de compartilhar suas opiniões sobre o jogo, desejamos que mais pessoas venham para este mundo de diversão e alegria.

  • Pow, massa! Curti as alterações no deck! Bom ver que o deck levou um campeonato, mesmo sem os TOP 8. Curto muito essa ideia!