Se Mufasa é o Rei Leão, Pyroar é o Rei Pokémon!

postado em: Campeonatos | 0
Fala galera, a pedido do SonSon venho aqui trazer para vocês o meu report do Pokémon Independence Day que tivemos ontem (07/09) aqui em BH. E como ainda estou devendo uma análise de deck da semana passada aqui no blog, iremos ter 3 posts meus essa semana por aqui. Um report (este aqui) e mais 2 análises de decks, uma na quarta a outra na sexta! Espero que gostem!
Pyroar, o Rei Pokémon!
Bom, algumas semanas antes do campeonato eu e meu time nos reunimos para decidir qual deck cada um iria jogar no campeonato, para ir treinando e se adaptando ao novo formato. Eu como sempre, não sabia com o que jogar. A principio, escolhi jogar de Pyroar, treinei e fui modificando a lista por 3 semanas de acordo com meu estilo de jogo. Mas como já é de costume, dias antes do campeonato tivemos um mini campeonato na UG card shop com a presença de 12 players, onde joguei de SpeedLugia montado no próprio dia, pouco antes do inicio do campeonato. O Dyego, um dos membros do meu time, acabou vencendo este, o que me deixou muito feliz, pelo resultado dele e pelo meu que acabei ficando em quarto com um deck montado de ultima hora, o que me fez pensar muito em trocar de deck para o grande dia.

Até cerca de 5 minutos antes da primeira rodada, eu realmente não sabia com qual deck jogar. Estava jogando bem de Pyroar, o deck estava bom, tinha treinado bastante com ele, mas Plasma é o deck com que mais joguei até hoje e o que considero que joguei melhor desde a última temporada. A dúvida ficou até o Dyego (amigo, companheiro de time e treinos) conversar comigo e me incentivar a ir de Pyroar.

Então, optei pelo deck que tinha mais treinado, mesmo um pouco inseguro, com medo das techs. Decidimos que eu iria de Pyroar e fui! O campeonato contou com 28 players, sendo 25 da master, 5 rounds no suiço e top 8. E esse foi o deck que eu usei:

Pokémons (11)

4x Simba (Litleo)
4x Mufasa (Pyroar)
2x Mewtwo EX
1x Spiritomb

Treinadores (38)

4x N 
3x Professor Sycamore
3x Lysandre
2x Blacksmith
2x Shuana

4x Pokémon Catcher

4x Roller Skates
3x Ultra ball
3x Muscle Band
2x Switch
2x Startling Megaphone
1x Escape Rope
1x Evosoda
1x Professor Letter
1x Computer Search
2x Mountain Ring

Energias (11)

7x Fire
4x DCE

Round 1: Júnio (Yveltal EX/Seismitoad EX/Garbodor)

Logo de cara, peguei um dos melhores jogadores de BH, com um deck que é o pior inimigo do rei leão. Na primeira partida, ele demorou para conseguir um Seismitoad em campo, o que me permitiu usar itens no início, setupando rápido.  Ele não conseguiu montar Garbodor antes, porque conseguir puxar todos os seus Trubbish pra dar K.O. Ele concedeu a primeira e fomos para a segunda. Essa foi bem mais complicada, logo no t2 ele já tinha um sapão em campo me atacando, o que me atrasou completamente. Além de não conseguir usar Catcher para matar os Trubbishs, eu não poderia usar Megaphone para remover tools do Garbodor, o que fez ele montar o saco de lixo facilmente e levar o jogo com facilidade depois disso. A terceira também foi bem difícil, novamente ele tinha o sapo me travando, mas dessa vez, demorou para conseguir Trubbishs em campo e quando ele descia um, eu conseguia matar buscando com Lysandre. Ele concedeu depois que eu matei seu segundo e ultimo Trubish já que não tinha mais o que fazer. (1-0-0)

Round 2: Gustavo Barcelos (Fighting Big Basics/Garbodor)

Na primeira partida montei Pyroar no t2, fui atacando e espalhando dano, poupando meus recursos para possíveis techs contra meu deck. Me certifiquei de não baixar mais que um Mewtwo (startei com ele) para não dar prizes fáceis para ele. Quando ele finalmente baixou seus Trubbish eu tinha Lysandre e 2 Catchers na mão, mas ele deu N e nada disso voltou na minha mão. Ele ainda montou Garbodor e levou um Pyroar, mas ai finalmente consegui buscar o Garbodor no banco e derruba-lo com o próprio Pyroar com ajuda da Muscle Band. Seu outro Trubbish estava nos prizes e ele concedeu a primeira. A segunda foi quase um replay da primeira, unica diferença, foi que ele baixou Raichu para tentar matar Pyroar, mas ficou sem energias para o Raichu que o Rei Leão levou facilmente. (2-0-0)

Round 3: Marcelo (Pyroar/ Charizard EX/Mewtwo EX)

O deck do Marcelo era bem parecido com o meu, a ideia era a mesma, mas ele usava Charizard Ex (Combustion Blast) e os itens e suportes eram um pouco diferentes dos meus. Mirror é sempre complicado, todas as partidas foram bem difíceis, e decididas nos detalhes. A primeira meu deck rodou mais rápido me fazendo vencer. A segunda meu deck zicou um pouco e ele levou com muita facilidade. A terceira foi bem difícil, ele começou bem melhor, foi controlando a partida, enquanto eu procurava seus Litleos e Pyroars. Até q no final, ficou 1 prize para ele e 3 para mim. Mas eu com 1 Pyroar montado e ele apenas com um Mewtwo em campo, ele precisaria de montar um leão em 2 turnos, ou meu pokémon iria derrubar o Mewtwo dele. Pra completar, eu usei N antes de atacar, tirando todos os recursos dele conseguindo assim vencer a partida! (3-0-0)

Round 4: Renato Ribeiro (Yveltal EX/Garbodor)

Seria mais uma partida difícil, ainda mais por ele usar 3 Trubbish . Na primeira, eu fui a caça dos Trubbish , matei todos os 3, mas ele ainda tinha laser, que quase matou meu Pyroar, mas consegui vencer. A segunda nós dois começamos muito mal, ficamos turnos sem conseguir fazer nada, mas depois de um N, o jogo dele desenrolou, ele montou um Garbodor com Muscle Band que eu consegui trazer para frente travando ele mais alguns turnos, mas não foi o suficiente, ele conseguiu um Switch e venceu o jogo. Faltava muito pouco tempo para uma terceira partida, mas mesmo assim decidimos jogar, pelo menos para divertir. Com o pouco tempo, os 3 turnos foram chamados quando ambos ainda tinham 4 prêmios, com ele pegando um por vez e eu não tendo nada para dar o hit kill nos pokémons dele, ficamos empatados. (3-0-1)

Round 5: SonSon (BigBasics/Seismitoad EX/Garbodor)

Nas últimas 2 partidas eu estive na mesa 1 e nessa não foi diferente, o SonSon era o único 4-0 o que fazia de mim o segundo colocado até o ultimo round do suíço. Com meus resultados, eu já estava garantido no top, o que me deixou bem tranquilo para essa partida, até saber que ela seria filmada, haha. O jogo é extremamente desfavorável para o meu deck, em ambos os jogos ele tinha um Seismitoad com DCE ligada e lasers na mão no T1. Impossível para o meu deck acompanhar. Mas já estava no top, então tudo bem! (3-1-1)


Passei para o top 8 em quarto lugar e o Thales Dias (Gordinho) também membro do meu time ficou em terceiro, o que era muito bom, já que só nos encontraríamos em uma possível final.

Top 8: Gustavo Rodrigues (Mono Fighting/Tyrantrum)

Eu nunca tinha jogado contra esse deck! O Rodrigues é um dos melhores jogadores que já enfrentei. Fiquei com medo dos tiranossauros dele. Mas pra minha sorte, ele deu muito azar conseguindo puxar nada no primeiro jogo. Fui caçando os tiranossaurozinhos até não sobrar nenhum. Esse jogo foi interessante, pois joguei 7 vezes a moeda, 4 para Roller Skates e 3 para Catcher e simplesmente acertei todas!!! No segundo jogo, Catcher também me salvou, acertei em momentos cruciais e acabei levando mais uma! 2-0 Estava no Top 4!!!

Top 4: Gustavo Daniel, Feral (SpeedLugia/Beartic)

Ao fundo na mesa 1: Pedro Sales x Gustavo Feral
Essa partida também foi gravada, não lembro muito bem dos detalhes, pois tanto essa, quanto a final, foram contra decks plasmas que usavam Beartic. Então posso confundir alguns detalhes. Só sei que Spiritomb salvou o meu jogo completamente, me trazendo de volta para o jogo quando estava sem suportes na mão. E em ambos os jogos fui atras dos Cubchoo como doido, fui poupando recursos para derrotar os ursos, acertei os Catcher quando mais precisei e meu oponente não teve o que fazer depois que os ursos foram para a pilha de descarte. 2-0  e vamos para a final!!!


Final: Lucas Zadra (SpeedLugia/Beartic)

A primeira partida foi só fazer o que tinha feito contra o Feral, acertei os Catcher e sempre tinha Lysandre na mão, mas para minha sorte, ele ainda tinha um Cubchoo nos prêmios, fazendo ele conceder quando olhou o deck e descobriu isso. Na segunda partida, ele ainda conseguiu montar um Beartic, mas eu tinha 3 Pyroars em campo prontinhos! Calculei os prêmios que restavam, e se tudo corresse como eu esperava, sobraria 1 prêmio para ele, e eu ficaria apenas com 1 Pyroar. Ele levou 2 dos meus pokémons e eu levei o Beartic, sobrando 1 Pyroar em campo e 1 prize para ele. Como o outro Cubchoo já tinha sido nocauteado, ele apenas concedeu, já que não podia fazer nada! E assim eu me consagrei campeão!!!


AGRADECIMENTOS:

Valeu a todos que compareceram! Foi muito top! Todo mundo com deck bom, até mesmo os mais novos jogadores! Parabéns a todos!
Queria aproveitar a oportunidade para agradecer ao meu time, Team Y(UAI), que me ajudou com os treinos e montagem do deck, playtestes e tudo mais, ao Dyego que me fez jogar com o deck no último minuto, ao SonSon que realizou o campeonato, ao Renato Simões que foi o juiz, ao Júnio, pelas caronas de 2 anos atrás, pois se não fossem essas caronas eu não estaria jogando esse JOGO LINDO até hoje! E a todos os amigos que fiz ao longo dessa “jornada” que só esta começando! Valeu galera! E que venham os Regionais! 

Dom Pedro Sales, ganha o Pokémon Independence Day

Nascido em Belo Horizonte em 1994. Jogador de Pokémon TCG desde 2005 que adora jogar com decks diferentes a cada campeonato.